web analytics
Tempo de leitura: 3 min.

“Anjos são reais”: Relato do século XJX sobre anjos salvando um missionário

Tempo de leitura: 3 min.
"Anjos são reais": Relato do século XJX sobre anjos salvando um missionário
Anjos: Reverendo Paton era um missionário protestante nas Novas Hébridas (Imagem: GETTY)

Anjos existem nas páginas da Bíblia Sagrada e na arte cristã, mas o que sabemos sobre eles fora do mito e da lenda?

Um especialista em escrituras compartilhou porque ele acha que as aventuras do missionário do século XIX, John Gibson Paton, provam que ‘anjos são reais’ e muitas vezes passam despercebidos pela maioria.

Os anjos são mencionados quase 300 vezes na Bíblia, com aparições tanto no Antigo como no Novo Testamento. Em Gênesis, o primeiro livro do Antigo Testamento, Deus envia dois anjos para avisar Ló da destruição iminente de Sodoma e Gomorra. No Novo Testamento, um anjo aparece diante do sacerdote Zacarias para informá-lo de que sua esposa teria um filho chamado João – João Batista.

Ainda mais famoso, os Evangelhos afirmam que o arcanjo Gabriel apareceu diante da virgem Maria para lhe dizer que ela daria à luz a Jesus.

De acordo com Tom Meyer, professor de estudos bíblicos no Shasta Bible College and Graduate School na Califórnia, EUA, a palavra hebraica para anjo ‘malak‘ significa alguém que é despachado como representante ou mensageiro em nome de Deus.

A palavra é frequentemente usada na Bíblia para descrever profetas e sacerdotes, bem como a própria nação de Israel.

O uso mais famoso de malak, entretanto, é reservado para uma classe de seres celestiais que Deus criou separadamente dos humanos.

O professor Meyer disse ao Express.co.uk:

“Dos muitos nomes usados ​​para Deus na Bíblia, o título SENHOR dos Exércitos descreve Deus como o comandante-chefe de um exército organizado de anjos.

O anjo de YHWH acampa ou literalmente arma sua tenda ao redor daqueles que temem a Deus, como um exército acampado ao redor de uma cidade para defendê-la (Salmo 34: 7).”

O especialista em Bíblia acredita que uma dessas intercessões divinas ocorreu no século XIX, durante uma missão do missionário protestante John Gibson Paton (1824 a 1907) às Novas Hébridas, no sul do Oceano Pacífico.

O relato é descrito no livro “Anjos: Agentes Secretos de Deus”, escrito pelo evangelista americano Billy Graham.

Conforme a história continua, um grupo de nativos hostis atacou a sede da missão do Reverendo Paton uma noite, quando elel foi afastado por uma série de seres angelicais.

O Reverendo Paton e sua esposa Mary visitaram as Novas Hébridas em novembro de 1858, onde construíram uma casa em Port Resolution, na ilha de Tanna.

O professor Meyer explicou:

“Numa noite fatídica, nativos hostis cercaram o quartel-general de sua missão, com a intenção de expulsar os Patons para fora de sua casa e depois matá-los.

John Paton e sua esposa oraram durante toda aquela noite cheia de terror para que Deus os libertasse milagrosamente. Quando finalmente amanheceu, eles ficaram surpresos ao ver que os agressores os haviam inexplicavelmente os deixado em paz.”

Um ano após o incidente, a tribo que cometeu o crime teria se convertido ao cristianismo.

Reverendo Paton então confrontou o chefe da tribo para descobrir porque eles nunca haviam incendiado sua casa.

Para sua surpresa, o chefe disse que a casa estava cercada por centenas de homens em ‘vestes cintilantes’ e com suas espadas desembainhadas.

O professor Meyer disse:

“Eles pareciam circundar a estação missionária de forma que os nativos tinham medo de atacar. Só então o Sr. Paton percebeu que Deus enviou Seus anjos para protegê-los.

O chefe concordou que não poderia haver outra explicação.”

Na opinião do professor Meyer, a história testemunha a existência de anjos conforme descrito na Bíblia.

Ele acrescentou:

“Como não podemos ver os anjos ou não reconhecemos o que eles são quando os vemos, podemos ficar entorpecidos ou inconscientes do tremendo papel que desempenham no curso dos eventos humanos. Os anjos são tão reais quanto você e eu.”

Embora o relato seja incrível e frequentemente citado por evangelistas, os céticos argumentam sua veracidade.

De acordo com Benjamin Radford do Center for Inquiry, não há evidência real de anjos fora das escrituras e testemunhos anedóticos.

Em vez disso, argumentou ele, a existência de anjos é uma questão de crença pessoal, espiritual e religiosa.

Em um artigo de 2018 intitulado “Are Angels Real?” (Os Anjos são Reais?) ele disse:

“Apesar de séculos de especulação teológica sobre anjos – de seu número a seus deveres a quantos podem dançar na cabeça de um alfinete – ninguém sabe se eles existem fora de histórias e lendas. Quer sejam reais ou fictícios, os anjos estão com os humanos há milênios, e sua presença continuará a confortar.”

(Fonte)


E você, acredita que os anjos existem?

– n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.


PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:



ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.
EnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol