web analytics
Tempo de leitura: < 1 min.

Asteroide chega de surpresa e passa entre a Terra e satélites de comunicação

Tempo de leitura: < 1 min.

A rocha espacial passou acima da África do Sul a uma altura muito menor do que os satélites geoestacionários.

Asteroide chega de surpresa e passa entre a Terra e satélites de comunicação
Imagen ilustrativa Pixabay.com / geraltSíguenos Facebook

Um asteroide passou muito perto da Terra e foi detectado apenas na manhã deste 31 de outubro, menos de uma hora antes dele ‘chegar’ em nosso planeta.

O objeto espacial, que foi nomeado C0PPEV1, foi capturado inicialmente pelo US Catalina Sky Survey e depois por vários outros observatórios no país norte-americano. O asteroide se aproximou a apenas 6.200 quilômetros da superfície da Terra, passando sobre o sul da África a uma velocidade de aproximadamente 43.452 quilômetros por hora.

Daqui a 45 minutos (agora \u003d 31/10/19 7:00 PDT), o #asteróide C0PPEV1 recém-descoberto passará apenas 6200 km acima da superfície da Terra. 45 minutos atrás, estava passando pela sombra da Terra. Isso é muito mais próximo do que nossos satélites geoestacionários.

A título de comparação, os satélites de telecomunicações geoestacionários orbitam 35.786 km, enquanto a Estação Espacial Internacional fica a cerca de 400 quilômetros acima do nível do mar. Os pesquisadores estimam que o diâmetro do C0PPEV1 é entre 2 e 7 metros, por isso é muito pequeno para representar uma ameaça real, mesmo que tivesse atingido o nosso planeta.

No entanto, essa abordagem demonstra mais uma vez a vulnerabilidade a um possível impacto de asteroide ao qual estamos expostos, apesar dos esforços da NASA e de outras agências espaciais para detectar objetos que possam representar um perigo para a Terra a tempo.

(Fonte)


Como pode ser visto aqui e aqui, esta não foi a primeira vez que uma rocha espacial nos pega de surpresa… e certamente não será a última. E uma dessas próximas vezes poderá realmente nos “atingir de surpresa”, como foi o caso do meteoro de Chelyabinsk, na Rússia.

Por enquanto, não há nada que possamos fazer para desviar esses perigos em potencial, embora
projetos já estejam sendo testados para tal fim.

– n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.


PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:



ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.
EnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol