web analytics

Asteroide 2019 R91 chegou perigosamente perto da Terra: NASA não conseguiu detectar a tempo

Tempo de leitura: 2 minutos


De acordo com a NASA, o asteroide 2019 R91 estava viajando a velocidades de 93.000 quilômetros por hora e chegou mais perto do que alguns satélites que orbitam a Terra.

Asteroide 2019 R91 chegou perigosamente perto da Terra: NASA não conseguiu detectar a tempo

De acordo com a NASA, o asteroide 2019 R91 estava viajando a velocidades de 93.000 quilômetros por hora e chegou mais perto do que alguns satélites que orbitam a Terra.

Ele chegou a 37.500 km da superfície da Terra na quinta-feira (5), mas não foi detectado até depois. Chocante, não é?

De acordo com um artigo da CNET, o asteróide 2019 R91 foi a terceira rocha espacial a se chegar mais próxima do nosso planeta no ano de 2019.

Felizmente, o corpo celeste não atingiu a Terra.

É de notar que um asteroide (rocha espacial) pode causar tsunamis, ondas de choque e ventos fortíssimos que podem ser catastróficos.

As rochas espaciais sempre se aproximam da Terra devido às forças gravitacionais que as afetam. No entanto, um asteroide do tamanho de um carro bate na atmosfera da Terra cerca de uma vez por ano.

Por outro lado, um asteroide grande o suficiente para ameaçar a existência de vida na Terra chega uma vez a cada poucos milhões de anos.

Voltando ao asteroide 2019 R91, a NASA estima que a rocha tenha entre 7 e 17 metros de diâmetro. Isso o torna do mesmo tamanho da rocha que entrou na nossa atmosfera e explodiu acima da Rússia em 2013, causando muitos danos.

O astrônomo Tony Dunn afirmou:

A rocha espacial era desconhecida porque vinha do lado diurno. Veio do nosso lado diurno, mas foi captada rapidamente quando entrou em nosso céu noturno.

Antes, o administrador da NASA, Jim Bridenstine, alertou que as chances de um impacto são maiores do que as pessoas imaginam.

Ele disse:

Temos que ter certeza de que as pessoas entendem que isso não é sobre Hollywood, não é sobre os filmes. Isso é basicamente proteger o único planeta que conhecemos, agora mesmo, que abriga a vida – e esse é o planeta Terra.

Anteriormente, o chefe da SpaceX Elon Musk twittou dizendo:

Ótimo nome! Não se preocuparia com este em particular, mas uma grande rocha atingirá a Terra eventualmente, e atualmente não temos defesa.

Vale ressaltar aqui que a SpaceX ganhou um contrato para construir componentes para o Double Asteroid Redirection Test (DART) da NASA, que tentará redirecionar e desviar asteroides antes que possam atingir a Terra.

No entanto, a NASA havia dito:

Nenhum asteroide conhecido representa um risco significativo de impacto com a Terra nos próximos 100 anos.

Lindley Johnson, do Escritório de Coordenação de Defesa Planetária, disse:

Embora nenhum asteroide conhecido com mais de 140 metros de tamanho tenha uma chance significativa de atingir a Terra pelos próximos 100 anos, a NASA e seus parceiros estão estudando várias metodologias diferentes para desviar um asteroide perigoso.

(Fonte)


Então a NASA diz que “nenhum asteroide conhecido representa risco significativo de impacto”, certo?

Mas que tal aqueles desconhecidos, como esse que de repente apareceu do nada, sem que ninguém pudesse perceber?

n3m3

Você pode ajudar na manutenção do OVNI Hoje. Clique aqui para saber mais.

ATENÇÃO: Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.



Participe dos comentários mais abaixo…

Termos recém pesquisados por leitores: