web analytics

Centenas de “aranhas” são avistadas na misteriosa “Cidade Inca” em Marte

Compartilhe com a galáxia!
Tempo de leitura: 2 min.
Ouça este artigo...

Toda primavera, assustadoras “aranhas” negras brotam em Marte enquanto o gelo enterrado de dióxido de carbono libera gêiseres empoeirados de gás. Novas imagens da ESA mostram que o fenômeno começou na estranha formação da Cidade Inca.

Centenas de "aranhas" são avistadas na misteriosa "Cidade Inca" em Marte
Centenas de ‘aranhas’ negras avistadas em 2020 pela ExoMars Trace Gas Orbiter da ESA. As formações são resíduos de gêiseres de gás empoeirados que irrompem na superfície gelada do Planeta Vermelho na primavera. (Crédito da imagem: ESA/TGO/CaSSIS)

Os aracnofóbicos não precisam temer: uma nova imagem da Agência Espacial Europeia (ESA) de “aranhas” marcianas mostra, na verdade, erupções sazonais de gás dióxido de carbono no Planeta Vermelho.

As formações escuras e finas foram avistadas em uma formação conhecida como Cidade Inca, na região polar sul de Marte. Imagens tiradas pela sonda Mars Express da ESA e pela ExoMars Trace Gas Orbiter mostram aglomerados escuros de pontos que parecem ter perninhas minúsculas, não muito diferentes de filhotes de aranha amontoados.

As formações são, na verdade, canais de gás medindo de 45 metros a 1 quilômetro de diâmetro. Elas se originam quando o clima começa a esquentar no hemisfério sul durante a primavera marciana, derretendo camadas de gelo de dióxido de carbono. O calor faz com que as camadas mais baixas de gelo se transformem em gás ou sublimem.

À medida que o gás se expande e sobe, ele explode para fora das camadas de gelo sobrejacentes, carregando consigo poeira escura da superfície sólida. Essa poeira sai do gelo antes de cair na camada superior, criando o padrão rachado e em forma de aranha visto aqui. Em alguns lugares, os gêiseres rompem gelo de até 1 metro de espessura, segundo a ESA.

A Cidade Inca também é conhecida como Angustus Labyrinthus. Seu nome deve-se às suas cristas lineares, semelhantes a ruínas, que já foram consideradas dunas de areia petrificadas ou talvez remanescentes de antigas geleiras marcianas, que poderiam ter deixado altas paredes de sedimentos para trás à medida que recuavam.

Centenas de "aranhas" são avistadas na misteriosa "Cidade Inca" em Marte
A formação da Cidade Inca de Marte é invadida por montes de ‘aranhas’ negras, um fenômeno da primavera no Planeta Vermelho (Crédito da imagem: ESA/DLR/FU Berlim.

Em 2002, contudo, a Mars Orbiter revelou que a Cidade Inca faz parte de uma formação circular com aproximadamente 86 quilômetros de largura. Esta característica pode ser uma antiga cratera de impacto – sugerindo que as cristas geométricas podem ser intrusões de magma que surgiram através da crosta aquecida e rachada de Marte depois de ter sido atingido por uma rocha espacial. A cratera teria então se preenchido com sedimentos, que desde então sofreram erosão, revelando parcialmente as formações de magma que lembram ruínas antigas.

Colaboração: Vários leitores

(Fonte)


ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

Apoie o OVNI Hoje: Cada Doação é Essencial!

Agradecimentos aos colaboradores do mês: ❤️Eneias Vieira ❤️Silas Raposo ❤️Leopoldo Della Rocca ❤️Cristina Vilas Boas

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:

Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!

hit counter code