Cientista sugere usar o Sol como lente para ver a vida em planetas distantes

Tempo de leitura: 2 min.

Um dia nosso sol poderá esclarecer se há vida em planetas distantes, supondo que os humanos possam executar uma manobra delicada no espaço.

Cientista sugere usar o Sol como lente para ver a vida em planetas alienígenas
Representação artística de um exoplaneta rochoso do tamanho da Terra.(Imagem: © NASA Ames / Instituto SETI / JPL-Caltech)

A motivação para tal feito estelar seria excepcionalmente convincente: pistas potencialmente confirmatórias da vida extraterrestre. Os astrobiólogos que buscam ‘cheiros’ de vida além da Terra têm como alvo bioassinaturas, características que são pelo menos provavelmente causadas pela vida.

Mas os cientistas são excelentes em levantar hipóteses de processos alternativos e de não-vida que criam bioassinaturas, o que significa que identificar essas características em mundos distantes não é uma garantia de que você encontrou a vida.

Portanto, os cientistas podem querer almejar planetas carregados de bioassinatura com outras técnicas para terem certeza. ‘

Sara Seager, astrônoma do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, falou no Congresso Astronáutico Internacional, durante um painel chamado Viagem da Vida pelo Universo:

Queremos encontrar uma maneira de nos aproximarmos [do planeta em questão]. Queremos dar outra olhada. Realmente não temos meios de fazer isso agora.

Seager referenciou uma solução possível para esse dilema: projetar pequenos satélites que podem ser acionados por raios laser para fazer viagens interestelares.

Ela disse:

Outro tipo de idea estranha, mas realista, é usar o Sol como uma lente gravitacional.

Os astrônomos têm muita experiência no uso de galáxias como lentes gravitacionais. A técnica baseia-se em três objetos celestes alinhados com precisão. Primeiro, há o próprio instrumento na Terra ou ao redor dela. O segundo ingrediente é uma galáxia maciça ou aglomerado de galáxias, contendo tanta massa que sua gravidade distorce o caminho da luz. O terceiro ponto da linha é um objeto distante que os astrônomos querem ver com mais detalhes. Quando esses jogadores se alinham, os cientistas podem capturar imagens muito mais nítidas do alvo.

O mesmo princípio básico pode funcionar usando nossa própria estrela como lupa, embora esse seja um tipo de feito totalmente diferente, que precisaria começar com uma jornada incrível.

Seager disse:

Não sabemos se podemos fazer isso com certeza. Teríamos que atirar ao redor do Sol, ganhar velocidade e ir para 500 unidades astronômicas.

Isto significa 500 vezes a distância da Terra ao Sol. Para comparação, a sonda Voyager 1, lançada em 1977 é atualmente a sonda em funcionamento mais distante da humanidade, e está a apenas 150 unidades astronômicas do Sol.

A distância também não é o único desafio. O alinhamento necessário para uma lente gravitacional é implacável.

Seager afirmou:

Ainda não temos certeza se podemos fazer isso, porque é preciso alinhar com precisão.

Mas em uma missão tão aberta quanto a busca por vida alienígena, toda técnica potencial representa chances ligeiramente melhores de responder a uma pergunta duradoura sobre o universo.

(Fonte)

Colaboração: NINGUEM


E lá vêm eles novamente com ideias mirabolantes e difíceis de serem implementadas na procura por vida alienígena, enquanto a resposta está bem aqui no nosso planeta, seja em formas de vida simples contidas em meteoritos vindos de Marte, seja em “coisas” mais complexas que invadem os nossos céus.

n3m3

Você pode ajudar na manutenção do OVNI Hoje. Clique aqui para saber mais.

ATENÇÃO: Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…

-------

BOMBANDO NO planetaabsurdo.com.br:

PORCOS VIVOS SÃO USADOS EM TESTES DE COLISÃO DE AUTOMÓVEIS

-------

AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.