Citações de militares dos EUA que tiveram encontros com OVNIs

Tempo de leitura: 4 min.


Muitos membros da Marinha dos EUA tiveram encontros com OVNIs e alguns deles se manifestaram para informar ao público aquilo que testemunharam…

Citações de militares dos EUA que tiveram encontros com OVNIs

Os “professores da impossibilidade” – pesquisadores de poltrona que se negam a aceitar informações comprovadas até mesmo por militares a respeito do fenômeno OVNI – ficam fazendo videozinhos e falando besteiras, mesmo quando se trata dos avistamentos de OVNIs pelos aviadores militares, dizendo que, entre outras asneiras, aquilo que esses militares altamente treinadas viram não passava de “drones de projetos secretos”.

Claro, drones secretos fabricados por humanos aqui na Terra, que viajavam em velocidade hipersônicas, mudando de direção sem diminuir suas velocidades como alguém que vira uma esquina, e também passando do ar para o mar, e vice-versa, como se não fosse nada de mais. Ah, e também esqueci: descendo de 8.000 metros de altura até centímetros acima do mar em menos de um segundo, parando imediatamente, sem qualquer desaceleração até o ponto de parada.

Sim, drones feitos por humanos fazem isso todos os dias… na cabeça dessa gente.

Então, para relembrar o quão errado esses professores da impossibilidade estão, o site the-unidentified.net agregou algumas das citações de pilotos militares dos EUA que encararam esses objetos.

Veja:

Os objetos estranhos, um deles como um pião movendo-se contra o vento, apareciam quase todos os dias do verão de 2014 a março de 2015, no alto dos céus da costa leste. Os pilotos da Marinha relataram aos seus superiores que os objetos não tinham motor visível ou fumaça de exaustão infravermelha, mas que podiam atingir 30.000 pés e velocidades hipersônicas.

Fonte: ‘Wow, what is that?’ Navy Pilot Report Unexplained Flying Object. New York Times. 26.05.2019

O quase acidente, ele e outros pilotos entrevistados disseram, irritou o esquadrão e os convenceu de que os objetos não faziam parte de um programa de drones classificados. Funcionários do governo saberiam que os pilotos de caça estavam treinando na área, eles argumentaram, e não enviariam drones para atrapalhar.

Fonte‘Wow, what is that?’ Navy Pilot Report Unexplained Flying Object. New York Times. 26.05.2019

O que era estranho, disseram os pilotos, era que o vídeo mostrava objetos acelerando à velocidade hipersônica, fazendo paradas repentinas e viradas instantâneas – algo além dos limites físicos da tripulação humana.

Fonte: ‘Wow, what is that?’ Navy Pilot Report Unexplained Flying Object. New York Times. 26.05.2019

…os objetos persistiram, aparecendo a 30.000 pés, 20.000 pés, até o nível do mar. Eles poderiam acelerar, diminuir a velocidade e atingir velocidades hipersônicas.

Fonte: Tentente Ryan Graves – Piloto de Super Hornet, Esquadrão VFA- Red Rippers, Naval Air Station Oceana. (‘Wow, what is that?’ Navy Pilot Report Unexplained Flying Object. New York Times. 26.05.2019).

Era basicamente um cubo dentro de uma esfera, onde os pontos do cubo tocavam o exterior da esfera.

Fonte: Tentente Ryan Graves – Piloto de Super Hornet, Esquadrão VFA – Red Rippers, Naval Air Station Oceana. (Unidentified, Episódio 4, History Channel, 2019).

Onde quer que estivéssemos, eles estavam lá.

Fonte: Tentente Ryan Graves – Piloto de Super Hornet, Esquadrão VFA – Red Rippers, Naval Air Station Oceana. (Unidentified, Episódio 4, History Channel, 2019).

Só quando alguém viu um deles passar entre duas aeronaves a curta distância de cerca de 45 metros, é que começou a ficar preocupante.

Fonte: Tentente Ryan Graves – Piloto de Super Hornet, Esquadrão VFA – Red Rippers, Naval Air Station Oceana. (Unidentified, Episódio 4, History Channel, 2019).

Eles (os cubos dentro das esferas) estavam essencialmente voando em uma formação, e por trás deles estava o objeto.

Fonte: Tentente Ryan Graves – Piloto de Super Hornet, Esquadrão VFA – Red Rippers, Naval Air Station Oceana. (Unidentified, Episódio 4, History Channel, 2019).

…o objeto, (vídeo Gimbal) quase parece um giroscópio, os pontos saindo de cima e de baixo, do que parece ser um disco.

Fonte: Tentente Ryan Graves – Piloto de Super Hornet, Esquadrão VFA – Red Rippers, Naval Air Station Oceana. (Unidentified, Episódio 4, History Channel, 2019).

Quando você obtém vários sensores lendo exatamente a mesma coisa e vê a tela, isso solidifica para mim.

Fonte: Tentente Danny Accoin – Piloto de Super Hornet Pilot, Esquadrão VFA- Red Rippers, Naval Air Station Oceana. (Unidentified, Episodio 4, History Channel, 2019).

Sem asas distintas, sem cauda distinta, sem fumaça de escape distinta, como você vê no vídeo Gimbal. Parece que eles se moveriam ativamente ao nosso redor.

Fonte: Tentente Danny Accoin – Piloto de Super Hornet Pilot, Esquadrão VFA- Red Rippers, Naval Air Station Oceana. (Unidentified, Episodio 4, History Channel, 2019).

Isso é importante, agora estamos olhando para algo que pode ficar parado em um ponto geográfico, contra 120 nós (222 km/h) de vento, pode girar e acelerar acima da superfície supersônica.

Fonte: Comandante David Fravor – Piloto de Super Hornet F/A-18F, Esquadrão Black Aces, (Unidentified, Episódio 4, History Channel).

Acelerou como nada que eu já tenha visto.

Fonte: Comandante David Fravor – Piloto de Super Hornet F/A-18F, Esquadrão Black Aces , (2 Navy Airmen and an Object That ‘Accelerated like nothing I’ve ever seen’,  New York Times, 16.12.2017).

Os objetos apareceram repentinamente a 80.000 pés e depois foram arremessados ​​em direção ao mar, eventualmente parando a 20.000 pés e pairando. Então eles saíram do alcance do radar ou dispararam de volta.

Fonte: Comandante David Fravor – Piloto de Super Hornet F/A-18F, Esquadrão Black Aces , (2 Navy Airmen and an Object That ‘Accelerated like nothing I’ve ever seen’,  New York Times, 16.12.2017).

Estávamos a pelo menos 40 milhas (64 km) de distância, e em menos de um minuto essa coisa já estava no nosso ponto de encontro.

Fonte: Comandante David Fravor – Piloto de Super Hornet F/A-18F, Esquadrão Black Aces , (2 Navy Airmen and an Object That ‘Accelerated like nothing I’ve ever seen’,  New York Times, 16.12.2017).

Não possuía gases de escapamento, asas ou rotores, e superava nossos F-18.

Fonte: Comandante David Fravor – Piloto de Super Hornet F/A-18F, Esquadrão Black Aces , (2 Navy Airmen and an Object That ‘Accelerated like nothing I’ve ever seen’,  New York Times, 16.12.2017).

Era tão imprevisível, G alto, velocidade rápida, aceleração rápida. Então, você fica se perguntando: como posso combater isso?

Fonte: Anônimo – Piloto Super Hornet, F/A-18 . (Unidentified, Episódio 1, History Channel, 2019).

Ele (Tic-Tac) estava a 25.000 pés e depois desceu rapidamente, zero tempo, quero dizer que você poderia piscar e já estava lá.

Fonte: Gary Voorhis, Oficial Não Comissionado, Controle de Artilharia, CG-59. USS. Princeton. The Nimitz encounters.

De repente, esse objeto (Tic-Tac) com o qual ele foi fundido caiu do céu de 8.000 metros até a superfície do oceano, e descobri mais tarde, em 0,78 segundos.

Fonte: Kevin Day. Fmr. Oficial Senior Chefe da Marinha, ex-Especialista em Operações e Controlador de Interceptação Aérea TOPGUN. (Coast 2 Coast interview com George Knapp, 17.06.2018).


Kevin Day também agraciou os leitores do OVNI Hoje com entrevista exclusiva para o Brasil na época, a qual pode ser lida clicando aqui. Na entrevista ele também relata outros fatos espetaculares sobre seu encontro com essas naves.

É evidente que aquilo que esses militares testemunharam está muito além do que hoje podemos fabricar.

Esses militares altamente treinados da Marinha dos Estados Unidos, familiarizados com todos os equipamentos humanos que alçam voo, não iriam arriscar suas reputações contando exageros ou imaginando coisas que não estavam ali.

Então, por que será que é tão difícil para certas pessoas admitirem a possibilidade de que há algo rondando nossos céus e mares que é alheio à nossa tecnologia?

A resposta é simples: Quando você combate ou ridiculariza algo que está fora da “normalidade”, para a maioria das pessoas e para si mesmo você projeta a impressão de que é “muito inteligente”.  É tudo uma questão de ego exacerbado.

Pobres tolos. Acham que sentados em suas confortáveis poltronas sabem mais do que esses militares que tiveram contato direto com o fenômeno OVNI. A verdade está vindo à tona e eles estão cegos para ela.

n3m3

Você pode ajudar na manutenção do OVNI Hoje. Clique aqui para saber mais, ou use o botão abaixo:



ATENÇÃO: Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…

-------

BOMBANDO NO planetaabsurdo.com.br:

ALGUÉM ESTÁ COLANDO CHAPÉUS DE CAUBÓI NOS POMPOS EM LAS VEGAS

-------

AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.