Os polvos são basicamente alienígenas, concluem cientistas

Tempo de leitura: 2 min.

polvos são basicamente alienígenas

Pesquisadores da Universidade de Chicago, em conjunto com colegas cientistas japoneses no Instituto Okinawa, estabeleceram o mapeamento do genoma do polvo.

A estrutura de DNA do polvo é extremamente complexa, consistindo em mais de meio bilhão de pares de bases e mais de 30.000 genes. O Octopus Genome Project foi criado com o objetivo de esclarecer as estranhas habilidades do çefalópode. Escolhido para exame foi o polvo de duas manchas da Califórnia, chamado assim devido às duas manchas nos lados de suas cabeças, que se parecem com olhos adicionais, uma defesa contra predadores. O projeto se concentrou em classificar os mistérios da sequenciação genética e um conjunto de talentos estranhos dessas criaturas que se parecem com alienígenas.

Polvos são capazes de fazer tarefas bastante complexas com seus tentáculos, inclusive abrir contêineres e usar ferramentas. Acredita-se que os orifício de sucção nos tentáculos do polvo tenham a capacidade de provar as presas que tenham apanhado. Eles também podem mudar rapidamente a cor de sua pele, um talento que está sob escrutínio devido à sua utilidade para os seres humanos, que podem um dia serem capazes de criar roupas com esses recursos.

De todas as muitas dotações interessantes do polvo, que são dignas de estudo, a descoberta mais fascinante feita é que eles parecem ter uma habilidade comumente encontrada em invertebrados – a capacidade de reescrever seu código genético. Humanos e outras criaturas têm essa capacidade, mas a uma taxa muito menor do que o polvo. Os seres humanos também têm um número menor de genes, um terço menos do que o polvo. Igualmente fascinante é o fato dos cientistas terem pensado que o tamanho do genoma do polvo era devido ao fato de ter sido duplicado várias vezes ao longo de suas evoluções. Descobriram que nenhuma duplicação ocorreu.

Polvo anda em terra firme

Estudos sobre a complexa estrutura do genoma do inteligente morador marinho por muito tempo têm sido subestimados em comunidades científicas. As descobertas das duas equipes de pesquisa foram publicadas recentemente em uma edição da Nature, e os cientistas do cefalópode esperam que sejam feitas mais pesquisas, as quais eles acreditam irão afetar múltiplos campos científicos, como a neurobiologia e a evolução.

(Fonte)


Em quem não lembra do filme “A Chegada“, onde os alienígenas eram similares a enormes cefalópodes? Será que os polvos que habitam nossos mares não poderiam servir como seus “cãezinhos de estimação”, se esse seres existissem?

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site.

Clique aqui para apoiar através do site Apoia.se, ou use o botão abaixo:


*Agora você também pode doar através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:

(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.