web analytics

Discos voadores sobrevoaram Curitiba em dezembro de 1954

Ouça este artigo...
Tempo de leitura: 4 min.

O artigo abaixo foi enviado a mim pelo leitor Fofolandês Voador! e o publico aqui como recebido do leitor:

Discos voadores sobrevoaram Curitiba em dezembro de 1954
Suposto OVNI é fotografado em Curitiba.

Curitiba (PR) Brasil – 1954

Acima, pode-se ver uma das imagens sensacionais de OVNIs sobre a cidade de Curitiba (PR) em pleno dia, visto por milhares de pessoas na primeira grande onda brasileira de OVNIs. Os objetos foram localizados a algumas dezenas de metros de diversos prédios na região central da cidade. O caso foi investigado pelo Sistema de Investigação de Objetos Aéreos Não Identificados (SIOANI), primeiro projeto de pesquisa oficial da Força Aérea Brasileira.

[Cortesia do ufólogo brasileiro Marco Antonio Petit, consultor da Revista UFO.]

Contexto histórico

Levantamento EMAER (1954)

Em 24 de outubro de 1954, entre 13h e 16h, foram observados corpos estranhos voadores manobrando no céu na Base Aérea de Porto Alegre, sendo divulgado na imprensa gaúcha e também na imprensa da capital da federação, na época, a cidade do Rio de Janeiro.

O Chefe do Estado Maior da Aeronáutica (EMAER), Brigadeiro Gervásio Duncan de Lima Rodrigues, autorizou o comandante da base a realizar as investigações necessárias, mantendo o Estado-Maior informado de tudo.

Em 16 de novembro de 1954, o próprio Brigadeiro Gervásio concedeu entrevista coletiva a jornalistas e radialistas, apresentando cinco reportagens, de um total de dezesseis, contendo depoimentos de militares da Base sobre a movimentação de um objeto arredondado de cor prata e fosco em alta altitude, com um dos depoimentos citando dois objetos.

Ele enfatizou que são depoimentos apropriados e afirmou:

“Não duvido que você tenha visto o que eles relatam. Mas não posso garantir que sejam discos voadores.”

Ele também afirmou que não houve nenhuma investigação oficial da Aeronáutica sobre discos voadores.

Em 2 de dezembro de 1954, o chefe do Serviço de Informações da Aeronáutica, coronel João Adil Oliveira, deu uma palestra na Escola Superior de Guerra – ESG, a pedido do Brigadeiro Antônio Guedes Muniz, sobre discos voadores voltados para a defesa, com a presença de altos escalões das Forças Armadas, incluindo o Chefe do Estado-Maior, além de jornalistas, técnicos e civis Durante a palestra.

Ele declarou: 

“O problema dos discos voadores tem polarizado a atenção de todos, é sério e merece ser levado a sério. Quase todos os governos das grandes potências se interessam por ele e a tratam com seriedade e reserva, dado seu interesse militar.”

Discos voadores sobrevoaram Curitiba em dezembro de 1954
Discos voadores sobrevoaram Curitiba em dezembro de 1954

Seguindo com mais informações sobre o caso, nquele dia em Curitiba, de acordo com várias reportagens encontradas na Internet, foram avistados 3 OVNIs pela população. Abaixo publico um trecho de um artigo encontrado no site scribd.com a respeito do incidente de 1954, seguido por mais informações a respeito da rica casuística OVNI da cidade de Curitiba:


Em 14 de dezembro de 1954, três discos voadores sobrevoam Curitiba (PR), a baixa altura e em plena luz do dia, assustando a população. Este ano ocorreu uma grande revoada de OVNIs em todos os cantos do planeta

Naquele ano, ocorreram numerosos casos de avistamentos, pousos e contato com tripulantes”

Nesse mesmo ano, ocorreu em Curitiba um caso impressionante. No dia 14 de dezembro de 1954, três discos voadores passearam por várias horas nos céus da cidade e chegando a se aproximar de prédios no centro da capital paranaense, assustando a população curitibana. Lojas da região do centro fecharam as portas bem mais cedo do que de costume, em plena época de compras natalinas, tamanho foi o assombro gerado na ocasião.

Tudo começou por volta das 11 horas da manhã, quando 3 pontos brilhantes surgiram no céu sobre a cidade. Por volta do meio dia, estes três objetos brilhantes diminuiram sua altitude, sendo observados a partir de vários pontos da cidade de Curitiba. Eles tinham o aspecto metálico e formato discoidal.

Por volta das 13h00, em vários pontos da cidade haviam grupos de pessoas que observavam os discos voadores. Dois desses objetos se deslocaram em direção ao sul, não sendo mais vistos. O terceiro objeto diminuiu ainda mais sua altitude, aproximando-se de alguns prédios do centro da cidade. Assustados com tal aproximação, lojistas fecharam suas lojas, enquanto algumas pessoas assustadas procuravam deixar a região central da cidade.

Uma das testemunhas foi o Coronel Carlos Assunção, Chefe de Polícia, que declarou à imprensa:

“Ontem , quando me encontrava à janela de minha residência, acompanhado de meu filho e esposa, avistamos um objeto de cor avermelhada e um pouco azulado e que fazia uma trajetória no espaço com incrível rapidez. Tinha um formato redondo. Na zona onde eu moro ficou apinhada de gente e posso afirmar que centenas de pessoas avistaram o que acabei de dizer.”

Devido à grande movimentação desses objetos e à apreensão da população, aviões da Força Aérea Brasileira decolaram e tentaram se aproximar de tais objetos, mas sem sucesso. Embora essa tentativa de interceptação tenha sido realidade, não existem documentos oficiais sobre este caso disponíveis nos arquivos liberados pela FAB.

Além da FAB, a Marinha do Brasil se envolveu no caso…

[Reportagem do Jornal Folha de São Paulo, de 15 de dezembro de 1954]


Tendo nascido em cidade próxima a Curitiba e morado na capital por alguns anos, tenho um interesse especial nesta fabulosa cidade, a qual mora no meu coração. Assim, é com muito interesse que sempre fico ligado nos acontecimentos por lá. E, como já havia mencionado anteriormente aqui no OVNIHoje.com, Curitiba é considera a capital brasileira dos avistamentos OVNIs. Uma pena que no período que lá residi não tive a sorte de tê-los avistado.

Também é interessante lembrar que desde a capital do Paraná, Curitiba, até o litoral do estado, inclusive o litoral norte do estado de Santa Catarina, é uma região um tanto ativa de avistamentos de OVNIs, como pode ser visto no artigo abaixo. Haveria alguma base submarina na costa daquela região para justificar tanta atividade OVNI?

Claro, isto é só uma especulação de minha parte, mas quem realmente pode provar de uma forma ou de outra?

(Agradecimentos ao Fofolandês Voador por ter relembrado o importante caso de 1954.)

n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

Participe dos comentários mais abaixo… e (importante) se puder, colabore na manutenção do OVNI Hoje utilizando o QR code do PIX abaixo, ou use a chave PIX “OVNIHoje” (sem as aspas):

Agradecimentos aos colaboradores do mês: Egídia dos Santos, Edward de Lima.

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

hit counter code
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!