O falecido astronauta James McDivitt, seu OVNI e de outros astronautas

Tempo de leitura: 4 min.

Fãs de viagens espaciais, astronautas e a NASA lamentam o falecimento em 13 de outubro de 2022 de James McDivitt, um piloto de testes americano, engenheiro aeronáutico e astronauta da NASA que voou nos programas Gemini e Apolo como comandante da missão Gemini 4, que contou com a primeira caminhada espacial dos EUA e o voo Apolo 9, que foi o primeiro teste de voo tripulado do módulo lunar Apolo.

O falecido astronauta James McDivitt, seu OVNI e de outros astronautas
McDivitt faleceu em 13 de outubro passado e se manteve firme em sua história. Crédito: NASA

Os fãs de OVNIs e ovnilogia também lamentarão sua morte porque McDivitt fez o que é considerado o primeiro, se não o único, avistamento oficialmente relatado de um OVNI durante qualquer uma das missões Mercury, Gemini ou Apolo. Vamos dar uma olhada no famoso encontro de OVNIs de James McDivitt e alguns dos outros astronautas que relataram ter visto coisas no espaço que não podiam explicar.

James Alton McDivitt ingressou na Força Aérea dos Estados Unidos (USAF) em 1951 durante a Guerra da Coréia. Tornou-se piloto de testes na Base Aérea de Edwards em 1959 e ingressou no Ramo de Operações de Espaçonaves Tripuladas em 1962, mesmo ano em que foi selecionado pela NASA para fazer parte do Grupo de Astronautas 2 – McDivitt, Neil Armstrong, Frank Borman, Pete Conrad, Jim Lovell, Elliot See, Tom Stafford, Ed White e John Young. Este se tornou um prestigioso grupo de astronautas – seis deles voaram para a Lua (Lovell e Young duas vezes), e Armstrong, Conrad e Young caminharam na Lua. McDivitt orbitou a Lua em 1969 como parte da tripulação da Apolo 9, mas seu encontro com OVNIs ocorreu no início de 1965 no voo da Gemini 4.

“(Parece) com uma lata de cerveja ou uma lata de refrigerante, e com uma coisinha como talvez um lápis ou algo saindo dele.”

No segundo dia da missão de quatro dias, o astronauta Ed White estava dormindo quando McDivitt filmou um OVNI pela janela da cápsula enquanto sobrevoava o Havaí. As fotos não estavam devidamente focadas, mas McDivitt acreditava na época que estava vendo algo fora e perto da cápsula espacial. A notícia chegou à imprensa e as “fotos de OVNIs” foram relatadas como objetos em forma de disco com caudas semelhantes a “girinos”.

Foto do OVNI obtida por McDivitt.

“Não, eu perdi. Tinha grandes braços saindo dele, parecia. Eu só tive isso por apenas um minuto. Tirei algumas fotos com uma câmera de filme e uma com a Hasselblad; mas eu estava flutuando livremente, antes que eu pudesse recuperar o controle eu flutuei e o perdi.”

McDivitt também relatou ter visto objetos desconhecidos enquanto estava no Caribe e falou frequentemente sobre os avistamentos depois de deixar o programa de astronautas. No entanto, ele manteve sua história oficial de que viu um satélite artificial não reconhecido pela NASA por motivos de segurança, e a foto que foi divulgada não era do objeto, mas era um reflexo de luz na janela do copiloto. No entanto, James McDivitt foi um dos primeiros astronautas a falar publicamente sobre seu avistamento.

Antes do avistamento de McDivitt em 1964, vários astronautas relataram ter visto coisas estranhas que não conseguiram identificar. Em 1962, o astronauta da Mercury, John Glenn, afirmou que três objetos semelhantes a flocos de neve o seguiram e, eventualmente, ultrapassaram a cápsula em velocidades variadas. Outros astronautas conseguiram mais tarde recriar os “flocos de neve” batendo nas paredes da cápsula, levando muitos a acreditar que eram partículas de gelo.

Mais tarde, em 1962, o astronauta da Mercury, Scott Carpenter, relatou ter fotografado objetos semelhantes a vaga-lumes e avistado um “pires”, mas os vaga-lumes eram considerados reflexos de janelas ou sujeira e o disco era um balão ejetado de sua cápsula.

Em 1963, Gordon Cooper, o último astronauta da Mercury, relatou ter visto um OVNI esverdeado com uma cauda vermelha durante sua décima quinta órbita sobre Perth, Austrália, que foi captado por estações de rastreamento terrestre. Embora ele não pudesse ser questionado sobre isso, Cooper afirmou ao longo de sua vida que o governo dos EUA estava encobrindo informações sobre OVNIs.

Embora difícil de verificar por razões óbvias, os cosmonautas soviéticos a bordo do Voskhod 2 em 1964 relataram um objeto cilíndrico que provavelmente era um satélite e um OVNI durante sua reentrada.

Lovell: BOGEY AT 10 O’CLOCK HIGH.

Capcom: This is Houston. Say again 7.

Lovell: SAID WE HAVE A BOGEY AT 10 O’CLOCK HIGH.

Capcom: Gemini 7, is that the booster or is that an actual sighting?

Lovell: WE HAVE SEVERAL…ACTUAL SIGHTING.

Capcom: …Estimated distance or size?

Lovell: WE ALSO HAVE THE BOOSTER IN SIGHT…

Lovell: BOGEY ÀS 10 HORAS.

Capcom: Aqui é Houston. Diga novamente 7.

Lovell: DISSE QUE TEMOS UM BOGEY ÀS 10 HORAS.

Capcom: Gemini 7, isso é o booster ou é um avistamento real?

Lovell: TEMOS VÁRIOS… AVISTAMENTOS REAIS.

Capcom: …Distância ou tamanho estimado?

Lovell: TAMBÉM TEMOS O BOOSTER À VISTA…

Após o avistamento de McDivitt em 1965, vieram vários outros notáveis ​​relatos de OVNIs. Os astronautas do Grupo 2 Frank Borman e Jim Lovell relataram ter visto um OVNI que a NASA tentou explicar como seu foguete booster Titan, mas ambos afirmaram terem visto o booster E o OVNI.

Os avistamentos de OVNIs de astronautas mais conhecidos vieram dos astronautas Neil Armstrong e Edwin ‘Buzz’ Aldrin durante o pouso lunar da Apolo 11 em 1969, quando Aldrin supostamente relatou ter visto luzes estranhas na superfície da Lua, mas a NASA suprimiu a troca de áudio com o Controle da Missão – mais tarde foi dito ter sido encontrado por operadores de rádio amador.

“Eu não sei o que é. Se é uma lavadora, detritos, partículas de gelo, eu não sei. Mas é uma característica das milhares de coisas que já vi. O que não é tão característico é que parece [ter] vindo do nada.”

Mais avistamentos de OVNIs ocorreram durante as missões do ônibus espacial (STS). Em 1996, Story Musgrave, um membro da tripulação especialista em carga útil a bordo da missão STS-80, relatou ter visto um objeto em forma de disco muito maior do que o ônibus espacial que ele não conseguia explicar vindo do nada.

Na missão do ônibus espacial STS-115 para a Estação Espacial Internacional (ISS) em 2006, quatro tipos diferentes de fenômenos de OVNIs foram relatados – um objeto retangular longo que parecia estar mantendo o ritmo do ônibus espacial, um objeto visto se movendo em uma co-trajetória orbital, um objeto que parecia “um pano reflexivo… Não é uma estrutura de metal sólido“, e objetos brancos semelhantes a anéis ou rosquinhas que a NASA disse mais tarde serem gelo. Embora fotos foram tiradas e divulgadas desses encontros, nenhuma é clara suficiente para identificar positivamente os objetos.

É interessante que tantos astronautas do Grupo 2 de Astronautas relataram avistamentos de OVNIs. Eles foram autorizados a dar seus relatórios antes que a NASA e o governo decidissem suprimi-los? Além desses relatórios, muitos outros astronautas disseram que sentiram que estavam sendo observados por extraterrestres enquanto estavam no espaço, e muitos têm fortes crenças de que os OVNIs são naves extraterrestres pilotadas por seres alienígenas.

Como o falecido James McDivitt apontou, parece que a NASA há muito prefere encobrir, descartar ou simplesmente desviar o olhar desses avistamentos pelos únicos humanos que viajaram o suficiente no espaço para encontrar o que poderia ser sinais de naves alienígenas.

O astronauta James McDivitt faleceu aos 93 anos sem nunca saber ao certo o que viu da janela de sua cápsula espacial Gemini 4. Vamos esperar que não tenhamos que esperar mais 93 anos por respostas definitivas sobre OVNIs e extraterrestres.

Paul Seaburn

(Fonte)


E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

Participe dos comentários mais abaixo… e (importante) se puder, colabore na manutenção do OVNI Hoje utilizando o QR code do PIX abaixo, ou use a chave PIX “OVNIHoje” (sem as aspas):

Agradecimentos aos colaboradores dos últimos meses: Edward de Lima, José de Castro, Teogenis de Oliveira, Egídia dos Santos, Silas Raposo, Reinaldo Galhardo, Luiz Buria, Silas Raposo, Maria Dorotea Soares..

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

hit counter code
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende exclusivamente dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!