Por que a ciência de repente tem muito a dizer sobre OVNIs?

Tempo de leitura: 3 min.

Ultimamente tem havido muito interesse em OVNIs. O fascínio não se limitou ao público em geral: também está se espalhando cada vez mais entre os cientistas.

Por que a ciência de repente tem muito a dizer sobre OVNIs?
OVNI detectado por cientistas ucranianos em recente estudo.

Por Dirk Schulze-Makuch
Relatos de objetos misteriosos no céu não são novidade, é claro. Eles ocorrem desde os tempos antigos. Mas, tradicionalmente, a maioria dos cientistas não leva o assunto a sério. Por que?

Hora de parar de rir

Uma razão é que mais de 90% das observações podem ser facilmente explicadas. Mesmo aquelas que não podem são geralmente baseadas em relatos de testemunhas oculares, e é sabido que nossas percepções são facilmente enganadas. Para agravar o problema é que as observações de OVNIs são quase impossíveis de replicar. Você não pode fazer um avistamento, colocá-lo em um laboratório e replicar as observações. Isso é verdade, não importa quantas pessoas observaram o fenômeno.

Adicione a isso o fator risadinha em torno deste tópico. Para os cientistas, o estigma associado a esse tipo de pesquisa pode ter sérias consequências para suas carreiras. O resultado infeliz é que as observações sem explicações fáceis geralmente permanecem inexplicadas.

No entanto, a situação pode estar mudando. Seguindo seu relatório de 2021 sobre OVNIs, o Pentágono criou um novo Escritório de Resolução de Anomalias de Todos os Domínios com o objetivo de “sincronizar esforços em todo o Departamento de Defesa e com outros departamentos e agências federais dos EUA, para detectar, identificar e atribuir objetos de interesse em, sobre ou perto de instalações militares, áreas operacionais, áreas de treinamento, espaço aéreo de uso especial e outras áreas de interesse e, conforme necessário, para mitigar quaisquer ameaças associadas à segurança das operações e à segurança nacional. Isso inclui espaço anômalo, não identificado, objetos aéreos, submersos e transmídia”.

A NASA também está avaliando. O próprio estudo da agência sobre OVNIs deve começar neste outono (do hemisfério norte). Esta não é a primeira vez que agências governamentais tentam chegar ao fundo do que está acontecendo com os OVNIs. Provavelmente o mais famoso desses estudos é o Projeto Blue Book, realizado nas décadas de 1950 e 1960.

Abordagens metódicas para OVNIs

Mas esses projetos oficiais não são o que está mudando as mentes hoje. A maior mudança é que finalmente podemos começar a aplicar o método científico aos OVNIs. Isso fica claro no relatório do Pentágono:

“A maioria dos OVNIs relatados provavelmente representa objetos físicos, uma vez que a maioria dos OVNIs foi registrada em vários sensores, incluisive radar, infravermelho, eletro-óptico, buscadores de armas e observação visual.”

Embora os relatos de testemunhas oculares possam ser facilmente descartados como ilusões de ótica, é mais difícil explicar algo observado usando métodos diferentes e cobrindo diferentes partes do espectro.

Um caso em questão é um artigo publicado recentemente em um servidor científico por três cientistas do Observatório Astronômico Principal da Academia Nacional de Ciências da Ucrânia. Para seu estudo, Boris Zhilyaev e seus colegas usaram duas estações de observação – uma em Kyiv e outra a 120 quilômetros de distância. As câmeras de vídeo gravaram objetos se movendo no céu diurno em alta velocidade, com tempos de exposição definidos para apenas um milissegundo e a taxa de quadros definida para não mais do que 50 quadros por segundo.

As câmeras registraram vários objetos. Alguns dos objetos eram luminosos, enquanto outros objetos muito escuros registravam zero albedo, o que significa que não refletiam a luz do Sol. Porém, o que todos os objetos tinham em comum era que eles estavam se movendo em velocidades extremamente altas – até 282 quilômetros por segundo. Compare isso com a velocidade de escape da Terra de 11,2 km/s, que é a velocidade necessária para superar a gravidade do nosso planeta e escapar para o espaço. Nenhum objeto físico de engenharia humana poderia chegar perto de tais velocidades dentro da atmosfera da Terra. No entanto, com base em métodos colorimétricos, os cientistas determinaram que os objetos observados estavam apenas alguns quilômetros acima da superfície do nosso planeta.

Curiosamente, os dados mostraram que o brilho dos objetos estava correlacionado com sua velocidade. Isso pode nos levar a especular se esses objetos são naves extraterrestres usando algum sistema de propulsão desconhecido. Aqui, novamente, a ciência fornece pelo menos alguma ajuda. Com base em artigos como um publicado em 2010 por Harold Puthoff do Instituto de Estudos Avançados de Austin, no Texas, podemos teorizar quais podem ser as assinaturas de sistemas de propulsão exóticos. Se uma nave tivesse uma espécie de “motor de dobra espacial” capaz de modificar o contínuo espaço-tempo, observadores próximos poderiam ver uma mudança para o azul em direção a frequências mais altas de luz, observar o tempo correndo mais rápido e sentir a presença de forças antigravitacionais.

Sem dúvida, devemos ser extremamente cuidadosos com tal especulação. As observações da Ucrânia poderiam ser simplesmente o resultado de mau funcionamento do instrumento? Podemos realmente ter certeza de que eles representam objetos físicos em movimento?

As medições parecem consistentes entre si, e um OVNI foi observado por ambos os telescópios. Mas os autores ainda não encerraram essas questões inteiramente, então a resposta por enquanto é que não, não podemos ter certeza. Mas mesmo que as observações sejam um artefato dos próprios instrumentos, essa informação seria útil.

Cruzando novas fronteiras

Outros desenvolvimentos recentes empolgantes neste campo são o Projeto Galileo liderado pelo professor de Harvard, Avi Loeb, e o trabalho de Kevin Knuth da Universidade de Albany e colegas, que investigaram um OVNI muito divulgado observado pelo grupo de porta-aviões Nimitz em 2004. Garry Nolan e sua equipe usaram novas tecnologias para obter mais informações sobre resíduos associados a observações de OVNIs, como os conhecidos avistamentos de Council Bluffs sobre uma cidade do estado de Iowa EUA), em 1977.

Então, onde isso nos deixa, 75 anos após os famosos avistamentos de OVNIs em Roswell, no estado americano do Novo México? Hoje como então, a grande maioria das observações de OVNIs pode ser facilmente explicada. Mas uma pequena parte não pode, e isso significa que ao longo do tempo acumulamos uma lista de avistamentos que ainda são genuinamente intrigantes.

A boa notícia é que a tecnologia avançou a tal ponto que não precisamos parar por aí. Devemos começar por nos livrar do estigma associado à pesquisa de OVNIs. Deixe a ciência fazer o seu trabalho. Não sei o que vamos encontrar. Podemos pelo menos descobrir alguns fenômenos naturais anteriormente desconhecidos semelhantes a sprites e elfos. Mas a recompensa pode ser muito maior: evidências sólidas de que não estamos sozinhos no Universo.

(Fonte)


E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

Participe dos comentários mais abaixo… e (importante) se puder, colabore na manutenção do OVNI Hoje utilizando o QR code do PIX abaixo, ou use a chave PIX “OVNIHoje” (sem as aspas):

Agradecimentos aos colaboradores dos últimos meses: Edward de Lima, José de Castro, Teogenis de Oliveira, Egídia dos Santos, Silas Raposo, Reinaldo Galhardo, Luiz Buria, Silas Raposo, Maria Dorotea Soares..

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

hit counter code
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende exclusivamente dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!