web analytics
Tempo de leitura: 4 min.

Fungos serão encontrados em outros planetas, afirma especialista

Tempo de leitura: 4 min.

Nos últimos anos, tem havido um surto de interesse no mundo mágico dos fungos e no poder que esses organismos incríveis têm para moldar o futuro da vida na Terra.

Fungos serão encontrados em outros planetas, afirma especialista
Crédito da ilustração: PIRO4D/Pixabay

Cientistas de todo o mundo têm elogiado os fungos como parte da solução para alguns de nossos desafios médicos, terapêuticos e ambientais mais urgentes.

Um documentário, “Fantastic Fungi” (“Fungos Fantásticos”, em tradução livre), disponível agora na Netflix, explora essas questões e muito mais.

Dirigido pelo cineasta e curador de cogumelos Louie Schwartzberg, o filme traz contribuições do renomado especialista em fungos (micologista) Paul Stamets, cuja palestra no TED, “6 maneiras que os cogumelos podem salvar o mundo“, foi vista milhões de vezes.

Abaixo está uma entrevista com Stamets e Schwartzberg que foi editada para maior clareza:

Você pode dar uma visão geral da importância crítica dos fungos para a evolução da vida vegetal e animal?

Paul Stamets: O design em forma de rede do micélio [uma massa densa de filamentos finos e filamentosos que é o corpo vegetativo dos fungos] é reproduzido por toda a natureza, dos neurônios do cérebro ao computador, à matéria escura. Como um modelo evolutivo de sucesso – redes e comunidades de redes sobrevivem melhor do que qualquer isolamento individual. Essa é uma regra da natureza.

Atualmente, a melhor evidência que temos de um organismo multicelular é o micélio em leitos de lava na África do Sul. Então, isso foi há 2,4 bilhões de anos.

Espero que encontremos fungos em outros planetas. Acho que matéria gera vida. A vida começa como células únicas, que então se unem para formar cadeias de caracteres. Esses cordões então se bifurcam para criar redes e membranas.

Redes de fungos precederam os animais e facilitaram o avanço das plantas para a Terra. É improvável que nosso planeta seja o único na criação inevitável de vida a partir da matéria. E quando a vida surge, as redes semelhantes a micélios são muito melhores para se adaptarem às mudanças.

Redes miceliais semelhantes a fungos no espaço são uma consequência inevitável da existência de matéria emergindo na vida.

Qual é o potencial terapêutico da psilocibina, a substância psicoativa encontrada em alguns cogumelos ‘mágicos’?

Stamets: Acho que toda a pesquisa sobre cogumelos psilocibina é muito empolgante. A Universidade de Yale acaba de publicar um estudo, por exemplo, mostrando que os neurônios aumentam com uma dose de psilocibina, embora em ratos.

Na verdade, é determinado que eles têm propriedades neurogerativas, eles aumentam a capacidade dos neurônios de crescer e formar junções sinápticas. Coisas que aumentam a gênese sináptica e ajudam a reparar os neurônios levam a um estado mental mais saudável. Este é potencialmente um dos melhores avanços médicos de nosso tempo.

Na verdade, [eu e meus colegas] temos um aplicativo chamado microdose.me – temos mais de 14.000 pessoas que relatam por conta própria.

Temos um artigo submetido a uma revista renomada. E acontece que, em todas essas pessoas, há uma forte correlação entre a microdosagem [de substâncias psicodélicas] e a redução da depressão.

O que você acha da chamada ‘teoria do macaco chapado’, desenvolvida pelo etnobotânico Terence McKenna, de que os cogumelos com psilocibina foram o ‘catalisador evolucionário’ de onde surgiram a linguagem, as artes, a religião e outros aspectos da cultura humana moderna?

Stamets: Duzentos mil a dois milhões de anos atrás, o que é relativamente recente, houve um aumento maciço no cérebro dos primatas – naquela época, houve uma severa mudança climática.

Eu ri da teoria do macaco chapado inicialmente, foi uma ótima conversa de drogados, eu estava realmente muito cético em relação a isso, mas agora não estou. Agora, vemos que a evidência diz que a psilocibina estimula a neurogênese e constrói novos neurônios.

O que está acontecendo agora é que essa hipótese maluca está cada vez mais confiável. Podemos ou não ser capazes de provar a teoria do macaco chapado em nossa vida. Mas há um crescente corpo de evidências que realmente apóia que os neurônios são estimulados pela psilocibina. E acho que devemos tomar nota disso.

Você pode me falar um pouco sobre o significado do micélio?

Stamets: O que eu acho que esse filme faz de forma tão eficaz é mostrar que, a cada passo que você dá, você está pisando em membranas fúngicas vivas que são extremamente sensíveis à sua presença.

As redes miceliais são membranas baseadas em rede realmente ativas que estão zumbindo com atividade. E muitas das evidências que estamos vendo agora que antes eram consideradas apenas folclore, por exemplo, quedas de raios podem estimular a formação de cogumelos – agora sabemos que é verdade, pulsos de eletricidade estimularão a formação de cogumelos.

Então, recentemente me ocorreu que, uma vez que o micélio subterrâneo pode ter até 13 quilômetros em uma única polegada cúbica (16 mm3), esses filamentos finos seriam sensíveis às vibrações – não apenas dos pés pisando no solo, mas às ondas sonoras.

São como cordas de um violino, cordas de um piano, cordas de um violão. Então, quando você tem relâmpagos ou trovões no horizonte, quando você tem pessoas fazendo um círculo de tambores celebrando um casamento ou nascimento, essas ondas sonoras estão reverberando por todas as redes miceliais e também estimulam o micélio a crescer.

Quando cresce, passa mais nutrientes para as plantas, para os frutos, para as árvores frutíferas, dá mais frutos. Acho que a natureza está ouvindo por meio dessas cordas de micélio que estão ao nosso redor. E este é um grande momento ‘aha’ para muitas pessoas perceberem.

A natureza está ciente de nossa presença por meio dessas membranas fúngicas. O micélio está ciente de nossa presença enquanto trovejamos como gigantes no universo microscópico sob nossos pés. A natureza está nos ouvindo. É sentir nossa presença. Os fungos surgem para tirar vantagem dos campos de destroços que criamos.

E eu acho que são as redes miceliais que reparam e criam novos habitats para os organismos terrestres. Ao compreendermos e envolvermos o micélio como curadores da saúde ecológica e criadores de solos, temos uma chance melhor de nossa sobrevivência coletiva neste planeta e no cosmos.

Louie Schwartzberg: Suzanne Simard tem sido uma cientista líder nesta área. Ela foi capaz de colocar radioisótopos em uma árvore ou planta e rastrear o fato de que viajou através dessa rede micelial subterrânea até outra árvore plantada, o que mostra que a floresta é uma comunidade, e não somente um punhado de árvores.

E que essa rede de comunicação existe para compartilhar informações, nutrientes – como um sistema de alerta – se estiverem sendo atacados por pragas ou algum tipo de doença.

Isso é realmente extraordinário. Acho que as culturas indígenas sempre tiveram o conceito certo de que a floresta é um espírito – você se relaciona com ela como uma floresta, não como um monte de árvores a serem cortadas.

[Caso não saiba ativar a legenda em português do(s) vídeo(s) abaixo, embora esta possa não ser perfeita, clique aqui para instruções.]

(Fonte)

——

Será cogumelos também foram encontrados em Marte, embora a NASA continua sendo resistente à ideia de vida fora da Terra?

– n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.


PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:



ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.
EnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol