web analytics
Tempo de leitura: 3 min.

Equipe liderada pela Harvard procura por tecnologia extraterrestre e OVNIs

Tempo de leitura: 3 min.

Como já noticiado aqui no OH, o astrônomo da Harvard Avi Loeb está indo adiante, e agora com uma equipe de colegas, para procurar por tecnologia extraterrestre visitando o nosso planeta:

Equipe liderada pela Harvard procura por tecnologia extraterrestre e OVNIs
Eles já estão aqui? Uma iniciativa científica vai tentar descobrir.

Existem civilizações extraterrestres inteligentes capazes de construir tecnologias que podem viajar entre as estrelas? Um projeto de pesquisa internacional está prestes a descobrir.

O Projeto Galileo, dirigido por uma equipe multiinstitucional de cientistas liderada por Avi Loeb, um professor de ciências do Departamento de Astronomia da Universidade de Harvard, buscará e investigará evidências que possam representar “civilizações tecnológicas extraterrestres” extintas ou ainda ativas. ou (em sua sigla inglês) ETCs, disseram representantes do projeto em comunicado divulgado na segunda-feira (26 de julho).

O projeto irá analisar dados de levantamentos astronômicos e observações de telescópio, e projetar novos algoritmos usando inteligência artificial (IA), a fim de identificar potenciais viajantes interestelares, satélites construídos por alienígenas e fenômenos aéreos não identificados (UAPs/OVNIs), de acordo com o comunicado.

Loeb disse no comunicado:

“A ciência não deve rejeitar explicações extraterrestres em potencial por causa do estigma social ou preferências culturais que não conduzem ao método científico de investigação empírica imparcial. Agora devemos ousar olhar através de novos telescópios, literal e figurativamente.”

Loeb, que também é diretor do Instituto de Teoria e Computação do Harvard-Smithsonian Center for Astrophysics, sugeriu anteriormente que o estranho objeto cósmico ‘Oumuamua – que passou pela Terra em 2017 e foi amplamente identificado como um cometa ou asteroide – foi um exemplo de tecnologia alienígena. O ‘Oumuamua foi visível apenas brevemente antes de continuar sua jornada para estrelas distantes, e sua forma achatada de charuto e movimento errático frustraram muitos astrofísicos; Loeb foi um dos vários cientistas que propuseram que o objeto poderia ser um tipo de equipamento de viagem espacial feito por extraterrestres, a Live Science relatou anteriormente.

Loeb disse:

“Só podemos especular se o ‘Oumuamua pode ser explicado por explicações naturais nunca vistas antes, ou esticando nossa imaginação para o ‘Oumuamua talvez ser um objeto tecnológico extraterrestre, semelhante a uma vela de luz muito fina ou prato de comunicação, que se encaixaria nos dados astronômicos muito bem.”

O ‘Oumuamua foi o primeiro visitante interestelar do nosso sistema solar (que sabemos, pelo menos), mas isso não significa que será o último, e um dos ramos de pesquisa do Projeto Galileo se concentrará no desenvolvimento de estratégias para encontrar e rastrear tais objetos, do espaço e de telescópios terrestres. Outras áreas de pesquisa do projeto incluirão a busca de pequenos satélites ETC que podem estar observando a Terra e a análise de avistamentos de UAPs.

Os UAPs – também conhecidos como objetos voadores não identificados, ou OVNIs – são de particular interesse agora, após o recente lançamento de um relatório não confidencial do Pentágono descrevendo avistamentos de OVNIs por membros do exército, Loeb disse. Dos 144 avistamentos de OVNIs entre 2004 e 2021 que foram documentados no relatório, apenas um foi identificado com ‘alta confiança’ – como um balão esvaziando. O resto permanece sem explicação, relatou a Live Science.
Evidência ‘rigorosamente validada’

O Projeto Galileo, que não deve ser confundido com o Projeto Galileo da Rice University (um recurso online para obter informações sobre a vida e obra de Galileu Galilei), também leva o nome do astrônomo italiano pioneiro, que viveu de 1564 a 1642. Galileu usou telescópios de seu próprio projeto para observar objetos celestes, levando a descobertas surpreendentes como crateras lunares, anéis de Saturno e as quatro luas de Júpiter, de acordo com uma biografia do site irmão da Live Science, Space.com.

As observações e pesquisas de Galileu também confirmaram a hipótese então controversa do astrônomo do século XVI, Nicolaus Copernicus: que a Terra – e todos os planetas do sistema solar – orbitavam o Sol, ao invés de tudo girando ao redor da Terra.

Caso o Projeto Galileo descubra “evidências científicas rigorosamente validadas de tecnologia extraterrestre”, os impactos remodelariam a percepção dos cientistas sobre o cosmos, da mesma forma que as descobertas de Galileu fizeram séculos atrás, escreveram representantes do projeto no comunicado.

Se o Projeto Galileo resolverá definitivamente a questão sobre a existência de extraterrestres inteligentes (e suas supostas proezas tecnológicas) ainda está para ser visto. Mas a busca ativa por tais evidências físicas aumenta muito as chances de encontrar os primeiros exemplos de tecnologia alienígena, de acordo com o comunicado.

Como o homônimo do projeto Galileu escreveu em “Dialogue Concerning the Two Chief World Systems” em 1632:

“Todas as verdades são fáceis de entender uma vez que são descobertas – o objetivo é descobri-las.”

(Fonte)

Colaboração: Marcelino


O Projeto Galileu foi apresentado oficialmente ao público no YouTube ontem, 26 de julho (em inglês) e pode ser assistido abaixo:

Esperemos que esta iniciativa pioneira no âmbito científico surta resultados positivos, pois, com base no número de planetas no Universo, a impossibilidade está no fato de não haver vida inteligente lá fora, e não o contrário. Possivelmente, se ela está lá fora, as mais avançadas tecnologicamente do que nós já sabem quem estamos aqui.

n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…

USE O CUPOM OVH10 E GANHE 10% DE DESCONTO!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.

Plugin Kapsule Corp