Sereias Antigas: Lendas que ainda proliferam no Século XXI

Compartilhe esta informação com a galáxia!
Tempo de leitura: 3 min.
Sereias Antigas: Lendas que ainda proliferam no Século XXI

Por Nick Redfern

Eileen Gallagher relata como uma amiga dela – chamada Janice – passou, décadas atrás, por algum tipo de encontro muito traumático, tarde da noite, com um homem-fera britânico na pitoresca vila de Child’s Ercall. Encontrado no norte de Shropshire, Child’s Ercall tem origens que remontam aos tempos celtas e sua igreja – St. Michael’s – ao século XII. Mas, em todos os seus muitos anos, a vila certamente nunca antes, e talvez nunca desde então, encontrou uma besta tão estranha como aquela na história contada a Eileen por sua melhor amiga de infância.

A história contava que, em 1971, Janice tinha quinze anos na época e morava em um vilarejo próximo. Algo abominável estava prestes a perturbar radicalmente a calma tranquila usual da velha Child’s Ercall. Depois de uma noite passada com o então namorado na casa dos pais dele em Child’s Ercall, Janice estava feliz pedalando sua bicicleta de volta para casa quando ficou chocada ao ver um grande animal peludo atravessando a estrada bem na frente dela, ao mesmo tempo olhando para ela de uma forma distintamente ameaçadora. Eileen Gallagher lembrou que Janice disse a ela que o animal não estava a mais de doze metros à sua frente, tinha a forma humana, era coberto por longos cabelos escuros esvoaçantes, possuía um par de olhos amarelos brilhantes que “cintilavam” e tinha um rosto de pele negra e ‘brilhante’.

De forma bastante bizarra, a entidade de estilo Bigfoot vista por Janice em Child’s Ercall não era a única criatura estranha que se dizia ter habitado esta pequena vila inglesa totalmente normal e agradável no passado. Diz a lenda que, séculos atrás, muitos acreditavam que uma sereia habitava um antigo lago ali.

Em 1893, o escritor Robert Charles Hope descreveu a história da seguinte maneira:

“Certa vez, uma sereia foi vista lá. Já faz um bom tempo, antes do meu tempo. Ouso dizer que pode ter acontecido há cem anos. Certa manhã, dois homens iam trabalhar cedo, e eles haviam chegado até a lateral do lago em [um] campo e viram algo no topo da água que os assustou muito. Eles pensaram que isso os levaria direto ao próprio demônio!

Não sei dizer exatamente como foi, eu não estava lá, sabe; mas era uma sereia, a mesma que você leu nos jornais. Os rapazes quase fugiram no início, de tanto medo, mas assim que a sereia falou com eles, não pensaram mais nisso. Sua voz era tão doce e agradável, que eles se apaixonaram dela ali mesmo, os dois. Bem, ela disse a eles que havia um tesouro escondido no fundo do lago – pedaços de ouro, e ninguém sabe o quê. E ela daria a eles tanto quanto eles quisessem se eles viessem até ela na água e o tirassem de suas mãos.”

Hope tinha mais a dizer:

“Então eles entraram, embora a água estivesse quase na altura do queixo, e ela mergulhou na água e trouxe um pedaço de ouro quase do tamanho da cabeça de um homem. E os homens já iam pegá-lo, quando um deles disse: ‘Eh!’, Ele disse (e xingou algo, você sabe), ‘se isso não for um pouco de sorte!’ E, minha palavra, a sereia o tirou deles novamente, e deu um grito, e mergulhou no lago, e eles não a viram mais, e não receberam nenhum de seu ouro. E ninguém mais a viu desde então.

Sem dúvida, uma vez correu a história de que o xingamento que assustou a criatura misteriosa envolvia a menção do Santo Nome.”

O site do The Child’s Ercall afirma:

“O elefante é o emblema da família Clive, que já foi dona de grande parte das terras da região. Quanto à sereia: bem, de acordo com o site Shropshire History, dois homens iam trabalhar uma manhã e, ao passarem pela lagoa em Child’s Ercall, viram uma sereia na água. Eles ficaram muito assustados, mas a sereia falou com eles e sua voz era tão doce e agradável que eles se apaixonaram por ela. Ela disse a eles que havia um tesouro escondido no fundo do lago e que ela lhes daria o quanto eles quisessem se eles viessem até ela na água e o tirassem de suas mãos. Então eles entraram, embora estivesse quase até o queixo, e ela mergulhou na água e trouxe um pedaço de ouro quase do tamanho da cabeça de um homem. Como os homens iam pegá-lo, um deles xingou e disse ‘Se isso não for um pouco de sorte’. Imediatamente, a sereia deu um grito e mergulhou no lago. Eles nunca mais a viram ou o ouro. ”

As fadas britânicas acrescentam à história:

“Costuma-se dizer que o propósito dessas criaturas era ensinar as crianças a se manterem longe de lagos e perigos semelhantes de afogamento, como tapetes de ervas daninhas semelhantes a gramado. O mesmo risco existia em torno das margens do rio, de modo que ouvimos falar de ‘Peg Powler’ em Piercebridge on the River Tees, que pode arrastar crianças incautas das margens sob as ondas, e de criaturas perigosas comparáveis ​​no rio Gipping em Suffolk.

Todos esses sobrenaturais atacavam os mortais que passavam. Apesar dessa má reputação (ou possivelmente por causa dela), alguns também estavam ligados a ouro ou tesouro de alguma forma. Uma bela donzela em Child’s Ercall em Shropshire ofereceu ouro a dois homens se eles entrassem na água para pegá-lo dela (mas ela desapareceu quando eles comentaram sobre sua sorte, certamente uma variação da ideia comum de manter silêncio sobre os favores das fadas).

Devemos nos perguntar também se, se eles tivessem entrado na água, o resultado não teria sido tão feliz quanto eles esperavam. Em Marden (Herefordshire) e Rostherne Mere (Cheshire), dizem que as meras criadas guardam sinos submersos sob a lagoa.”

(Fonte)


n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe esta informação com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site.

Clique aqui para apoiar através do site Apoia.se, ou use o botão abaixo:


*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:

(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.