web analytics
Tempo de leitura: 2 min.

A busca por vida extraterrestre ganha uma atualização

Tempo de leitura: 2 min.
A busca por vida extraterrestre ganha uma atualização
Crédito da imagem: Mind Matters News

O California Institute of Technology, o Jet Propulsion Laboratory da NASA e a Santiago High School estão atualizando a famosa Equação de Drake (1961):

“Ao longo da história humana, muitos se perguntaram se existe vida em outros planetas – inteligentes ou não. À medida que novas ferramentas foram aplicadas à questão, muitos cientistas espaciais se convenceram de que a probabilidade de civilizações extraterrestres se desenvolverem parece mais provável do que não, dado tudo o que foi aprendido. Como outros sistemas de exoplanetas foram encontrados, muitas dessas estrelas semelhantes ao nosso Sol, tornou-se difícil encontrar algo único em nosso próprio planeta que justifique a crença de que somente a Terra já produziu vida. Neste novo esforço, os pesquisadores expandiram a pesquisa feita por Frank Drake em 1961. Ele e seus colegas desenvolveram uma equação (agora conhecida como a equação de Drake) para calcular as chances de existência de civilizações extraterrestres – dado tudo o que era conhecido sobre o espaço e objetos astronômicos naquela época. Os pesquisadores consideraram variáveis ​​como o número de exoplanetas e sistemas estelares acreditados e quantos deles provavelmente seriam capazes de sustentar vida.”

Texto acima: BOB YIRKA, “UMA MANEIRA ATUALIZADA DE CALCULAR A PROBABILIDADE DE EXISTÊNCIA DE CIVILIZAÇÕES EXTRATERRESTRIAS” EM PHYS.ORG (22 DE DEZEMBRO DE 2020)

Aqui está o documento de acesso aberto (em inglês).

O universo parece ajustado para a vida em um grau dramático:

“Diz-se que a velocidade de expansão do universo é perfeita para a vida, o bóson de Higgs parece estar ajustado e a Terra tem uma assinatura de ferro ‘única’, somente como alguns exemplos.”

Talvez devêssemos nos perguntar se não há vida lá fora do que se há.

Isso não significa, é claro, que cada pedaço de lixo espacial flutuando – Oumuamua, por exemplo – seja uma mensagem de alienígenas, como sugeriu um astrônomo de Harvard.

Significa que devemos estar preparados para a possibilidade razoável de encontrarmos vida em exoplanetas, talvez até vida inteligente.

O grande problema com a Equação de Drake era que você podia inserir praticamente todas as variáveis ​​desejadas e obter os resultados desejados. Não está claro se a nova abordagem supera este problema:

“O resultado do trabalho da equipe não é uma estimativa da probabilidade da existência de civilizações extraterrestres, mas uma nova fórmula que outros podem usar para fazer seus próprios cálculos com base no que acreditam ser verdadeiro.” (Phys.org)

Dito isso, levar em consideração o que realmente sabemos sobre exoplanetas ajudaria, em princípio, a refinar a pesquisa ao focar em sinais que saberíamos representar a vida.

O tempo vai dizer. O método científico, usado corretamente, ainda funciona…

(Fonte)


O artigo acima também apresentou um vídeo do físico e filósofo Roger Penrose dando sua opinião de cientista ortodoxo sobre isso, como pode ser visto abaixo:

[Para instruções de como ativar a legenda em português do(s) vídeo(s) abaixo, embora esta possa não ser precisa, acesse este link aqui.]

A questão é que, irrelevante do que Penrose ou qualquer cientista ache (sim, “ache” e não, “sabe”), dada a dimensão do universo e a quantidade de mundos nele existentes, estatisticamente falando a vida deve ser extremamente comum fora de nosso planeta e em formas que até mesmo sequer podemos imaginar. Devemos lembrar ainda que podem existir inúmeros outros universos, como até mesmo alguns cientistas já estão considerando.

E vou mais além: enquanto o fenômeno OVNI não for comprovado como sendo de origem humana terrestre (e nunca poderá ser provado como tal, pois há relatos dele por toda a nossa história, muito antes de termos desenvolvido quaisquer tecnologias sofisticadas), ele pode muito bem ser uma indicação da existência de vida além da Terra, seja ela de outros planetas ou de outras dimensões.

Alguém pode até mesmo dizer que minha opinião é ridícula e que não há prova alguma para respaldá-la. Mas então eu pergunto, há alguma prova incontestável que prove o contrário também?

Enquanto não há nem uma, nem outra, cada qual é livre para opinar baseado naquilo que sabe sobre o assunto.

n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é produtos-OVNI-Hoje-1.jpg
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Loja-Nerd.jpg

Leitores OVNI Hoje ganham 10% de desconto em todos os produtos da Loja Nerd, inclusive nos produtos OVNI Hoje. (Use o cupom OVH10)


*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:



ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.

Plugin Kapsule Corp