Dia Mundial dos OVNIs: Os 5 avistamentos mais credíveis do século XXI

Tempo de leitura: 3 min.

Em duas datas distintas, muito próximas uma da outra, o mundo celebra os avistamentos de OVNIs. Uma destas datas, conhecida como Dia Mundial dos Discos Voadores, é celebrada em 24 de junho e a outra, Dia Mundial dos OVNIs, é celebrada na data de hoje. Assim, para celebrar essas datas, aqui estão 5 de inúmeros avistamentos incontestáveis de OVNIs que ocorreram neste século XXI:

Dia Mundial dos OVNIs: Os 5 avistamentos mais credíveis do século XXI
Obviamente, uma imagem ilustrativa.

Relatos de avistamentos de OVNIs têm sido de conhecimento de todos nos últimos 100 anos. Frequentemente nos deparamos com um relato de um OVNI sendo avistado em alguma parte do mundo. Seja de luzes comuns estacionárias no céu ou de movimento irregular de objetos, as pessoas já estiveram várias vezes certas de terem encontrado alienígenas e seus OVNIs.

Neste Dia Mundial dos OVNIs, trazemos a você alguns dos encontros mais intrigantes que os humanos tiveram com nossos colegas do mundo desconhecido.

Mas antes de chegarmos a isso, aqui estão alguns fatos.

O que são os OVNIs?

Um objeto voador não identificado (OVNI) é qualquer fenômeno aéreo que não pode ser identificado ou explicado imediatamente. A maioria dos OVNIs são identificados em uma investigação como objetos ou fenômenos convencionais. O termo é amplamente usado para observações alegadas de naves extraterrestres.

Os 5 avistamentos de OVNIs mais incríveis


Nova Jersey, EUA – 2001

Por cerca de 15 minutos, logo após a meia-noite, o motorista de Nova Jersey se maravilhou com a visão de estranhas luzes laranja e amarelas em uma formação em V sobre a Arthur Kill Waterway entre Staten Island, Nova Iorque, e Carteret, Nova Jersey. O tenente Daniel Tarrant, do Departamento de Polícia de Carteret, foi uma das testemunhas.

Os controladores de tráfego aéreo negaram inicialmente que qualquer avião, jato militar ou voo espacial pudesse ter causado as luzes misteriosas, mas um grupo conhecido como Investigadores de Fenômenos Estranhos de Nova Iorque (NY-SPI) disse ter recebido dados de radar da Federal Aviation Administration (FAA) que corroboram os avistamentos de OVNIs naquela noite.

USS Nimitz – 2004

Em 14 de novembro de 2004, o USS Princeton, parte do grupo de ataque USS Nimitz, observou uma nave desconhecida no radar a 160 quilômetros da costa de San Diego. Por duas semanas, a tripulação ficou rastreando objetos que apareciam a 80.000 pés (24.000 metros) e depois despencavam para pairar logo acima do Oceano Pacífico.

Quando dois caças FA-18F do porta-aviões USS Nimitz chegaram à área, eles viram pela primeira vez o que parecia estar agitando a água, com uma sombra de forma oval embaixo da superfície. Então, em alguns momentos, um objeto branco em forma de Tic Tac apareceu acima da água. Não tinha marcações visíveis para indicar um motor, asas ou janelas, e os monitores infravermelhos não revelavam nenhum escapamento. O comandante do Black Aces, David Fravor, e o tenente-comandante Jim Slaight, do Strike Fighter Squadron 41, tentaram interceptar a nave, mas ela acelerou, reaparecendo no radar a 100 quilômetros de distância. Movia-se três vezes a velocidade do som e mais que o dobro da velocidade dos caças.

Aeroporto Internacional O’Hare – 2006

O voo 446 estava se preparando para voar para a Carolina do Norte a partir do Aeroporto Internacional O’Hare de Chicago, quando um funcionário da United Airlines na pista notou uma nave metálica cinza-escura pairando sobre o portão C17. Naquele dia, 7 de novembro de 2006, um total de 12 funcionários da United – e algumas testemunhas fora do aeroporto – avistaram a nave em forma de disco por volta das 16h15.

As testemunhas dizem que ele pairou por cerca de cinco minutos antes de disparar para cima, onde abriu um buraco nas nuvens – o suficiente para que pilotos e mecânicos pudessem ver o céu azul. A reportagem tornou-se a matéria mais lida no site do Chicago Tribune até aquela data e fez notícias internacionais. No entanto, como o OVNI não foi visto no radar, a FAA o chamou de ‘fenômeno climático’ e se recusou a investigar.

Stephenville – 2008

A pequena cidade de Stephenville, Texas, 160 quilômetros a sudoeste de Dallas, é conhecida principalmente por suas fazendas de laticínios, mas na noite de 8 de janeiro de 2008, dezenas de seus moradores viram algo único no céu. Os cidadãos relataram ter visto luzes brancas acima da estrada 67, primeiro em um único arco horizontal e depois em linhas paralelas verticais. O piloto local Steve Allen estimou que as luzes estroboscópicas “mediam cerca de um 1.600 metros de comprimento e 800 metros de largura”, viajando cerca de 3.000 quilômetros por hora. Nenhum som foi relatado.

Testemunhas acreditavam que o evento lembrava os avistamentos da Luzes de Fênix em 1997. Embora a Força Aérea dos EUA tenha revelado semanas depois que os F-16 estavam voando nas áreas operacionais militares de Brownwood (a sudoeste de Stephenville), muitas pessoas da cidade não acreditaram essa explicação, dizendo que o que eles viram era tecnologicamente avançado demais para as habilidades humanas atuais.

Costa Leste dos EUA, Vídeo GO FAST – 2015

Quando vazaram notícias em 2017 sobre o Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais, surgiu um vídeo que revelou um encontro entre um caça Super Hornet F / A-18 e um fenômeno aéreo não identificado. Visto ao longo da costa leste dos EUA em uma câmera de infravermelho da Raytheon (ATFLIR), o veículo era semelhante ao encontrado em San Diego em 2004: um oval branco em movimento rápido com cerca de 10 metros de comprimento sem asas ou sinais de escapamento de jatos.

Os pilotos rastrearam o objeto a 25.000 pés (7.600 metros) acima do Oceano Atlântico, que voou para longe e girou simultaneamente em seu eixo. Nenhuma explicação surgiu.

(Fonte)


Claro que avistamentos de OVNIs incontestáveis e inexplicáveis ocorreram pelo mundo afora, mas a imprensa dos EUA é um tanto mais ativa nesse quesito, por isso as informações fluem de forma mais abrangente por lá e para fora do país.

Enquanto isso, celebrando mais este “outro” Dia Mundial dos OVNIs, seguimos em frente na busca por quem ou o que está por detrás deste enigmático fenômeno.

Um feliz Dia Mundial dos OVNIs a todos!

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.