Iniciativa Genômica SETI identifica sinal alienígena potencial no DNA humano

Tempo de leitura: 2 min.

Uma equipe internacional de pesquisadores do SETI (Procura por Inteligência Extraterrestre) identificou anomalias no genoma humano, as quais eles especulam ser uma indicação de uma ‘mensagem’ extraterrestre.

Iniciativa Genômica SETI identifica sinal alienígena potencial no DNA humano

O sinal potencial, codificado em regiões altamente conservadas de DNA não codificante, surgiu da Genomic SETI Initiative, sediada no País de Gales, um projeto de análise de big data liderado pelo graduado em Sistemas de Informação da Universidade Anglia Ruskin, Bruce Fenton.

Essa descoberta, que emergiu de um processo de referência cruzada de padrões de alvo específicos contra estudos genéticos existentes, destaca dezenas de sequências curtas de DNA que exibem atualmente diferenças inexplicáveis ​​de expectativa, que podem ser interpretadas como uma intervenção em processos evolutivos normais [grifo meu]. As regiões genômicas anômalas em questão não são bem estudadas, mas foram implicadas como tendo papéis-chave no controle da expressão gênica. Esses segmentos de DNA são designados Regiões Aceleradas Humanas (de sigla em inglês, HARs) e sua origem remonta ao Pleistoceno Médio (de 2.580 a 0.773 milhões de anos atrás).

Os resultados completos da Iniciativa Genômica SETI serão publicados no dia 1º de junho no livro Exogenesis Hybrid Humans: A History of Human Extraterrestrial Genip Manipulation.

Expandindo a pesquisa

A pesquisa genômica do SETI começou por sugestão do renomado professor astrofísico Paul Davies, presidente da Força-Tarefa de Pós-Detecção do SETI.

O professor Davies, físico da Universidade Estadual do Arizona, disse:

Se houver tecnologia alienígena no sistema solar, quando ela chegou? Cem milhões de anos atrás? O que duraria cem milhões de anos? Não muito, mas existem algumas coisas, como lixo nuclear ou qualquer tipo de biotecnologia que têm efeitos em cadeia: se você mexesse com genomas há cem milhões de anos, os vestígios ainda estariam conosco hoje.

O professor Davies destacou o potencial de um estudante de pós-graduação adequadamente qualificado para executar um projeto de mineração de dados genômicos de baixo custo e curta duração que pudesse complementar a pesquisa mais conhecida por assinaturas alienígenas de rádio. Davies explica:

… parece-me que, além de vasculhar os céus em busca de ondas de rádio com uma mensagem codificada, podemos vasculhar genomas terrestres que já estão sendo sequenciados de qualquer maneira para ver se há uma mensagem de ET codificada neles.

O astrônomo sênior do Instituto SETI, Dr. Seth Shostak, expressou ceticismo de mente aberta sobre a ideia, mas ofereceu a opinião de que não era uma má ideia e exigia pouco investimento de tempo.

Ele disse:

Na verdade, acho que é um projeto de duas semanas.

A liberação de imprensa original pode ser encontrada aqui: https://hybridhumans.net/wp-content/uploads/2020/03/Genomic-SETI-PR.pdf

(Fonte)


n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.