Vento em outros planetas pode ser um bom sinal de vida alienígena

Tempo de leitura: 2 min.

Ao procurar um planeta fora do nosso sistema solar que possa sustentar a vida, o primeiro critério mais comum de elegibilidade é estar na faixa de distância da estrela de um planeta onde a temperatura possa ser adequada à vida – pelo menos para formas de vida semelhantes à Terra.

Vento em outros planetas pode ser um bom sinal de vida alienígena
Imagem de planeta com vento, neste caso Vênus. Crédito: NASA

Infelizmente, nossos telescópios não são poderosos o suficiente para ver se até os exoplanetas mais próximos têm massas de terra separadas por corpos de água, atmosferas adequadas para a vida ou até ventos lentos o suficiente para não varrer todas as formas de vida contra barreiras, como insetos em para-brisas. Esse último obstáculo foi ultrapassado por uma pesquisadora da Universidade Bucknell, usando o Telescópio Espacial Spitzer. Teria ela encontrado um exoplaneta que, figurativamente, vai nos tirar do chão?

Como o campo magnético se origina nas profundezas do planeta, ou, neste caso, anã marrom, os dados do rádio nos permitem determinar o período de rotação interior. Quando você tem uma taxa de rotação interna e uma taxa de rotação atmosférica, pode compará-las para ver a rapidez com que o vento está soprando.

A Dra. Katelyn Allers é professora de física e astronomia na Universidade Bucknell e principal autora de um novo artigo publicado na revista Science sobre sua nova técnica para medir o vento em anãs marrons – aqueles objetos espaciais estranhos que são maiores que planetas gasosos como Júpiter. mas têm uma densidade e falta de fusão nuclear que os elimina da categoria estrela. Muitas vezes chamados de planetas perdidos, eles vêm em mais cores que o marrom e podem ter outros planetas orbitando-os. Mas alguns, como o HR 2562b, são classificados como exoplanetas gigantes.

No comunicado de imprensa da universidade que anuncia o trabalho, Allers explica como o telescópio Spitzer, agora desativado, permitiu que sua equipe medisse a velocidade do vento na anã marrom 2MASS J1047 + 21, a 33,2 anos-luz da Terra.

Não podemos ver as próprias nuvens, mas quando uma nuvem gira à vista ou fora da vista, ela muda o brilho do planeta.

Isso lhes deu uma leitura sobre a atmosfera. Em seguida, eles usaram dados de comprimento de onda de rádio para medir a rotação do campo magnético de um planeta.

Quando você tem uma taxa de rotação interna e uma taxa de rotação atmosférica, pode compará-las para ver a rapidez com que o vento está soprando.

Então, como eles dizem, você faz as contas. Eles descobriram que a velocidade do vento no 2MASS J1047 + 21 era de 650 metros por segundo ou 2.300 quilômetros por hora. Como a rajada de vento mais rápida já registrada na Terra é de 400 quilômetros por hora durante o tufão Olivia em Barrow Island, na Austrália, é improvável que exista vida agarrada às rochas da anã marrom para não ser lançada ao espaço. No entanto, a técnica é aplicável à medição da velocidade do vento em planetas de tamanho regular.

Uma observação: Se procurarmos mais informações sobre a pesquisa da Dra. Katelyn Allers, ela revelará que ela é uma das duas mulheres que acusaram o famoso astrofísico Neil deGrasse Tyson de má conduta sexual. No caso dela, ela diz que ele estava olhando a tatuagem do sistema solar no ombro dela e foi procurar/procurando por Plutão. Tyson foi investigado por seu empregador, o Museu Americano de História Natural, e foi autorizado a manter seu emprego como diretor do Planetário Hayden. Você provavelmente já o viu na TV.

Allers recebe mensagens de ódio e ameaças. Fico feliz em dar a ela o reconhecimento que ela merece pelo excelente trabalho que faz em seu campo. Precisamos de mais cientistas do sexo feminino.

Paul Seaburn

(Fonte)


Lembrando que os cientistas até mesmo teorizam que Vênus tenha algum tipo de vida em suas nuvens, já que dizem que sua superfície seria muito quente para tal.

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.