São descobertos mais 17 planetas, um do tamanho da Terra, potencialmente habitável

Tempo de leitura: 2 min.

Astrônomos descobriram 17 novos planetas, incluindo um mundo potencialmente habitável do tamanho da Terra.

São descobertos  mais 17 planetas, um do tamanho da Terra, potencialmente habitável

A descoberta foi feita vasculhando os dados coletados pelo telescópio espacial Kepler da NASA, lançado em 2009 e aposentado em outubro de 2018.

De acordo com os pesquisadores, uma dos quais foi Michelle Kunimoto, da Universidade de Na Colúmbia Britânica, no Canadá, o satélite Kepler, durante sua missão original de quatro anos, procurou por planetas, especialmente aqueles que se encontram na potencialmente habitável “Zona de Cachinhos Dourados” de suas estrelas, onde a água líquida poderia existir na superfície de um planeta rochoso.

As descobertas atuais, publicadas no The Astronomical Journal, incluem um planeta raro chamado KIC-7340288 b. Os pesquisadores disseram que este planeta tem apenas uma vez e meia o tamanho da Terra – pequeno o suficiente para ser considerado rochoso, em vez de gasoso como os planetas gigantes do Sistema Solar, e ele está na zona habitável de sua estrela.

Kunimoto disse:

Este planeta está a cerca de mil anos-luz de distância, então não chegaremos lá tão cedo!

Mas essa é uma descoberta realmente empolgante, pois são apenas 15 planetas confirmados na zona habitável encontrados nos dados do Kepler até agora.

O estudo observou que o planeta tem um ano de 142 dias e meio, orbitando sua estrela em 0,444 Unidades Astronômicas (AU, a distância entre a Terra e o Sol) – um pouco maior que a órbita de Mercúrio em nosso Sistema Solar. O planeta recebe cerca de um terço da luz que a Terra recebe do Sol, observaram os cientistas.

Dos outros 16 novos planetas descobertos, disseram os pesquisadores, o menor é apenas dois terços do tamanho da Terra – um dos menores planetas encontrados com o Kepler até agora. Os demais planetas, disseram, variam em tamanho até oito vezes o tamanho da Terra.

No presente estudo, Kunimoto usou o que é conhecido como ‘método de trânsito’ para procurar os planetas.

Ela explicou:

Toda vez que um planeta passa na frente de uma estrela, ele bloqueia uma parte da luz da estrela e causa uma diminuição temporária no brilho da estrela. Ao encontrar esses mergulhos de luminosidade, conhecidos como trânsitos, você pode começar a reunir informações sobre o planeta, como seu tamanho e quanto tempo leva para orbitar.

Além dos novos planetas, os pesquisadores também foram capazes de observar milhares de planetas Kepler conhecidos usando o método de trânsito, que, segundo eles, serão usados ​​para reanalisar o censo do exoplaneta como um todo.

(Fonte)

Colaboração: MaryH


Recentemente, outro grupo de astrônomos da Universidade de Cambridge anunciarou ter descoberto um enorme planeta que também pode potencialmente abrigar a vida.

Precisamos lembrar também que quando esses cientistas falam em planetas que podem abrigar a vida, eles estão se referindo à vida tal como conhecemos, e o Universo pode abrigar todos os tipos de vida inimagináveis a nós. Aqui mesmo na Terra já descobrimos alguns tipos de vida que desafiam a ciência, inclusive uma que nem respira oxigênio

Imagine estão o que nos espera lá fora na vastidão aparentemente infinita do Universo.

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.