Cientista descobre que Júpiter pode ser perigoso para a Terra

Tempo de leitura: 2 min.

Um astrônomo acredita que Júpiter, em vez de proteger a Terra de cometas e asteroides perigosos, está lançando objetos ativamente em direção ao sistema solar interno. Novas pesquisas agora demonstram esse complexo processo em ação.

Cientista descobre que Júpiter pode ser perigoso para a Terra
Júpiter pode não agir como escudo para a Terra contra cometas e asteroides, mas sim como um estilingue, enviando esses objetos contra nós.

Uma teoria popular sugere que Júpiter, com sua massa tremenda, age como um escudo gigantesco no espaço, sugando ou desviando detritos perigosos que sobraram da formação do sistema solar. Mas a teoria do Escudo de Júpiter, como é conhecida, tem sido desfavorecida nas últimas duas décadas.

Um crítico importante dessa teoria, Kevin Grazier, ex-membro da Academia Militar West Point dos EUA e da NASA, tenta desmascarar essa ideia há anos. Ele publicou vários estudos sobre o assunto, incluindo um artigo de 2008 intitulado “Jupiter as a Sniper Rather Than a Shield” (Júpiter Como Atirador de Elite Em Vez de Escudo’. De fato, a cada artigo sucessivo, Grazier tem demonstrado cada vez mais as maneiras pelas quais Júpiter, em vez de ser nosso protetor, é na verdade – embora indiretamente – uma ameaça perniciosa.

A última incursão de Grazier no assunto envolve um par de artigos complementares, um publicado no Astronomical Journal em 2018 e outro no Monthly Notices do Royal Astronomical Journal em 2019.

O primeiro artigo analisa as formas complexas pelas quais objetos no sistema solar externo são afetados pelos planetas jovianos, como Júpiter, Saturno, Netuno e Urano, enquanto o segundo artigo analisa uma família específica de corpos gelados e como eles são transformados por Júpiter em cometas potencialmente mortais. Olhando para as conclusões dos dois trabalhos, parece que a teoria do Escudo de Júpiter está em sério risco.

Grazier disse ao Gizmodo em um email:

Na verdade, eu não diria que está em risco – eu diria que foi colocada para descansar. Nossas simulações mostram que Júpiter tem a mesma probabilidade de enviar cometas na Terra do que desviá-los, e vimos isso no sistema solar real.

Para deixar claro, isso era uma coisa muito boa quando a Terra era jovem, pois cometas e asteroides forneciam os ingredientes essenciais necessários para a vida. Hoje, no entanto, esses impactos certamente não são bons, pois poderiam desencadear extinções em massa semelhantes à que extinguiu dinossauros não aviários há cerca de 66 milhões de anos.

Os trabalhos de Grazier apresentam novos modelos que demonstram os complexos processos astrofísicos necessários para converter corpos celestes distantes em ameaças locais. Trabalhando com colaboradores do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA e da Universidade do Sul de Queensland, Grazier mostrou como os objetos no disco disperso, um anel dentro do Cinturão de Kuiper que contém muitos planetesimais que se aproximam de Netuno, são influenciados pelos planetas jovianos. Eles também mostram como Centauros, um grupo de corpos gelados em órbita além de Júpiter e Netuno, são transformados por Júpiter em cometas potencialmente ameaçadores da Terra, especificamente uma coleção de objetos conhecidos como Cometas da Família Júpiter…

(Fonte)

Colaboração: Lênio


Cá entre nós, sempre achei que essa “estória” de que Júpiter protegia a Terra devido ao seu enorme tamanho era uma falácia, pois, embora seu campo gravitacional seja muito poderoso, nem sempre ele está no mesmo lado do Sol que a Terra. Assim, quando ele está do outro lado, ele não poderia nos proteger de asteroides e cometas que vêm do lado em que estamos do sistema solar naquele determinado momento.

Parece que agora esse astrônomo pode mudar a forma com que a comunidade astronômica pensa a respeito disso. Mas isso não muda nada para nós, pois sempre estaremos à mercê das rochas espaciais, mesmo se Júpiter servir de escudos para nós.

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.