Sinal de rádio misterioso da constelação Ara intriga astrônomos

Tempo de leitura: 2 min.

Os astrônomos que observavam a constelação Ara, do sul, pelo telescópio MeerKAT no deserto de Karoo, na África do Sul, detectaram um misterioso e intrigante sinal de rádio que pode revelar um tipo inteiramente novo de sistema estelar. Ou alguma outra coisa.

Sinal de rádio misterioso da constelação Ara intriga astrônomos

Os radiotelescópios não mostram uma versão ampliada do que veríamos a olho nu, mas uma imagem das emissões invisíveis de rádio, que se parece com um monte de bolhas brancas acompanhadas por uma série de dados para os astrônomos interpretarem. Há muito espaço para erro.

Os astrônomos do MeerKAT observaram um objeto iluminar suas emissões de rádio ao longo de três semanas por um fator de três. Esta foi a primeira descoberta do MeerKAT de uma ‘fonte transitória’, um objeto que varia de brilho por um período de tempo.

Mais uma vez provando que não há ninguém melhor para dar nome às coisas do que cientistas, o objeto recebeu o nome de ‘MKT J170456.2-482100’. Outras observações do objeto de outros telescópios revelaram que ele era um sistema estelar binário – um sistema em que duas estrelas orbitam uma a outra.

Isso não é tão estranho. Os sistemas binários de estrelas são bem compreendidos pelos astrônomos. Mas o que torna esse sistema bizarro é que ele não se encaixa em nenhum dos tipos conhecidos de sistemas estelares binários.

Uma das estrelas já foi bem documentada pelos astrônomos nos últimos 18 anos. A TYC 8332-2529-1 fica a cerca de 1.800 anos-luz da Terra. Observações do telescópio SALT mostram que esta estrela tem um campo magnético e orbita uma estrela companheira muito mais fraca e misteriosa a cada 21 dias. É essa companheira misteriosa que intriga os pesquisadores.

Muitos sistemas estelares binários têm uma anã branca como companheira. No entanto, a misteriosa estrela companheira é muito maior do que a maioria das anãs brancas, tendo aproximadamente 1,5 vezes a massa do nosso Sol.

As estranhas explosões de rádio poderiam ser explicadas por uma estrela gigante orbitando de perto com uma estrela parecida com o Sol. No entanto, a análise espectral da estranha estrela companheira não oferece evidências de que ela seja de fato uma estrela parecida com o Sol.

Então o que é? Ninguém sabe ainda. Ben Stapper, um dos pesquisadores que trabalha para descobrir o que está acontecendo aqui, sugere que isso pode ser evidência de um tipo inteiramente novo de sistema estelar binário. Pode ser composto por uma estrela gigante orbitando uma estrela de nêutrons. Ou pode ser que a estrela gigante esteja orbitando um buraco negro.

O MeerKAT continuará monitorando a misteriosa fonte de rádio a cada quatro semanas no futuro próximo. Os cientistas esperam que o monitoramento contínuo desse sistema estelar lance alguma luz sobre esse sistema estelar estranho e possivelmente nunca antes visto. Achados como esses oferecem ainda mais provas de que o cosmos é muito maior e mais estranho do que podemos imaginar.

(Fonte)


E como sempre deve ser feito, primeiramente deve-se encontrar uma resposta natural para esse misterioso sinal de rádio, antes de teorizar qualquer anomalia causada por alienígenas. Mas é claro, essa opção não pode ser deixada de lado, mesmo estando lá no fim da lista de possibilidades. Afinal, é muito provável que o Universo esteja “tinindo” com raças alienígenas avançadas.

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.