Sonda da Índia que caiu na Lua é encontrada pela NASA

Tempo de leitura: 2 min.

Um satélite da NASA que orbita a Lua encontrou o módulo Vikram da Índia, que caiu na superfície lunar em setembro, informou a agência espacial dos EUA.

Sonda da Índia que caiu na Lua é encontrada pela NASA
Em verde, destroços espalhados. Em azul, perturbações do solo. Crédito: NASA

Em comunicado, a NADA divulgou uma imagem em mosaico do local em 26 de setembro, convidando o público a procurar por sinais do módulo de aterrissagem. Ela acrescentou que uma pessoa chamada Shanmuga Subramanian entrou em contato com o projeto LRO com uma identificação positiva de detritos – com a primeira peça encontrada cerca de 750 metros a noroeste do local do acidente principal.

A NASA divulgou uma imagem tirada pelo seu Lunar Reconnaissance Orbiter (LRO) que mostrava o local do impacto da espaçonave e o campo de detritos associado, com peças espalhadas por quase duas dezenas de locais em vários quilômetros.

A sonda # Chandrayaan2 Vikram foi encontrada por nossa missão @NASAMoon, a Lunar Reconnaissance Orbiter. Veja o primeiro mosaico do site de impacto https://go.nasa.gov/33Dl5Fr

Em 7 de setembro, as ambições do ISRO de pousar no polo sul da Lua enfrentaram uma falha técnica depois que a agência espacial perdeu o contato com a sonda de pouso Vikram do Chandrayaan-2, momentos antes de pousar na superfície lunar. Assim que a fase de frenagem fina começou, a sonda Vikram se desviou repentinamente de seu caminho e parou de enviar dados de volta ao controle de solo.

Lançado em 22 de julho, o Chandrayaan-2 entrou na órbita da Lua em 20 de agosto, um mês após a decolagem. O pouso da sonda Vikram foi agendado entre 1h30 e 2h30, seguido pelo lançamento de seu veículo lunar chamado ‘Pragyaan’ entre 5h30 e 6h30.

Enquanto isso, os últimos relatórios dizem que a agência está se preparando para o Chandrayaan-3 pousar na Lua até novembro do próximo ano. Autoridades do ISRO disseram ao News Nation que nenhuma decisão final foi tomada ainda e várias coisas estão sendo discutidas. No entanto, o que dá credibilidade à data de lançamento de novembro de 2020 é o fato de que os funcionários da ISRO disseram que a agência estará pronta para outra missão lunar “até o final de 2020”.

Chandrayaan 3 fará parte das operações lunares cruciais da ISRO. Tudo começou em 2008, quando o Chandrayaan 1 lançou com sucesso o ‘Moon Impact Probe‘ na superfície do satélite natural da Terra. O Chandrayaan 2, em vez do pouso suave planejado, fez um pouso forçado e pousou o Vikram na superfície lunar. O News Nation também tem acesso a informações de que, no ISRO, alguns cientistas seniores não estão querendo fazer o lançamento em novembro.

(Fonte)


n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.