Esqueça a explosão nuclear – Agora Elon Musk quer ‘terraformar’ Marte com espelhos

Tempo de leitura: 2 min.

 

O visionário bilionário Elon Musk, CEO da empresa espacial SpaceX, não para de ter ideias. Veja mais essa para tentar transformar Marte em um planeta similar à Terra:

Esqueça a explosão nuclear - Agora Elon Musk quer 'terraformar' Marte com espelhos

Uma coisa você pode dizer sobre Elon Musk – ele está sempre pensando. (OK, há muitas coisas que você pode dizer sobre Elon Musk, mas não temos esse tipo de largura de banda.) Tome, por exemplo, suas ideias sobre terraformar Marte, que surgiu de sua ideia de que pessoas vivendo dentro de ambientes artificiais de recintos fechados naquele planeta podem não ficar bem fisicamente e mentalmente.

Como os humanos poderiam viver em Marte sem habitats herméticos?

Transformando o planeta em uma Terra júnior, e a melhor maneira de fazer isso é criando uma evolução ultrarrápida de sujeira estéril a florestas tropicais abundantes … ou pelo menos comida e atmosfera suficientes para viver, trabalhar e sobreviver fora. E sua ideia original para fazer isso foi …

SOLTAR UM BOMBA NUCLEAR EM MARTE!

A sério?

Isso remonta a 2015, quando Musk disse pela primeira vez que sua solução para elevar a temperatura em Marte para torná-lo habitável para seres humanos seria “soltar armas termonucleares sobre os pólos’. Quando a fumaça clarear, Musk imaginou que suficiente CO2 retido seria liberado do solo marciano para criar uma atmosfera instantânea da Terra e impulsionar uma evolução.

Cientistas – tanto ambientais quanto de foguetes – bem como eticistas e outros humanos têm objetado a essa ideia desde então, mas Elon, um homem de idéias, acaba de chegar a uma nova ideia.

Pode fazer sentido ter milhares de satélites refletores solares para aquecer Marte vs sóis artificiais…

Isso é um grande ‘a ser determinado’ – começando por como se poderiam ser obtidos milhares de satélites refletores solares na órbita marciana – mas é menos radioativo (literal e figurativamente), por isso gerou algumas considerações e reflexões. Não porque Elon tenha dito isso, mas porque Rigel Woida, um estudante de ciências ópticas e engenharia da Universidade do Arizona, escreveu um trabalho premiado em 2007 sobre o uso de espelhos orbitais leves e de grande abertura para terraformar áreas específicas na superfície marciana. Ele propôs orbitar uma rede de 1,5 km de 150 balões de mylar segmentados, de 150 metros de diâmetro cada, que coletariam a luz do Sol e a irradiaria para uma área de quilômetros quadrados da superfície marciana.

Eu ajustei a abertura para que o refletor aquecesse um quilômetro quadrado de superfície de Marte, para aproximadamente as temperaturas e iluminação diurna [da cidade] de Tucson.

Isso teria benefícios imediatos para os astronautas. Aumentaria o nível de luz, a coleta de energia do painel solar e levaria a temperatura daquela parte do planeta até à da Terra.

Os astronautas não precisariam trabalhar em temperaturas muito baixas ou gastar energia descongelando água congelada – a água de que precisam para produzir combustível para retornar à Terra, assim como a água necessária para o consumo.

Eventualmente, usando técnicas como essas, os humanos poderiam cultivar plantas em Marte.

Woida recebeu um prêmio de US$ 9.000 do Instituto dos Estudantes Avançados para os Conceitos Avançados (de sigla em inglês, NIAC) por sua ideia.

Musk recebeu … bem, isso ainda deverá ser confirmado.

Essa ideia parece mais cientificamente possível e certamente menos radioativamente controversa. Mas, é ético terraformar qualquer outro mundo para transformá-lo em uma Terra júnior, com o propósito dos terráqueos colonizá-lo?

Lembra-se do que aconteceu na Terra tantas vezes quando os colonos trouxeram suas próprias plantas e animais para novas terras? Essas foram as espécies invasoras … ou foram os humanos que pensaram que seria uma boa ideia?

Essa resposta exige mais do que apenas pensamento, não é? Elon?

Paul Seaburn

(Fonte)


Antes que qualquer resposta seja dada, é necessário enviar uma missão séria até Marte, tendo como único propósito procurar por vida – mesmo se for microbiana – naquele planeta. Após essa comprovação, sendo ela positiva ou negativa, então poderemos decidir como proceder.

Se a vida lá não existir (o que é altamente improvável, pois ela pode até mesmo estar logo abaixo da superfície), então poderemos prosseguir com as ideias mirabolantes para tornar Marte habitável para nós. Porém, se ela for encontrada, há muito que terá de ser discutido antes de qualquer ação.

Mas, se depender da NASA, nunca teremos essa resposta.

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.