Acidente nuclear na Rússia devido teste de foguete, mata 5

Tempo de leitura: 2 min.


Rosatom diz que cinco funcionários morreram em um acidente que causou o aumento dos níveis de radiação em Arkhangelsk

Acidente nuclear na Rússia devido teste de foguete, mata 5

A agência de energia nuclear da Rússia (Rosaton) disse que uma explosão que causou o aumento dos níveis de radiação na região de Arkhangelsk foi causada por um acidente durante um teste de uma “fonte de energia isotópica para um motor de foguete movido a combustível líquido”.

Em um comunicado divulgado na noite de sexta-feira (11), Rosatom disse que cinco de seus funcionários morreram em decorrência do acidente e que outros três estavam sendo tratados por queimaduras. A declaração foi a primeira confirmação de que a agência estava envolvida no incidente, que rapidamente levou a níveis de radiação até 20 vezes mais altos que os da cidade vizinha de Severodvinsk. A descrição de Rosatom do incidente pode indicar que estava testando o míssil de cruzeiro nuclear Burevestnik mencionado durante um discurso de Vladimir Putin no ano passado.

O Ministério da Defesa da Rússia confirmou a explosão na quinta-feira, dizendo que duas pessoas morreram e seis ficaram feridas em um teste frustrado de um foguete movido a combustível líquido. Os feridos incluíam funcionários do ministério e contratados civis.

A declaração de Rosatom pode indicar que três dos primeiros relatados como feridos morreram desde então. Apesar dos relatos de que os feridos foram transportados para Moscou para atendimento médico, nem seus nomes nem locais foram confirmados.

A explosão causou o aumento dos níveis de radiação por cerca de meia hora em Severodvinsk, contradizendo o Ministério da Defesa alegando que não houve aumento nos níveis de radiação. Severodvinsk removeu uma declaração confirmando o aumento dos níveis de radiação em seu site, dizendo que o ministério estava administrando a resposta ao incidente.

Enquanto as autoridades locais pediam calma, os residentes em várias cidades estocavam iodo, que é freqüentemente usado para limitar os efeitos da exposição à radiação. A Rússia também fechou uma baía no Mar Branco para o tráfego civil durante um mês, levando a especulações de que ou a água estava contaminada ou que uma operação de busca estava sendo lançada.

O ministério disse que não houve liberação de radioatividade ou substâncias tóxicas, mas a administração local em Severodvinsk, a cerca de 30 quilômetros a leste de Nyonoksa, relatou um breve aumento nos níveis de radiação.

(Fonte)

Colaboração: Lênio


Quando eles dizem “breve aumento”, significa que foi algo muito sério. Quem não lembra de Chernobil?

Muita coisa estranha acontecendo na Rússia nesses últimos meses.

Quando é que a raça humana vai aprender?

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.