Rocha parecida com fettuccini é o lugar mais óbvio para encontrar vida em Marte

Tempo de leitura: 2 min.


Um jipe-sonda que faz a varredura da superfície de Marte em busca de evidências da vida pode querer verificar se há rochas que parecem massas (alimentos), relatam pesquisadores na revista Astrobiology.

encontrar vida em Marte
Terraços do Travertino em Mammoth Hot Springs, parque nacional de Yellowstone. Crédito: ©Ralf Broskvar / Adobe Stock

A bactéria que controla a formação de tais rochas na Terra é antiga e prospera em ambientes hostis que são semelhantes às condições em Marte, disse Bruce Fouke, professor de geologia da Universidade de Illinois, que liderou o novo estudo financiado pela NASA.

Ele disse:

Tem um nome incomum, Sulfurihydrogenibium yellowstonense. Nós apenas chamamos isso de ‘Sulfuri’.’

A bactéria pertence a uma linhagem que evoluiu antes da oxigenação da Terra cerca de 2,35 bilhões de anos atrás, disse Fouke. Ela pode sobreviver em águas extremamente quentes e velozes que borbulham a partir de fontes termais subterrâneas. Ela pode resistir a exposição à luz ultravioleta e sobreviver em ambientes com níveis extremamente baixos de oxigênio, usando enxofre e dióxido de carbono como fontes de energia.

Fouke informou:

Juntas, essas características fazem dela uma das principais candidatas a colonizar Marte e outros planetas.

E porque ela catalisa a formação rochosas cristalinas que se parecem com camadas de massa, seria uma forma de vida relativamente fácil de detectar em outros planetas, disse ele.

A forma e a estrutura únicas das rochas associadas ao Sulfuri resultam de seu estilo de vida incomum, disse Fouke. Na água que flui rapidamente, as bactérias Sulfuri se prendem umas às outras ‘e persistem pela vida’.

Ele disse:

Elas formam cabos bem enrolados que ondulam como uma bandeira fixa em uma extremidade. Os cabos ondulantes impedem que outros micróbios se conectem. Sulfuri também se defende expondo um muco escorregadio.

Esses cabos de sulfureto parecem incrivelmente semelhantes a massa de fettuccine e, enquanto mais adiante no fluxo, eles se parecem mais com massas de capellini.

Os pesquisadores usaram garfos esterelizados para coletar suas amostras da Mammoth Hot Springs no Parque Nacional de Yellowstone.

A equipe analisou os genomas microbianos, avaliou quais genes estavam sendo ativamente traduzidos em proteínas e decifrou as necessidades metabólicas do organismo, disse Fouke.

A equipe também analisou as capacidades de construção de rocha da Sulfuri, descobrindo que as proteínas na superfície bacteriana aceleram a taxa na qual o carbonato de cálcio – também chamado de travertino – se cristaliza dentro e ao redor dos cabos “1 bilhão de vezes mais rápido que em qualquer outro ambiente natural”. na Terra ‘, disse Fouke. O resultado é a deposição de largas faixas de rocha endurecida com uma textura ondulada e filamentosa.

Fouke finalizou:

Esta deve ser uma forma fácil de vida fossilizada para um jipe-sonda detectar em outros planetas.

Se vemos a deposição deste tipo de rocha filamentosa extensiva em outros planetas, saberíamos que é uma impressão digital da vida. É grande e é única. Nenhuma outra rocha é assim. Seria uma prova definitiva da presença de micróbios alienígenas.

Fouke também é professor afiliado de microbiologia e do Instituto Carl R. Woese de Biologia Genômica na Universidade de Illinois, EUA.

(Fonte)

Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.


Certo! A questão agora é, a NASA realmente quer descobrir vida em outros planetas, se sempre envia suas sondas para longe de locais que poderiam abriga-la?

-------

BOMBANDO NO planetaabsurdo.com.br:

ALGUÉM ESTÁ COLANDO CHAPÉUS DE CAUBÓI NOS POMPOS EM LAS VEGAS

-------

AVISO: Todos são bem-vindos a participar da área de comentários abaixo. Contudo, os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprios autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências ou conflitos por eles causados.

Também informamos que, a fim de não causar distrações e conflitos desnecessários, comentários, avatares e pseudônimos com viés político, seja de qual ideologia for, serão prontamente apagados quando encontrados pelos moderadores. O foco dos comentários deve ser mantido no assunto de cada artigo e somente desviado quando for pertinente ao tema do OVNI Hoje.

Assim, colabore com o bom andamento dos comentários, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando comentários fora do padrão como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.