web analytics

Cometa que passou próximo à Terra está carregando água “semelhante a um oceano”

Tempo de leitura: 3 minutos


A Terra é um planeta notoriamente úmido, mas a origem de toda essa água, em primeiro lugar, permanece um mistério. A teoria mais comumente aceita é a de que cometas e asteroides a transmitiram através de impactos durante os primeiros dias da Terra, e agora um estudo da NASA encontrou novas evidências para apoiar essa ideia.

Cometa que passou próximo à Terra está carregando água "semelhante a do oceano"

Observações de um cometa que zuniu perto da Terra alguns meses atrás mostram que ele contém água ‘semelhante a um oceano’ – e isso pode se aplicar a outros cometas anteriormente descartados também.

Algumas teorias sugerem que a água esteve aqui mais ou menos desde o início, quando a Terra primitiva era apenas uma enorme bola de lama quente e úmida. Outros indícios apontam para a sua entrega quando um proto-planeta do tamanho de Marte colidiu com a jovem Terra e gerou a Lua.

Mas o consenso geral sustenta que o líquido vivificante chegou nas costas dos asteroides e cometas. Essas colisões ocorreram com muito mais frequência nos tumultuosos primeiros dias do sistema solar e, embora essas rochas espaciais possam parecer bem secas, a água foi detectada nelas regularmente.

Isso pode soar como um caso resolvido, mas é mais complicado do que isso. Descobriu-se que a maioria dos cometas estudados até agora abrigam o tipo errado de água. O material que estamos acostumados aqui na Terra é, como você sabe, composto de dois átomos de hidrogênio e um átomo de oxigênio. Mas há também a água ‘pesada’, que contém um átomo de hidrogênio com um nêutron extra.

Comparar a proporção de água pesada para a água normal entre duas amostras é uma indicação sólida de uma herança compartilhada, como um teste de DNA. E, em quase todos os casos, descobriu-se que a água nos cometas tem proporções muito diferentes da água na Terra. De fato, apenas um dos 11 cometas estudados está carregando água ‘semelhante a do oceano’.

Até agora. O Cometa Wirtanen, que fez sua passagem mais próxima da Terra em dezembro de 2018, é apenas o segundo cometa a ser encontrado carregando água semelhante a de um oceano. A descoberta foi feita pelo Observatório de Estratosfera para Astronomia Infravermelha (de sigla em inglês, SOFIA), que foi capaz de obter uma visão clara da rocha espacial a partir de sua base de alta altitude a bordo de um jato Boeing modificado.

Cometa que passou próximo à Terra está carregando água "semelhante a um oceano" 1
Cometa Wirtanen, que passou próximo à Terra em dezembro de 2018, abrigava água como a do oceano (Crédito: NASA)

Mas a maior surpresa não foi apenas que Wirtanen era o lar do tipo certo de água – pode ser uma indicação de que todo cometa seja, ao contrário de descobertas anteriores. Quando os pesquisadores compararam os dados sobre Wirtanen com os de outros cometas, eles descobriram que a proporção não dependia de onde os cometas vieram, como se acreditava anteriormente.

Em vez disso, parece ser uma questão de quanta água estava sendo liberada dos grãos de gelo na nuvem de vapor ao redor do cometa, não do gelo na superfície. Isso significa que estudos anteriores de cometas poderiam estar medindo tudo errado, e talvez eles tenham mais relações de água parecida com a Terra, afinal.

Dominique Bockelée-Morvan, segunda autora do estudo, disse:

Esta é a primeira vez que podemos relacionar a proporção de água entre regular e pesada de todos os cometas com um único fator.

Talvez seja necessário repensar como estudamos os cometas porque a água liberada dos grãos de gelo parece ser um indicador melhor da proporção global de água do que a água liberada do gelo da superfície.

A pesquisa foi publicada na revista Astronomy & Astrophysics Letters.

(Fonte)

Este site publica notícias que estão sendo disponibilizadas na Internet a respeito do fenômeno OVNI, bem como assuntos alternativos relevantes ao nosso planeta/Universo e à raça humana. Antes de criticar um artigo aqui publicado, entenda nossa missão clicando neste link.


Se a água está pegando carona em cometas e asteroides por todo o Universo, e a vida tal como conhecemos depende da água, não há porque duvidar que exista esse tipo de vida também por todo o cosmos.

Ou seríamos nós, seres da Terra, a coisa mais especial em todo o Universo e não há nada mais interessante do que aqui?