web analytics

Como a vida alienígena exótica poderia prosperar nas gigantescas nuvens moleculares do espaço profundo

Compartilhe com a galáxia!
Tempo de leitura: 3 min.

Existem vários caminhos químicos plausíveis que uma hipotética forma de vida baseada em metano poderia usar para gerar energia.

Como a vida alienígena exótica poderia prosperar nas gigantescas nuvens moleculares do espaço profundo
(Crédito da imagem: KPNO/NOIRLab/NSF/AURA/T. A. Rector. Processamento de imagem: T.A. Rector (University of Alaska Anchorage/NSF’s NOIRLab), M. Zamani (NSF’s NOIRLab) e D. de Martin (NSF’s NOIRLab))

Um astrônomo delineou uma forma da vida produtora de metano prosperar nas nuvens moleculares do espaço profundo, abrindo um novo caminho para a compreensão das origens potenciais e da diversidade da vida.

O espaço é hostil à vida. Não há ar abundante. Toda a água está congelada. Está tudo espalhado. E há radiação mortal bombardeando tudo. Não há como a vida como a conhecemos encontrar um lar habitável nas profundezas do espaço interestelar.

Claro, uma bactéria ou mesmo algo mais sofisticado, como um tardígrado, pode ser capaz de entrar em estado de hibernação e resistir à devastação do espaço profundo. Mas, na melhor das hipóteses, isso apenas permitiria que esse organismo transitasse pelo espaço a caminho de algum local mais clemente.

Mas a vida é surpreendentemente robusta e inventiva. Detectamos microrganismos em alguns dos ambientes mais hostis da Terra: enterrados sob as camadas de gelo da Antártica; nas profundezas do subsolo, longe da luz do Sol; subindo pela atmosfera superior; prosperando em respiradouros superaquecidos; e mais.

A vida conseguiu encontrar todos os nichos possíveis na Terra, e as formas de vida mais inventivas são provavelmente archaea. Esses organismos unicelulares, que ficam em algum lugar entre bactérias e eucariotos, são os pau para toda obra na vida da Terra.

Na verdade, as archaea apresentam-se em tantas formas diversas que apenas começamos a identificá-las e categorizá-las, já que muitas espécies ultrapassam tanto os limites da vida que temos dificuldade em identificá-las. Archaea foram encontradas usando quase todas as fontes de energia possíveis disponíveis na Terra, incluindo açúcares, amônia, metais de carbono e luz solar.

Isto significa que, se quisermos procurar formas exóticas de vida alienígena, devemos recorrer às archaea em busca de inspiração. E de acordo com Lei Feng, astrônomo do Observatório da Montanha Púrpura e da Universidade de Ciência e Tecnologia da China, deveríamos olhar especialmente para a capacidade de algumas archaea utilizarem metano como fonte de energia.

Escrevendo num artigo que ainda não foi revisto por pares, Feng descreve como organismos semelhantes a archaea podem prosperar num dos locais mais improváveis ​​da galáxia: nuvens moleculares gigantes.

Nuvens moleculares são enormes complexos de gás que se estendem por mais de 100 anos-luz de diâmetro. Elas são tipicamente frios, com temperaturas de apenas 10 a 100 graus acima do zero absoluto. Mais importante ainda, elas são o berço das estrelas; quando pedaços de uma nuvem se desestabilizam e colapsam gravitacionalmente, eles podem formar rapidamente um novo lote de estrelas. Algumas dessas estrelas morrem, enriquecendo a nuvem com elementos pesados ​​– como o metano.

Situada a anos-luz do calor de uma estrela, a vida hipotética numa nuvem molecular não poderia usar a fotossíntese como fonte de energia. E o oxigênio livre não é abundante, então os caminhos energéticos disponíveis aos humanos também não funcionariam. Mas há outra fonte de energia que utiliza metano. Na Terra, algumas archaea combinam dióxido de carbono com hidrogênio para gerar metano e água, que é uma reação química que libera energia.

As nuvens moleculares apresentam reservas abundantes de dióxido de carbono. E se isso não bastasse, qualquer criatura viva também poderia usar monóxido de carbono em uma reação semelhante, ou transformar-se em acetileno. Isto significa que existem vários caminhos químicos plausíveis que uma hipotética forma de vida baseada em metano poderia usar para gerar energia.

Mas haveria matéria-prima suficiente para sustentar a vida? Esta é a pergunta de um milhão de dólares e o tema do artigo de Feng. Feng analisou as proporções de todos os ingredientes numa nuvem molecular típica para examinar quanta energia estaria disponível e descobriu que era mais de cinco vezes a quantidade necessária para sustentar a vida básica baseada no metano.

Atualmente não sabemos se a vida poderia manter estas reações químicas nas temperaturas extremamente baixas encontradas nas nuvens moleculares. Mas Feng propôs uma forma de testar esta ideia radical. A presença de vida abundante numa nuvem alteraria dramaticamente o equilíbrio químico da nuvem, tal como a presença de vida na Terra altera a química da atmosfera. Se detectarmos uma nuvem molecular com uma quantidade excepcional de metano, poderemos estar apenas observando um lar para toda a vida.

Este trabalho tem implicações importantes para a nossa compreensão das origens da vida.

(Fonte)


…E não esqueça: Nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui para acessá-la.

ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

IMPORTANTE: Se puder, colabore para manter o OVNI Hoje no ar, pois cada doação, por menor que seja, é crucial para manter este espaço de informação e conhecimento disponível para todos os interessados. Ao utilizar o QR code do PIX abaixo ou a chave PIX “OVNIHoje” (sem aspas), você está desempenhando um papel fundamental na sustentação deste site.

Lembre-se que as doações não são apenas um ato de generosidade, mas também uma demonstração do seu compromisso em apoiar o compartilhamento de informações relevantes e o crescimento da comunidade interessada em assuntos tão fascinantes, possibilitando a continuação das pesquisas, análises e publicações que enriquecem nosso entendimento.

Seja parte deste movimento contínuo em prol do conhecimento. O OVNI Hoje e seus leitores agradecem sinceramente por seu apoio dedicado.

Agradecimentos aos colaboradores do mês: Paulo Sanchez ❤️ Edward Vaz Jr. ❤️ Jose Carlos Mamede ❤️ Sila Raposo ❤️

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta, portanto aja com responsabilidade.
  • O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com éticasempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!

hit counter code