Como um piloto de caça dos EUA morreu enquanto perseguia um OVNI

Tempo de leitura: 3 min.

Thomas Mantell era um herói de guerra de 25 anos quando foi morto em um acidente de avião depois de ser escalado para perseguir um OVNI – e quase 75 anos depois, sua família ainda está desesperada por respostas.

Como um piloto de caça dos EUA morreu enquanto perseguia um OVNI
Thomas Mantell morreu perseguindo um OVNI. Crédito da montagem fotográfica: The Sun Online.

A história oficial é que ele voou muito alto em um avião e ficou sem oxigênio enquanto perseguia o planeta Vênus ou um balão meteorológico, mas isso simplesmente não faz sentido para seu neto Terry e o resto da família Mantell.

Terry disse ao The Sun Online:

“[O governo] tentou dizer que ele era um ‘garoto’ voador, que ele era como Maverick em Top Gun, mas ele estava apenas fazendo o que lhe disseram para fazer.

Ele tinha dois filhos, era casado com seu amor do ensino médio, era um piloto experiente e morreu perseguindo algo que pensava ser uma ameaça para a América.

O que foi? Não tenho certeza.”

Mantell era um veterano da Segunda Guerra Mundial condecorado que havia sido premiado com a Distinguished Flying Cross por seu heroísmo e até serviu no Dia D.

No entanto, apesar de se esquivar da morte das armas antiaéreas nazistas, o jovem pai morreu quando seu P-51 Mustang caiu misteriosamente do céu a apenas alguns quilômetros de onde ele nasceu em Franklin, estado do Kentucky.

O capitão Mantell – que estava voando em uma missão de treinamento na época com outros três pilotos – foi despachado pelo Godman Army Airfield em Fort Knox após relatos de um objeto desconhecido, em 7 de janeiro de 1948.

O objeto misterioso no céu foi visto por policiais e, em seguida, aviadores estacionados na torre de controle da base.

Algumas testemunhas descreveram o objeto no céu como um “disco de 300 pés” (90 metros), enquanto outros disseram que era um “cone vermelho flamejante arrastando uma névoa verde gasosa“.

O avistamento ocorreu quando a febre OVNI estava tomando conta dos Estados Unidos – seis meses após o infame incidente de Roswell e o primeiro avistamento “moderno” do piloto Kenneth Arnold.

Mas embora isso inflamava a curiosidade do público e a recém-descoberta obsessão dos EUA por discos voadores, o encontro do Capitão Mantell teve uma reviravolta sombria com um final trágico.

Thomas ordenou que um de seus alas do 165º Esquadrão de Caça voltasse à base e armasse seu avião com “armas vivas” para se preparar para o combate.

Os outros pilotos desistiram da perseguição – mas o herói de guerra Mantell acelerou corajosamente em direção ao OVNI. E quando ele atingiu 20.000 pés (6.000 metros), de repente todo o contato com Thomas foi perdido.

Foi relatado que algumas de suas comunicações de rádio finais para a torre de controle da base aérea o viram descrevendo um objeto “metálico” de “tamanho tremendo“.

Após suas mensagens finais, houve um silêncio assustador antes que o contato visual fosse restabelecido com seu avião.

Testemunhas chocadas no chão ficaram horrorizadas quando viram seu Mustang em espiral de volta à terra – colidindo com o chão em uma fazenda por volta das 15h18.

Equipes de resgate correram para o local do acidente – mas Thomas foi encontrado morto.

Ele deixou para trás sua esposa Peggy, seus dois filhos Thomas e Terry, e um mistério duradouro que se tornou uma fonte de dor para a família que ainda é transmitida entre as gerações.

E depois que seu filho Terry morreu no ano passado aos 74 anos de Covid, seus netos continuam tentando estabelecer o que aconteceu com seu avô.

Seu neto Terry disse ao The Sun Online:

“Até quando ele morreu, meu pai desabava e começava a chorar quando falava sobre Thomas. Ele sempre desejou conhecer seu pai – mas nunca o fez, e isso foi uma fonte de dor para ele.

Meu pai tinha apenas dois anos e meio quando isso aconteceu, mas sempre o afetou.

Eu ouvi sobre isso quando eu era muito jovem, e naquela época era difícil para mim falar com as pessoas porque ninguém jamais acreditaria em mim.

É incrível, mas ao mesmo tempo é triste. Thomas nem deveria voar naquele dia, mas o outro piloto estava doente, e era apenas para ser uma missão prática.

Sinto muito orgulho quando penso nele, ele conquistou tanto quando era tão jovem, ganhou a Distinguished Flying Cross e sobreviveu à Segunda Guerra Mundial.

E para ele voltar para casa e morrer do jeito que morreu foi muito doloroso, e o governo não fez justiça a Thomas.”

Com o 75º aniversário de Roswell e a conversa sobre OVNIs se tornando um debate de segurança nacional em Washington – a família Mantell está pedindo respostas.

Os OVNIs saíram do reino das teorias da conspiração marginais para as audiências do Congresso e relatórios do Pentágono, com muitos funcionários e políticos de alto escalão admitindo que há algo nos céus.

E até agora nenhuma explicação foi dada – com centenas de avistamentos investigados pelo Pentágono permanecendo inexplicáveis ​​e potencialmente representando um risco à segurança nacional.

Pilotos militares e outros veteranos agora estão se sentindo mais confiantes para falar sobre suas experiências.

Terry disse ao The Sun Online:

“Algumas dessas pessoas tiveram que conviver com isso por tanto tempo, deve ser gratificante para elas se apresentarem e compartilharem sua história.

Por que eles mentiriam? Esses são grandes pilotos, o que eles têm a ganhar?”

E isso contrasta com investigações anteriores do governo dos EUA – como o Projeto Blue Book – que descartou totalmente os relatórios com OVNIs.

Terry disse que os controladores da torre da força aérea que testemunharam o encontro de Thomas com um OVNI “em forma de disco” foram instruídos a não falarem sobre o que viram.

Eles foram informados de que, se o fizessem, “perderiam suas pensões” – e, eventualmente, a tripulação se dispersou pelos EUA.

A família até se encontrou com um aviador que confirmou essa história para eles.

Para os Mantells, não há dúvida de que houve um acobertamento em torno da morte de Thomas, mas o novo impulso por transparência em Washington lhes deu esperança.

Terry disse:

“Gosto do fato que [OVNIs] estejam sendo noticiados e o governo esteja falando sobre isso, mas gostaria que eles voltassem e nos contassem o que aconteceu com Thomas.

Eles precisam ter algo sobre o caso – traria muita paz para a família.

Estou passando a história para minhas filhas – e estou dizendo que elas devam ter muito orgulho porque seu bisavô é Thomas Mantell.

Ele não era um piloto de avião agrícola se divertindo que viu um OVNI, ele foi instruído por Fort Knox a perseguir essa coisa e verificar. Ele foi basicamente o primeiro mártir.”

(Fonte)


E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO… e (importante) se puder, ajude na manutenção do OVNI Hoje utilizando o QR code do PIX abaixo:

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

hit counter code
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende exclusivamente dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!