web analytics
Tempo de leitura: 4 min.

Cientista acredita que houve guerras espaciais no Sistema Solar

Tempo de leitura: 4 min.

Al Worden foi um astronauta e engenheiro americano que foi o Piloto do Módulo de Comando para a missão lunar Apollo 15 em 1971. Ele é uma das 24 pessoas que voaram para a Lua.

Cientista acredita que houve guerras espaciais no Sistema Solar
Crédito da imagem ilustrativa: depositphotos

O ex-membro da Apollo 15 disse que não apenas os alienígenas são reais, mas eles vieram para a Terra no passado distante e criaram nossa civilização, e se quiséssemos procurar evidências, tudo o que tínhamos a fazer era olhar para a literatura suméria antiga.

Em 2017, em um programa de TV britânico “Good Morning Britain”, ele deu uma resposta chocante quando um apresentador perguntou porque gastar tanto dinheiro em missões espaciais quando há muitos problemas na Terra. Ele foi perguntado se ele acreditava que os alienígenas eram reais. A resposta provavelmente surpreendeu a todos que assistiram à entrevista.

“Somos os alienígenas, mas simplesmente pensamos que eles são alguém mais. Mas nós somos aqueles que vieram de outro lugar, porque alguém tinha que sobreviver, e eles entraram em sua pequena nave espacial, em seguida vieram aqui e pousaram, e eles começaram a civilização aqui.

…E se você não acredita em mim, vá buscar nos livros sobre os sumérios antigos e veja o que eles tinham a dizer.”

Tão interessante também, de acordo com o Dr. Joseph P. Farrell, uma batalha espacial intergaláctica ocorreu no sistema solar há milhões de anos envolvendo alienígenas superevoluídos.

Dr. Joseph P. Farrell, autor de “Cosmic War: Interplanetary Warfare, Modern Physics, and Ancient Text” (“Guerra Cósmica: Guerra Interplanetária, Física Moderna e Texto Antigo”), diz que há ampla evidência de destruição cataclísmica e catastrófica no sistema solar. Ele sugere que houve duas guerras espaciais, uma há 65 milhões de anos e outra há 3,2 milhões de anos.

Joseph Farrell é um historiador formado em Oxford especializado em história alternativa, Segunda Guerra Mundial e tecnologia secreta. Após um interesse vitalício em história alternativa, ciência e textos antigos, Joseph começou a escrever sobre esses tópicos.

Rejeitando as suposições naturalistas e materialistas sobre o catastrofismo apresentadas por outros pesquisadores, Farrell diz que é hora de levar a sério os antigos mitos da guerra espacial nos céus.

Usando artefatos extraterrestres, ideias avançadas da física moderna e textos de mitos antigos em seus argumentos, ele argumenta que uma antiga guerra interplanetária foi travada em nosso próprio sistema solar usando armas com poder e complexidade extraordinários.

Muitos estudiosos e autores da história antiga mencionaram a chamada “Tecnologia dos Deuses”, que inclui não apenas a mística máquina voadora “Vimana”, mas também as poderosas armas dos deuses, como o “Vajra”, um artefato dos deuses Anunnaki que dispara relâmpagos.

No livro, o Dr. Farrell menciona o antigo deus sumério Ninurta empunhando “relâmpagos”, que é uma réplica de uma descarga elétrica produzida em um laboratório moderno que faz experimentos com física de plasma.

O Dr. Farrell argumentou que os ecos desta guerra espacial são refletidos nos textos antigos dos sumérios, babilônios, egípcios, textos bíblicos, a tradição védica, bem como na mitologia do Novo Mundo, dos maias e astecas aos mitos de algumas tribos indígenas norte-americanas.

Mas pense bem: os textos mais antigos do antigo Oriente Médio têm talvez 4.000 a 5.000 anos. Os textos védicos podem ter 5.000 ou 6.000 anos. Além disso, tradições puramente orais podem retroceder a informação vários milhares de anos.

É muito tempo, mas não é nada comparado a 3,2 milhões de anos. É incrivelmente difícil considerar a conexão entre um manuscrito antigo de 6.000 anos atrás e eventos que ocorreram 65 milhões de anos atrás.

Parece inaceitável que todas as civilizações, altas e baixas, como os egípcios, mongóis, várias dinastias chinesas, o Império Romano, os incas e os astecas, tenham surgido e desaparecido apenas nos últimos milhares de anos.

É verdade que vestígios de tradição e mitologia sobreviveram por milhares de anos. O psicólogo e autor britânico Stan Gooch, que provavelmente é mais conhecido como um proponente da “teoria da origem híbrida” da evolução humana, apresenta um caso mais convincente de que grande parte de nossa cultura fundamental hoje é baseada e, na verdade, descendente da raça extinta dos neandertais, o último dos quais foi extinto cerca de 20.000 a 30.000 anos atrás.

Gooch disse que o homem moderno não conhece e/ou esqueceu a origem de seus atributos culturais primários e fundamentais (como o desenvolvimento do Zodíaco e vários conceitos teológicos) e muito mais.

Mas isso não ajuda o Dr. Farrell. Quanto a ele, mesmo 20.000-30.000 anos não são nada. Os neandertais tinham cerca de 250.000 espécies bem-sucedidas. Mas para o Dr. Farrell, isso não é nada.

De acordo com os principais cientistas, a origem do Homo sapiens tem cerca de 200.000 anos. No entanto, o Dr. Farrell afirma que as lendas foram transmitidas por uma civilização ou outra por 3,2 milhões de anos.

Embora existam defensores da arqueologia alternativa, como Michael Cremo e Richard Thompson, que dizem que a espécie humana tem realmente bilhões de anos. Infelizmente, tais declarações estão certamente no limite, para dizer o mínimo.

Mas o cenário de guerra espacial do Dr. Farrell leva uma enorme vantagem no trabalho do físico Dr. John Brandenburg (ele é um físico de plasma brilhante e talentoso que obteve seu Ph.D. pela UC Davis em 1981).

O Dr. John Brandenburg publicou dois livros controversos, “Death on Mars” e “Life and Death on Mars” (“Morte em Marte” e “Vida e Morte em Marte”, em tradução livre), nos quais ele fornece uma justificativa altamente científica e altamente técnica para o fato de que Marte foi destruído por armas nucleares há milhões de anos como parte de algum conflito cósmico.

Brandenburg disse que Marte foi destruído quando alguma raça extraterrestre avançada lançou bombas de dois milhões de megatons que explodiram em locais estratégicos a cerca de 32 quilômetros acima da superfície de Marte.

Se ele estiver certo, isso beneficiaria a teoria do Dr. Farrell da guerra espacial antiga, mas há um problema sério.

De acordo com o Dr. Brandenburg, Marte foi atingido por um ataque nuclear há 251 milhões de anos. Isso não é consistente com os períodos de tempo do Dr. Farrell de 3,2 milhões e 65 milhões de anos atrás. No entanto, o Dr. Farrell pode encontrar algo em seu livro.

De acordo com o falecido Dr. Tom Van Flandern, astrônomo americano especializado em mecânica celeste para o Observatório Naval dos Estados Unidos, um planeta entre as órbitas de Marte e Júpiter (onde hoje está o cinturão de asteroides) explodiu há cerca de 65 milhões de anos. Ele encontra uma maneira de formular seu cenário de guerra espacial em termos de um cenário de tempo de, digamos, 10.000 a 15.000 anos.

O Dr. Farrell escreveu:

“Acredito que a hipótese do planeta explodindo de Van Flandern só faz sentido se alguém estiver disposto a aceitar uma explicação não natural. Claro, isso é herético em vários níveis, já que a explicação deve de alguma forma incluir a presença de artefatos em potencial em Marte, bem como uma suposta cultura de alta tecnologia no antigo “pai” de Marte.

Curiosamente, o clímax do mistério da pirâmide cósmica de Eando Binder vem à mente. No romance de Binder, o cinturão de asteróides foi formado por um ataque gravitacional direcionado que usou a energia de todo o sistema solar. As pirâmides eram, de fato, geradores gravitacionais usados ​​para manipular o espaço-tempo.”

Isso é o mínimo que pode ser dito sobre a guerra espacial do Dr. Farrell. Mas, ao fazê-lo, ele oferece a solução para um mistério que há muito intriga os pesquisadores, revelando a causa dessa guerra antiga, os meios pelos quais ela foi travada e a verdadeira natureza da tecnologia secreta por trás das antigas Tábuas do Destino.

(Fonte)


E como nenhum de nós estava lá naqueles idos tempos para comprovar essas teses, fica aqui o dito pelo não dito, com base somente nos indícios de que algo grandioso e provavelmente não natural ocorreu no nosso sistema solar há milhões de anos.

n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!
hit counter code
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende exclusivamente dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!