web analytics
Tempo de leitura: 2 min.

O problema do estudo dos OVNIs, de acordo com um astrobiólogo

Tempo de leitura: 2 min.

Quer você use o termo mais popular ‘Objetos Voadores Não Identificados’ (OVNIs) ou o apelido mais abrangente ‘Fenômenos Aéreos Não Identificados’ (de sigla em inglês, UAP) fornecido pelos militares dos EUA, as implicações são as mesmas. Eles envolvem algum tipo de eventos bizarros e difíceis de explicar para os quais as pessoas – em nível civil e governamental – vêm tentando encontrar as respostas há algum tempo.

O problema do estudo dos OVNIs, de acordo com um astrobiólogo
Imagem meramente ilustrativa.

Avistamentos de OVNIs tornaram-se partes iguais em piadas nacionais, fascínio ficcional e preocupação legítima ao longo dos anos, com inúmeros documentários, mockumentaries (domentários com zombaria), reportagens e mais ações dedicadas a resolver seus mistérios. Embora às vezes eles sejam realmente um balão meteorológico ou um bolsão de gás ou alguma outra coisa mundana do mundo real, ainda existem vários casos que permanecem inexplicáveis. Nesse caso, trazer mais mentes científicas para estudar os dados registrados parece o próximo passo mais óbvio, certo?

Bem, sim e não. De acordo com uma entrevista da Science News com os astrobiólogos Jacob Haqq-Misra, do Blue Marble Space Institute of Science e Ravi Kopparapu, do Goddard Space Flight Center da NASA, cientistas não militares estão de mãos atadas.

Então, qual é o problema?

Em suma, o caso de amor de longo prazo dos militares com o sigilo está atrapalhando. Os cientistas que desejam analisar décadas de dados de OVNIs estão sendo prejudicados por sua incapacidade de acessar detalhes classificados como secretos que são associados a esses dados. Misra explica que, ao estudar os dados, é muito importante saber quais instrumentos foram utilizados na coleta desses dados. Mas os militares podem não estar dispostos a revelar os detalhes de alguns de seus instrumentos ao público (por várias razões), então qualquer um que tente juntar as pistas estará perdendo informações importantes desde o início.

Outro problema é que uma quantidade significativa de dados sobre fenômenos OVNI que foram coletados no passado não foram compilados cientificamente. Essas não eram condições de laboratório controladas e ninguém estava lá com a intenção específica de catalogar o máximo de dados relevantes que pudessem documentar. Os dados de OVNIs são, em muitos casos, produto de ocorrências inesperadas e espontâneas que pegaram as pessoas desprevenidas, sem preparação prévia.

Nada disso quer dizer que é impossível cavar esses registros e começar a entender o que foi documentado, mas muitos detalhes podem ser deixados para especulação ou suposições educadas. Até chegarmos ao ponto em que todas as informações contidas nos arquivos disponibilizados aos pesquisadores possam ser exploradas, não saberemos realmente toda a verdade do assunto.

(Fonte)


O que o autor acima não menciona, além do que revela em seu texto, é que a própria comunidade científica atrapalha o estudo sério do fenômeno OVNI, pois grande parte de seus membros zombam dos colegas que tentam fazê-lo. Por sorte, hoje alguns poucos cientistas tentam quebrar esta barreira, mas ainda assim sofrem com perseguição por seus pares e possíveis cortes no financiamento de seus outros projetos. Quem sabe um dia, quando houver um grande avanço, até mesmo esses cientistas mais céticos irão tentar pegar uma “carona no barco”.

n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!
hit counter code