Afinal, os alienígenas se parecem ou não com os Humanos?

Tempo de leitura: 5 min.

Esta é uma pergunta que, para aqueles que alegam ser “contatados, já está respondida. Mas o que a ciência pensa disso? Abaixo estão duas correntes científicas que são completamente opostas:

Afinal, os alienígenas se parecem ou não com os Humanos?
Crédito da ilustração: depositphotos

Cientistas japoneses admitem a existência de alienígenas semelhantes aos humanos

A própria ideia da existência de vida extraterrestre empolga as mentes das pessoas ao longo de toda a existência da civilização humana. Existe uma teoria de que a própria vida na Terra foi trazida do espaço.

De acordo com uma teoria, a vida na Terra apareceu depois que um dos corpos celestes a trouxe do espaço para o Planeta Azul. Os proponentes desta teoria receberam recentemente a confirmação de suas ideias. Isso aconteceu durante um exame cuidadoso de meteoritos com a ajuda da tecnologia moderna.

Moléculas complexas já foram encontradas em meteoritos caídos e, no estudo atual, os cientistas conseguiram encontrar todas as “letras” chave do alfabeto genético, DNA e RNA. Os primeiros incluem adenina, guanina, citosina, timina e uracil – em combinação com açúcares e fosfatos. Graças a eles, a vida pode nascer.

Descobriu-se que todos os fragmentos necessários para recriar o DNA podem existir dentro de tais objetos.

Um dos maiores especialistas no estudo de meteoritos não exclui a possibilidade de que os habitantes de outros planetas sejam humanoides.

Yasuhiro Oba disse:

“Os meteoritos contêm todos os compostos nitrogenados necessários para a existência do código genético. Poderia ter se originado antes que a vida aparecesse na Terra primitiva.”

Assim, os alienígenas podem muito bem ser semelhantes aos humanos. Eles também não excluem a presença de braços, pernas e cérebro. Pode não haver diferenças sérias entre as pessoas e os habitantes de outros planetas, não apenas na aparência, mas também no metabolismo.

Muito provavelmente, eles precisam dos mesmos nutrientes e oligoelementos para respiração e nutrição.

A partir disso, os cientistas tiraram algumas conclusões:

Primeiro, os alienígenas estão por toda parte. Porque em todos os lugares do Universo tudo correu da mesma maneira ou aproximadamente o mesmo que na Terra.

Em segundo lugar, todos esses alienígenas são como nós. Claro, com características locais. Em geral, somos todos “escritos” pelas mesmas “letras”. E não haverá abismo, mal-entendido fundamental ao contatá-los.

Infelizmente, isso significa que tudo o que há de vicioso em nós também é inerente a eles…

(Fonte)


Nós somos os únicos humanos no universo

Vamos começar com um aviso.

Enquanto alguns colegas conjecturam a existência de mais de um Universo, hoje vamos restringir a nós mesmos e nossa imaginação à nossa própria bolha de informação: a esfera com um raio igual à distância que a luz percorreu desde o início do tempo, cerca de 13,8 bilhões de anos atrás. Considerando a expansão do Universo, nossa bolha de informação tem um raio de cerca de 46 bilhões de anos-luz. Outros universos teóricos, com outras leis da física, residem fora de nossa bolha cósmica e, portanto, estão além de nosso poder de escrutínio.

Aqui também podemos acrescentar outro esclarecimento para fundamentar nossa discussão no plausível: Por vida queremos dizer qualquer rede auto-sustentável de reações químicas capaz de metabolizar energia do ambiente e se reproduzir, seguindo as regras da seleção natural darwiniana. Portanto, nenhuma máquina espiritual é muito mais avançada do que nós; nada de nuvens inteligentes bizarras que habitam as estrelas; e nenhum enxame de nanorrobôs habitando buracos de minhoca dotados de algum tipo de autoconsciência coletiva. Monstros de espaguete voadores são bons. (Ver mais abaixo.)

Com isso fora do caminho, agora podemos realmente começar.

Talvez o resultado mais impressionante da ciência moderna seja nossa compreensão de que as mesmas leis da física e da química se aplicam à vastidão do espaço e do tempo. Agora somos capazes de olhar para estrelas e galáxias bebês a bilhões de anos-luz de distância de nós e a bilhões de anos. Quando olhamos para elas e analisamos suas propriedades, descobrimos que elas têm os mesmos elementos químicos (embora em proporções diferentes) e que evoluem de acordo com as mesmas leis dinâmicas que nosso próprio Sol segue. As leis físicas e químicas são as mesmas em todos os lugares e em todos os momentos. Isso permite que nós, criaturas terrestres, expandamos nossas investigações por todo o Universo.

Também sabemos – e esta é outra descoberta impressionante da astronomia moderna – que a maioria das estrelas vem com uma corte de planetas e que os planetas tendem a ter seu próprio lote de luas. Cada um deles é seu próprio mundo, com propriedades físicas e composições químicas únicas. Existem planetas grandes e pequenos; rochosos e gasosos; planetas com muitas luas, apenas algumas, ou nenhuma. Os planetas giram como piões, com uma grande ou pequena inclinação. (A inclinação da Terra é de 23,5° em relação à vertical; a de Urano é de incríveis 97,7°.) Os planetas podem ter atmosferas mais espessas ou mais finas com diferentes gases. A lista continua.

O monstro do espaguete voador

Em números redondos, nossa galáxia Via Láctea sozinha deve conter cerca de um trilhão de mundos, cada um deles uma entidade única com sua própria história.

Se adicionarmos as centenas de bilhões de outras galáxias dentro de nossa bolha cósmica, contamos cerca de um trilhão de trilhões de mundos em nosso universo, mais ou menos um fator de cem. (Um comentário nerd: é engraçado que isso seja tão próximo do número de Avogadro, o número de átomos em um grama de hidrogênio.)

A essa altura, você pode sugerir razoavelmente que, dentro dessa espantosa diversidade de mundos, quase tudo é possível. Pode parecer assim à primeira vista. Mas essa aparente liberdade de números muito grandes não é tão livre quanto parece. A unidade das leis da física e da química atua como uma restrição muito poderosa sobre o que pode e o que não pode existir na natureza.

Na ciência, não podemos realmente descartar o que pode existir, desde que satisfaça as leis da física como as conhecemos. Mas podemos usar as leis da física e da química para inferir o que pode existir. Caso em questão: o monstro do espaguete voador é bastante plausível. Podemos imaginar um primo do polvo que se aventurou fora da água há alguns bilhões de anos no planeta MumbaXX. Depois de milhões de anos, nossa criatura criou penas em seus tentáculos e voou. Ou, se não penas, algum mecanismo de balonismo usando ar quente de seu trato digestivo ou das fontes termais onde se alimenta.

Regras definidas em carbono

Então, o que podemos esperar encontrar enquanto examinamos a vasta coleção de mundos e procuramos por criaturas vivas? Embora ninguém possa responder a isso, podemos estabelecer algumas regras básicas.

Regra número um: a vida será baseada em carbono. Por quê? O carbono é o átomo descontraído, com uma versatilidade química que nenhum outro elemento pode igualar. O carbono tem quatro elétrons externos desemparelhados. Ele pode formar ligações químicas apertadas compartilhando esses elétrons com outros elementos químicos. Uma alternativa potencial é o silício, mas sua bioquímica seria severamente limitada em comparação, com ligações aproximadamente metade da força do carbono. A vida precisa de versatilidade para prosperar.

Regra número dois: A vida precisa de água líquida. Sim, você pode encontrar bactérias congeladas no Pergelissolo, mas elas não estão vivas. Como a vida é, em essência, uma rede de reações bioquímicas complexas que movem compostos de um lado para o outro, ela precisa de um solvente – um meio onde as reações possam se desenrolar. Composta de oxigênio e hidrogênio, dois dos elementos químicos mais abundantes em todo o universo, a água tem uma clara vantagem. Além disso, tem a propriedade única de que o gelo flutua – a água em seu estado sólido é menos densa do que em seu estado líquido.

A amônia às vezes é proposta como uma possibilidade. Mas é um gás à temperatura ambiente e se torna líquido logo abaixo de -33° C a uma pressão normal. Um planeta frio com uma atmosfera pesada pode ter amônia líquida, mas isso é exigir muito da vida. De fato, qualquer forma de vida nessas condições teria um metabolismo muito lento. A água é essa substância mágica que é transparente, não tem cheiro ou sabor e se expande à medida que congela (uma propriedade fundamental para a vida à base de água em climas mais frios, pois há água líquida abaixo do gelo). É também o principal ingrediente do nosso próprio corpo.

Nenhum outro humano no Universo

Dadas essas duas restrições, a essência da vida deve ser simples. Incluirá carbono, água e algumas outras coisas (no mínimo, nitrogênio).

Os detalhes, porém, não são simples. Cada planeta que pode conter vida terá sua própria história. Como consequência, a vida lá também terá sua própria história – uma história contingente à história do planeta hospedeiro. As propriedades de um planeta moldam a vida nele. Por sua vez, qualquer coisa que viva em um planeta moldará as propriedades do planeta. Em cada mundo, a seleção natural atua como uma pressão contingente da história pela sobrevivência. À medida que as condições do planeta mudam, muitas vezes devido à própria presença de vida no planeta, a vida se adaptará de maneiras únicas. Nunca será a mesma em mundos diferentes.

Como consequência, e apesar da essência comum de carbono-água da vida, não haverá formas de vida idênticas em planetas diferentes. Quanto mais complexa a forma de vida, menores as chances de que ela seja replicada em outros lugares, mesmo aproximadamente.

Se o monstro do espaguete voador existir, ele existirá em apenas um mundo. Da mesma forma, existimos em apenas um mundo. Somos os únicos humanos neste universo. E se considerarmos o que aprendemos com a história da vida na Terra, as chances são de que a vida inteligente seja extremamente rara. Embora a inteligência seja claramente um trunfo na luta pela sobrevivência entre as espécies, não é um propósito da evolução; evolução não tem propósito.

Até que se torne inteligente, a vida é feliz apenas se replicando. Com inteligência, será infeliz apenas replicando. Isso, em poucas palavras, é a essência da condição humana.

Juntando tudo isso, propomos que estamos de fato quimicamente conectados ao resto do cosmos e que compartilhamos a mesma base para a vida que qualquer outro ser vivo hipotético. Ao mesmo tempo, somos únicos, assim como todas as outras criaturas vivas. A vida é uma força incrível. A partir de um código baseado em carbono e um ancestral genético comum, ela pode criar uma diversidade impressionante de maravilhas – neste mundo e possivelmente em outros.

(Fonte)


Então, aqui temos duas correntes da ciência que possuem opiniões opostas sobre o tipo de vida existente lá fora. Qual está certa?

Se considerarmos a quantidade impressionantemente de planetas que existem lá fora, eu diria que há de tudo, até mesmo algo parecido com nós humanos. Afinal, um Livro Sagrado não diz que fomos criados à imagem e semelhança do Criador? Então, se o Livro não está mentindo, o Criador deve ter a aparência humana e não originou neste mundo, correto ou não?

Deixe sua educada opinião na área de comentários mais abaixo.

n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO… e (importante) se puder, colabore na manutenção do OVNI Hoje utilizando o QR code do PIX abaixo:

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!
hit counter code
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende exclusivamente dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!