Tempo de leitura: 4 min.

Estudo de Harvard: E se o cérebro humano funcionar a 100%?

Tempo de leitura: 4 min.

O que é o cérebro humano? Uma antena para a percepção deste mundo? Um mecanismo bioquímico complexo que acumula enorme energia para criar informação? Um agregador que permite à alma interagir com o mundo físico?

[ATENÇÃO: Não há comprovação da veracidade de alguma ou todas as informações constantes neste artigo, o qual é publicado aqui meramente para cumprir a missão do OH.]

Estudo de Harvard: E se o cérebro humano funcionar a 100%?

Existem muitas versões e hipóteses. A ciência moderna nos permite entender apenas parcialmente as capacidades do nosso cérebro e determinar os limites de suas funções.

De fato, os desenvolvimentos mais interessantes nessa direção são classificados. O fato é que é extremamente difícil estudar o cérebro durante a vida de uma pessoa. Poucas pessoas concordam em influenciá-lo com várias drogas, e não é humano de alguma forma. Considerando que o resultado para os sujeitos pode ser muito diferente, muitas vezes tais estudos são estritamente classificados com sendo segredos.

Na década de 1930, os experimentos mais ousados ​​em pessoas vivas foram realizados em laboratório na Alemanha e no Japão. Graças a essa abordagem monstruosa, importantes descobertas foram feitas. Por exemplo, a partir de documentos de neurocirurgiões alemães, conclui-se que o cérebro humano contém áreas que não são usadas durante a vida. Eles admitem a possibilidade de que, quando essas áreas são “ligadas”, superpoderes como levitação, teletransporte, regeneração instantânea, interação com assuntos físicos e astrais, conexão com a noosfera, leitura da mente à distância, controle de objetos, absorção de grandes quantidades de conhecimento e muitas outras propriedades impensáveis ​​podem ser reveladas.

Está agora provado que o cérebro humano funciona a 20-25% do seu máximo. Pensava-se anteriormente que era 10%, mas em 2019, neurofisiologistas e psicólogos americanos, japoneses e australianos chegaram à conclusão de que, afinal, não é assim. Digamos que os estudos estão corretos e o cérebro humano realmente funciona a 25%, mas o que são os 75% restantes? A ciência oficial ainda não tem resposta para essa pergunta.

No entanto, na China, em 2017, o cérebro foi estudado no momento da morte de um dos médiuns em estado terminal. Acontece que imediatamente antes da morte física do corpo, seu cérebro começou a produzir 5.000 vezes mais energia do que durante a vida. Esse salto é difícil de explicar, mas naqueles segundos o corpo do moribundo trabalhava a uma velocidade de vida extrema. Cientistas chineses calcularam que, naquele momento, a energia liberada do cérebro de uma pessoa seria suficiente para abastecer os quatro maiores distritos de Xangai. Ao mesmo tempo, as funções cerebrais foram desligadas uma a uma. Os centros visual e auditivo foram os primeiros a parar de funcionar, seguidos pelos centros motor e da fala e a provisão dos órgãos internos então morreu. Por outro lado, no contexto do desligamento dos centros vitais do cérebro, as áreas não utilizadas do cérebro tornaram-se mais ativas.

Os cientistas acreditam que naquele momento o componente de informação energética do corpo (alguém o chama de alma) foi para a noosfera. Hipoteticamente, tal explicação pode explicar a ativação de partes do cérebro que não foram utilizadas durante a vida e o aumento da produtividade do órgão.

Mas, existe mesmo uma noosfera teórica? Não se conhece um único esotérico ou médium que usaria a noosfera. Como regra, eles querem dizer isso, mas quando chega a hora de verificar de alguma forma, todos os superpoderes evaporam em algum lugar.

No entanto, isso não muda o fato de que o cérebro humano funciona apenas um quarto. E o que acontecerá se uma criança incrivelmente talentosa trabalhar a 50 ou 100%? Uma pergunta interessante, a resposta que os cientistas da Universidade de Harvard tentaram dar.

Com 40% da capacidade de trabalho do cérebro, uma pessoa seria capaz de regenerar rapidamente danos em qualquer tecido do corpo.

Em 50%, as habilidades psíquicas começariam a aparecer. Telecinese, telepatia, sonhos do futuro, levitação. Eles não poderiam ser usados à vontade, mas de vez em quando eles acenderiam involuntariamente.

Em 60%, a memória de uma pessoa pode funcionar em um nível extremo. Bastaria conectar o cérebro da Internet com a ajuda de sensores especiais e, de fato, começaria o download de informações e sua memorização. Em um futuro distante, as pessoas dormirão com esse dispositivo e o cérebro lembrará das informações de que precisa antes de algum evento importante. Você dorme e o cérebro se lembra convenientemente de tudo o que você precisa.

Em 70-80%, as habilidades psíquicas atingiriam um nível perceptível. Agora uma pessoa poderia controlar matéria, elementos e o que costumávamos chamar de magia. Existe uma hipótese de que nos tempos antigos os primeiros alienígenas que chegaram à Terra de um planeta destruído possuíam essas propriedades. Mas devido às outras condições de vida, o cérebro se degradou e muitas funções desapareceram.

Em 90%, uma pessoa seria capaz de destruir e coletar objetos com a ajuda de um fluxo de partículas elementares. É provável que com tal nível de carga de trabalho cerebral, a essência informacional de energia de uma pessoa, um corpo físico, não seja mais necessário.

A 100% – absoluto. Uma mente pura ideal absorvendo o conhecimento acumulado por bilhões de civilizações deste e de outros mundos. Conquista completa de todos os assuntos. Completa falta de necessidades. Independência do espaço e do tempo. Uma pessoa pode se tornar simultaneamente uma partícula elementar, ou uma galáxia inteira ou um aglomerado de galáxias.

Era isso que Stanley Kubrick queria expressar simbolicamente na cena final de seu filme 2001: Uma Odisseia no Espaço.

Concordamos que tais teorias são muito superficiais e infundadas. No entanto, os mesmos cientistas não pararam por aí e continuaram suas pesquisas. Eles chegaram à conclusão de que o cérebro humano funciona apenas 20-25% devido ao fato de que os processos de pensamento já consomem até 40% da energia do corpo. Com o desenvolvimento do cérebro e um aumento em sua funcionalidade, o corpo físico já estará esgotado em 50% da capacidade de trabalho do órgão do máximo. Portanto, nosso corpo não é adequado para o desenvolvimento de magia e outras habilidades extra-sensoriais. Pelo menos de acordo com pesquisadores da Universidade de Harvard.

Várias dezenas de institutos científicos estão envolvidos no estudo do cérebro humano hoje no mundo. A massa, a forma, a estrutura, as funções cerebrais de muitas pessoas, tanto mortas quanto vivas, pessoas comuns e gênios, estão sendo estudadas. Há muito pouco progresso real nesses estudos e na compreensão do funcionamento do cérebro. E isso é compreensível.

Todos nós humanos temos um canal divino que nos conecta ao mundo divino. Este é um canal de energia fino e quase invisível que emerge do topo da cabeça. Através deste canal, somos observados e eles tentam nos ajudar no desenvolvimento evolutivo, participando do nosso desenvolvimento espiritual e criativo.

Uma pessoa em um corpo material denso não é capaz de levitar, isso é fantasia. Somente aqueles com almas altamente desenvolvidas podem trocar pensamentos, conectar-se à camada de informações do planeta e até se teletransportar.

Teletransporte ou movimento no espaço – para isso uma pessoa deve ter uma alma poderosa em tamanho e força, que cria uma radiação de aura em torno de si. Com a ajuda da aura, girando-a em torno do casulo da alma com um pensamento, uma pessoa pode se mover.

Qual deve ser o nível de desenvolvimento humano para tal? Quase não existem pessoas assim na Terra. Na verdade, a aura é um veículo de teletransporte e todas as conversas e métodos de teletransporte são apenas exercícios da mente e da imaginação.

É uma pena, porque parece que nunca compreenderemos a telecinesia e o teletransporte, pelo menos não em nossa vida.

(Fonte)


E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

hit counter code
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende exclusivamente dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!