web analytics
Tempo de leitura: 4 min.

Porque os ETS podem nunca terem descoberto o rádio

Tempo de leitura: 4 min.

Os astrônomos do Search for Extraterrestrial Intelligence (SETI – Procura por Inteligência Extraterrestre) têm defendido continuamente a ideia de que os alienígenas usarão o rádio para se comunicar em distâncias interestelares. Mas olhando para trás, para a evolução da tecnologia de rádio aqui na Terra, pode-se argumentar que a confirmação de Heinrich Hertz da existência de ondas de rádio em 1886 foi um acaso completo.

Porque os ETS podem nunca terem descoberto o rádio
Marconi demonstrando o aparelho que ele usou em suas primeiras transmissões de rádio de longa distância na década de 1890. O transmissor está à direita, o receptor com gravador de papel à esquerda. Crédito: Wikipedia

Por quê?

Quase toda inteligência extraterrestre que evolui em torno de uma estrela semelhante ao Sol provavelmente desenvolverá receptores sensoriais que reconheceriam facilmente o espectro óptico. Talvez eles sejam sensíveis a faixas de comprimento de onda ópticas mais baixas e mais altas que nós não somos – seja no espectro infravermelho (IR) ou ultravioleta (UV). Mas eles serão tão cegos quanto nós para o rádio e o resto do espectro eletromagnético.

Assim, a detecção humana de ondas de rádio começou com um experimento de laboratório fortuito de 1886 feito pelo físico alemão Heinrich Hertz. Foi quando Hertz verificou a teoria do eletromagnetismo do físico escocês James Clerk Maxwell.

Usando um simples aparato experimental feito em casa, consistindo de uma bobina de indução e um jarro de Leyden (o capacitor elétrico original), o Hertz foi capaz de gerar ondas eletromagnéticas e uma centelha entre duas esferas de latão para detectá-las, observa o AAAS.

Hertz observou em uma palestra de 1889 em Heidelberg, na Alemanha:


“As faíscas são microscopicamente curtas, mal um centésimo de milímetro; duram apenas cerca de um milionésimo de segundo.”

Passou mais uma década após o experimento de Hertz em 1886 até que o inventor e engenheiro elétrico italiano Guglielmo Marconi descobrisse uma maneira de codificar ondas de rádio com informações de uma forma que permitisse uma comunicação eficaz.

Portanto, estaríamos fazendo uma grande suposição de que comprimentos de onda de rádio serão usados ​​por alienígenas tentando atrair a atenção de outras civilizações interestelares?

Por décadas, os astrônomos do SETI têm usado uma janela silenciosa e organizada no espectro de microondas de cerca de 1 a 10 gigahertz para ouvirem sinais inteligentes de civilizações extraterrestres relativamente próximas.

Em 1971, um pesquisador pioneiro do SETI chamado Bernard Oliver, então Vice-Presidente de Engenharia da Hewlett-Packard, formulou a hipótese de que as emissões de rádio das linhas atômicas de Hidrogênio (H) e Hidroxila (OH) constituiriam sinais óbvios para comunicações interestelares, diz o SETI League. Por um lado, dois átomos de hidrogênio e um de oxigênio constituem a água, o solvente universal da vida como a conhecemos. E porque essas duas linhas espectrais entre 1420 e 1662 megahertz (Mhz) seriam visíveis para qualquer pessoa no cosmos, Oliver cunhou essa região espectral de microondas, o Buraco da Água Cósmica.

No entanto, também se poderia argumentar que, se não fosse pela Hertz, talvez nunca tenhamos começado a usar o espectro de rádio para comunicação. Assim, os pesquisadores do SETI podem estar fazendo uma grande suposição ao focar tanto tempo de observação no bebedouro de microondas.

Em vez disso, essas civilizações podem reconhecer mais facilmente que os comprimentos de onda ópticos podem ser mais universais para a comunicação do que o espectro de rádio, uma vez que os astrobiólogos já pensam que a maior parte da vida em exoTerras evoluirá em torno de estrelas muito parecidas com a nossa. Nesse caso, o ponto ideal para a visão deles provavelmente será muito parecido com o nosso.

Assim, os ETs provavelmente ficarão impressionados quanto nós com os fótons visuais que cruzam nossa atmosfera em qualquer noite clara.

* Mas a maioria das estrelas atinge o pico no Infravermelho (IR), não no visível, e criaturas com estrelas que emitem a maior parte de sua luz no IR provavelmente evoluirão para ter sensores IR, Dan Werthimer, Marilyn e Watson Alberts Chair para pesquisas SETI na Universidade da Califórnia, Berkeley, me contou. Algumas estrelas atingem o pico na radiação ultravioleta – essas criaturas provavelmente evoluirão para ter sensores ultravioleta, diz ele.

Lasers em comprimentos de onda visíveis e infravermelhos são bons para comunicação ponto a ponto – planeta a planeta, nave espacial a planeta ou civilização a civilização, diz Werthimer. Mas se os ETs sabem sobre os terráqueos e desejam nos enviar uma mensagem, eles podem apontar um laser em nossa direção, diz ele.

Podemos captar transmissões de rádio aleatórias de ETs?

Werthimer acha mais provável que primeiro descubramos um artefato de tecnologia alienígena, em vez de um sinal destinado a nós. Ele diz que pode ser um rádio ou uma onda eletromagnética de feixe amplo; Talvez seu próprio sistema de radar para estudar as órbitas dos asteroides em seu sistema solar; um sistema de navegação, ou talvez algum tipo de excesso de energia eletromagnética.

Werthimer também espera que civilizações aproximadamente ao nosso nível, ou milhões a bilhões de anos à nossa frente, provavelmente conheçam o espectro eletromagnético.

Será muito difícil descobrir uma civilização emergente que recentemente descobriu o espectro eletromagnético como os terrestres, diz Werthimer. É muito mais provável que fosse uma vida simples nos primeiros bilhões de anos ou na outra extremidade, onde estariam milhões ou bilhões de anos à nossa frente, diz ele.

Na verdade, Werthimer afirma que as chances de encontrarmos uma civilização emergente com mil anos de idade que recentemente aprendeu sobre ondas eletromagnéticas são pequenas.

Ele disse:

“É como jogar dardos aleatoriamente em uma linha do tempo que tem cerca de 10 bilhões de anos. Quais são as chances de que um dardo atinja no intervalo ‘emergente’ de 1000 anos, de 4,500000 a 4,500001 bilhões de anos?”

A probabilidade é de cerca de um em 10 milhões, diz Werthimer.

As ondas de rádio podem ser usadas para comunicação (com algum tipo de modulação para transmitir informações), ou para navegação, ou radar ou sistemas de imagem, ou transferência de energia, diz Werthimer. Então, um sinal de rádio de ETs pode não conter informações, diz ele.

Toda essa discussão gira em torno de algum tipo de convergência cósmica evolucionária em como as criaturas podem se desenvolver em outros planetas semelhantes à Terra. Sabemos que, pelo menos algumas vezes na Terra, órgãos sensíveis à luz evoluíram para capturar os fótons do Sol.

Mas a descoberta da porção invisível do espectro eletromagnético só aconteceu nos últimos 250 anos, se contarmos os experimentos de Ben Franklin com raios. Tudo isso exigiu um pensamento extraordinário por parte de um punhado de cientistas brilhantes que perceberam algumas peculiaridades da natureza e, de alguma forma, juntaram tudo para permitir que nós, humanos, entendêssemos a amplitude do espectro eletromagnético – desde a energia mais baixa, muito ondas de rádio de baixa frequência aos raios gama de maior energia.

No entanto, Werthimer argumenta que se Galileu, Einstein e Hertz não tivessem aparecido, os terráqueos provavelmente teriam descoberto essas coisas eventualmente. Talvez não na mesma ordem, ou na mesma proporção, talvez alguns milhares de anos antes, ou um milhão de anos depois, ele admite. Mas em escalas de tempo astronômicas, diz Werthimer, isso ainda é um piscar de olhos.

(Fonte)


De qualquer forma, para comunicação através das vastas distâncias do espaço, nem o rádio, nem a comunicação visual são adequadas. Seria necessário um tipo de comunicação instantânea, assim como moléculas que são separadas umas das outras reagem instantaneamente quando alguém ou algo interage com uma delas (emaranhamento quântico). E, se este for o caso, a transmissão nunca será capturada por nós, pois só recebe a mensagem quem possuir as moléculas do outro lado do emaranhamento; trata-se assim de uma criptografia ideal de mensagens… Capichi???

n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é produtos-OVNI-Hoje-1.jpg
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Loja-Nerd.jpg

Leitores OVNI Hoje ganham 10% de desconto em todos os produtos da Loja Nerd, inclusive nos produtos OVNI Hoje. (Use o cupom OVH10)


*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:



ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.

Plugin Kapsule Corp