web analytics
Tempo de leitura: 3 min.

OVNI que quase chocou com a Crew Dragon era satélite “fantasma”da Força Espacial

Tempo de leitura: 3 min.

Em 23 de abril de 2021, um foguete Falcon 9 carregando a nave espacial Crew Dragon, decolou do Complexo de Lançamento 39A no Centro Espacial Kennedy, na Flórida. O destino deles era a Estação Espacial Internacional (ISS), mas durante o trajeto eles tiveram um susto.

OVNI que quase chocou com a Crew Dragon era satélite "fantasma"da Força Espacial
Crew Dragon, da SpaceX, em órbita de Terra. Crédito: SpaceX/NASA

O site Futurism publicou um resumo do que aconteceu (notícia também publicada aqui no OH):

O lançamento transcorreu sem problemas – mas a tripulação de quatro pessoas teve um susto durante a rota para a Estação Espacial Internacional, quando foram notificados de uma potencial colisão com um objeto não identificado.

“A equipe NASA / SpaceX foi informada da possível conjunção pelo Comando Espacial dos EUA”, disse o porta-voz da NASA Kelly Humphries ao
Futurism. “O objeto rastreado é classificado como ‘desconhecido’.”

Não havia tempo, disse Humphries, para realizar uma manobra de evasão para sair do caminho do objeto. Em vez disso, a SpaceX aconselhou que os astronautas vestissem seus trajes pressurizados em caso de colisão.

Dias depois, o NY Post relatou que toda a provação foi um “alarme falso” (também publicado aqui no OH).

Um porta-voz do Centro Espacial Johnson da NASA disse que o aviso de uma possível colisão foi, na verdade, baseado em um ‘relatório falso’.

“Após uma análise mais aprofundada, o Controle Espacial determinou que a potencial conjunção entre a cápsula Crew-2 e o objeto era um relatório falso. Nunca houve uma ameaça de colisão com a Crew-Dragon, e os astronautas continuaram com segurança sua missão”, disse o porta-voz da NASA Kelly Humphries ao
The Post na segunda-feira.

Agora, o The Black Vault recebeu documentos internos por meio do Freedom of Information Act (FOIA) da NASA, que detalham mais sobre o “alarme falso”. Parece que toda a saga poderia ter sido totalmente evitada, já que na verdade foi culpa da Força Espacial, de acordo com documentos divulgados.

Um desses registros era um slide de PowerPoint “somente para uso interno”:

OVNI que quase chocou com a Crew Dragon era satélite "fantasma"da Força Espacial
18:30 Descobrimos que este objeto era um “satélite de analista”. Este não é um objeto real mas um objeto fantasma que é colocado no sistema pela força espacial para seus propósitos internos. Não deveria ter sido entregue para a NASA como sendo uma conjunção…

O The Black Vault também recebeu uma série de comunicações internas sobre o voo e o “encontro” com o objeto desconhecido.

Um dos e-mails, escrito pelo Diretor de Voo da NASA, Adi Boulos, descreveu mais detalhes:

A Força Espacial não retirou um satélite de analista falso de seu catálogo. A SpaceX entrou em ação e fez com que a tripulação vestisse roupas, não estávamos em um risco elevado de uma conjunção.

Às GMT 17:05, TOPO informou que a Endeavor tem um aviso atrasado de uma conjunção com um objeto desconhecido com um TCA às 17:45. Os relatórios iniciais indicaram uma distância de falha de 1 km. TOPO solicitou vetores de estado atualizados da SpaceX que acabou ficando fora dos vetores de estado propagados por 7km. Com a proximidade relativamente próxima do PCA, um DAM não era uma opção e a SpaceX decidiu que a tripulação usaria seus trajes enquanto esperava pelo TCA. TOPO executou os vetores de estado atualizados e relatou que a distância de falha foi de cerca de 45 km.

Depois que o TCA passou, o TOPO foi informado de que o objeto ‘desconhecido’ com o qual tínhamos um TCA era na verdade um satélite de analista que foi inserido no catálogo para fins internos da Força Espacial. Em outras palavras, esse objeto não existe. Vincent está trabalhando em gráficos DMMT potenciais para este incidente…

Todo o lote de registros liberados até agora está abaixo, no entanto, há registros adicionais sendo revisados ​​pela SpaceX para que eles tenham uma “oportunidade de fornecer sua contribuição de acordo com a Ordem Executiva 12600”, pois esses registros responsivos (um número incontável deles) podem ser proprietários. Esses serão publicados se/quando liberados. (Informações proprietárias estão isentas de acordo com a FOIA, daí a necessidade de revisão pela SpaceX.)

Outro e-mail de interesse foi escrito pelo engenheiro da NASA, Bryan Corley. Quando questionado sobre o incidente, ele faz referência a algumas coisas que acontecem na missão, algumas das quais podem não ter sido tornadas públicas.

OVNI que quase chocou com a Crew Dragon era satélite "fantasma"da Força Espacial
…é difícil acompanhar o que é de conhecimento interno e o que é inventado…

(Fonte)


Parece que sempre há uma história um pouco mais complexa por detrás das primeiras liberações de informações dessas agências. Vamos acreditar que esta seja mesma a história real sobre este evento. …Até que algo mais seja informado.

– n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.


PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:



ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.
EnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol