web analytics

OVNI em forma de “pirâmide”: desbancando o desbancador

Tempo de leitura: 3 min.

O artigo abaixo foi publicado no site TheUnidentified.net, pelo autor conhecido como Anonymous, e fala das tentativas desesperadas dos desbancadores – em especial Mick West – de desbancarem o vídeo de OVNI triangular recentemente confirmado pelo Pentágono:

OVNI em forma de "pirâmide": desbancando o desbancador
Tela capturada do vídeo de um suposto OVNI em formato de pirâmide.

Não sei o que mostra o vídeo do Corbell. Não estou preparado para afirmar de forma conclusiva que tenho dados suficientes para concluir que os objetos são ‘Pirâmides’ ou ‘Aviões’. Fazer isso neste ponto seria incrivelmente hipócrita para o processo e mostraria preconceito para uma conclusão predeterminada. O problema é que temos desmistificadores em overdrive tentando empurrar uma narrativa sem os dados holísticos que justificam o caso.

Alguns alegaram que Mick West desmascarou o recente vídeo “Pyramid“. Eu argumentaria fortemente contra isso. Em vez disso, ele exibiu o que os pesquisadores profissionais chamam de “preconceito do pesquisador”: que é uma das principais questões que uma metodologia confiável deve abordar para produzir uma conclusão aceitável.

Como um conhecido “cético” em relação aos OVNIs, foi sugerido que West tem uma longa história de tentativa de desmascarar os OVNIs com dados limitados (casos de Nimitz e Roosevelt); na verdade, ele fez carreira com isso e escreveu um livro. Este caso não foi diferente.

Alguns disseram que ele abordou o mais recente do U.S.S. Russel (2019) com a intenção de tentar provar conclusivamente (não fornecer) uma explicação desdenhosa para as chamadas “Pirâmides” que supostamente afetaram o grupo de ataque nuclear.

Sua teoria se baseava principalmente em ‘Bokeh’, um efeito de desfoque/foco da lente de uma câmera ao gravar um vídeo. Para produzir um efeito “Bokeh”, você precisa de um obturador de lente com uma forma triangular para produzir o formato que você deseja.

O objeto no vídeo de Jeremy Corbell dura 18 segundos e é de baixa qualidade para identificar o objeto. Aparentemente, um iPhone é usado para capturar o incidente (evitando fontes e pontos de conflito de classificação de métodos).

West usa vídeos impressionantes do YouTube para mostrar como os efeitos do Bokeh podem ser exibidos para objetos como estrelas e aviões. Ele mesmo usou o efeito para mostrar como um avião viajando no alto é uma conclusão concreta de que o vídeo de Corbell é um avião identificado incorretamente.

Muito impressionante, certo?

Ele certamente provou que Bokeh pode ser feito. Mas ele provou que é isso que o(s) objeto(s) é/são?

Vamos confirmar primeiro que o uso de várias explicações, como Bokeh, deve ser incentivado para fins de pesquisa. A teoria em si deve ser implementada e devemos incluir quaisquer conceitos que forneçam um entendimento apropriado sobre o que os objetos no vídeo podem ser.

O problema está em concluir com dados limitados.

Só porque você pode provar que um efeito é possível, não significa que você provou que tal efeito é a causa do vídeo original, e então, concluir abertamente que você calculou que o objeto de um vídeo de 18 segundos é incrivelmente falso.

Outras questões aparentemente não são abordadas:

– não fez uma tentativa de refutar sua própria teoria (esta é uma prática padrão em pesquisa profissional).

– não falou com o marinheiro que gravou o vídeo.

– não falou com outras pessoas a bordo que possam verificar o incidente e o vídeo.

– não obteve dados adicionais.

– não solicitou ao Governo dos Estados Unidos mais dados sobre este incidente.

– não falou sobre nós, George Knapp ou Jeremy Corbell, nem falou com os agentes do IC, que supostamente sabem o que foi dito no informe que envolveu o vídeo.

– não foi capaz de fornecer uma resposta para os slides de instruções

Então, basicamente, sabemos muito pouco neste ponto. Nem mesmo temos o registro do cara que fez o vídeo.

O outro problema com West é a manipulação de dados do que foram apresentados. Os slides do informe que Corbell apresentou ao lado do vídeo afirmam que a ‘Pirâmide’ estava a 700 pés acima do U.S.S. Russel. Como não havia som no vídeo do objeto, Mick sabia que não poderia estar a 700 pés, portanto, em sua própria pesquisa, ele mudou a altura para muito mais alta (30 mil pés), onde um avião provavelmente não poderia ser ouvido.

Como qualquer pessoa que já trabalhou em pesquisa lhe dirá, isso é desonestidade intelectual. O que piorou as coisas é que no vídeo de rede social que ele apresentou de um avião Bokeh real em alta altitude, ele negou declarar sua altura real. Pior ainda, ele removeu o áudio para que outros pesquisadores descobrissem que ele havia usado um efeito Bokeh em um avião em alta altitude e não os 700 pés confirmados nos slides do informe. Para que o Bokeh de Mick West funcione, ele precisa manipular a altura do objeto para um que se encaixe em sua teoria que ele possa concluir.

O outro problema é que para que o Bokeh seja apropriado, você precisa eliminar completamente os slides do informe e os dados confirmados para George Knapp. A única maneira de funcionar seria se alguém tivesse mentido para Knapp e Corbell, e devido aos vínculos estreitos que eles têm com pessoas associadas à UAPTF, isso se torna improvável. Outras pessoas confiáveis ​​fizeram comentários, mas não vou discutir isso aqui.

Agora, eu não estou dizendo que nada disso é possível ou impossível. Estou dizendo que de uma perspectiva imparcial e objetiva, você precisa considerar o caso de forma holística e não intervir em uma teoria que potencialmente pode não se encaixar.

O Pentágono confirmou que a UAPTF estava usando essas fotos e aquele vídeo em sua investigação. A força-tarefa UAP que investiga… UAPs/OVNIs. Será possível que eles não possam identificar um avião?

Talvez seja um avião? Talvez não seja?

Precisamos de mais dados. Precisamos do testemunho e do código aberto das pessoas por trás do vídeo. Não devemos rotular os objetos como aeronaves, drones ou pirâmides. E como eu disse esta semana, devemos parar de considerar Mick West como um pesquisador objetivo.

(Fonte)


Mick West tem uma vontade enorme de desbancar vídeos de OVNIs e, é claro, a maioria dos vídeos de OVNIs são falsos. Mas ele foca nos que estão sendo liberados pelo Pentágono, só que de forma muito tendenciosa a seu favor. E assim também o fazem muitos ovniólogos para defenderem seus pontos de vista. Em ambos extremos, falta o bom-senso.

Penso eu que o artigo acima deve servir como um guia para a análise de qualquer coisa dúbia. Muitos de nós pecamos quanto a este quesito, talvez até de forma inconsciente.

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site.

Clique aqui para apoiar através do site Apoia.se, ou use o botão abaixo:


*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:

(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.