web analytics
Tempo de leitura: 5 min.

Asteroide se aproxima da Terra – Restos de um planeta destruído pela humanidade?

Tempo de leitura: 5 min.
Asteroide se aproxima da Terra - Restos de um planeta destruído pela humanidade?
Representação artística do Cinturão de Asteroides.

Por Rev. Julian Rosser

No domingo, 21 de março, um asteroide de 900 metros de largura passará passou perto da Terra. O asteroide é considerado “potencialmente perigoso” pela NASA, mas todos os asteroides que se aproximam de 7,5 milhões de quilômetros da Terra são classificados desta forma. O mais próximo que os cientistas acreditam que ele chegará à Terra é ainda mais de cinco vezes mais distante que a Lua.

A maioria dos asteroides, meteoros e meteoritos vêm do cinturão de asteroides – mas o que é o cinturão de asterõides e de onde veio? A resposta, dada pelo Dr. George King e as inteligências extraterrestres que se comunicaram através dele, é bastante chocante.

De onde o cinturão de asteroides se origina?

Enquanto alguns cientistas sugerem que o cinturão de asteroides seja um “planeta interrompido” que nunca se formou totalmente, outros cientistas acreditam que são os restos de outro planeta, ou planetas, que existiram anteriormente. Por exemplo, um estudo de 2018 da Universidade da Flórida concluiu:

“… pelo menos 85 por cento dos 200.000 asteroides no cinturão de asteroides interno – a principal fonte dos meteoritos da Terra – se originam de cinco ou seis planetas menores antigos. Os outros 15 por cento também podem traçar suas origens ao mesmo grupo de corpos primordiais …”

Cientistas do Jet Propulsion Laboratory (JPL) do California Institute of Technology analisaram os dados da espaçonave Dawn da NASA que entrou em órbita dos dois maiores asteroides do cinturão, Ceres e Vesta. Em 2020, eles descreveram Ceres como um “mundo oceânico remanescente” e disseram que pode haver reservatórios de água salgada ainda existentes nele hoje, levando a revista National Geographic a descrever Ceres como “geologicamente vivo”. A água é, obviamente, um fator chave para sustentar a “vida como a conhecemos”.

Esses exemplos recentes mostram que a pesquisa científica está começando a se alinhar com o que o Mestre em ioga, Dr. George King, disse na década de 1950. Em seu livro publicado em 1961, “The Nine Freedoms” (“As Nove Liberdades”, em título de tradução livre), ele descreve em detalhes como costumava haver outro planeta em nosso Sistema Solar conhecido como Maldek. Este planeta tinha aproximadamente o mesmo tamanho da Terra e orbitava o Sol entre Marte e Júpiter, a mesma posição que o cinturão de asteroides ocupa agora.

Como um planeta se transformou em milhões de asteroides?

O Dr. George King recebeu muitas mensagens de inteligências cósmicas – seres extraterrestres avançados de outros mundos – ao longo de sua vida.

Para entender a origem do cinturão de asteroides, precisamos nos voltar para um ser cósmico que falou através do Dr. King conhecido como Mars Sector 6.

Em 1957, o Mars Sector 6 deu uma mensagem pedindo que as pessoas se levantassem e se manifestassem contra os testes da bomba atômica que os governos americano, soviético e britânico estavam realizando na época.

A razão pela qual esses seres cósmicos estavam preocupados era que a raça humana tinha uma história de experimentos com bombas atômicas muito antes dos eventos do século XX.

Antes de nossa civilização na Terra, a raça humana vivia em outro planeta, Maldek.

Aqui está um trecho da mensagem do Mars Sector 6 em que ele aborda o destino do planeta Maldek:

“Imagine o cinturão de asteroides. Milhares de pedaços de rocha fria girando pelo espaço; girando no espaço, sem vida, sem atmosfera, um mundo quebrado onde, alguns milhares de anos atrás, floresceu um planeta verde. Lá floresceu um planeta repleto de vida. Vida que tinha gostos e desgostos, esperanças e ambições. Vida que sonhava com um futuro melhor. Vida que se procriou a si mesma. Vida que conheceu felicidade e tristeza. Macho e fêmea se uniram e trabalharam como um. Então, disso vieram os mais jovens. Até que uns poucos ficaram insatisfeitos com seus conhecimentos e começaram a explorar os campos da ciência que não estavam totalmente preparados para investigar. Uma grande arma foi feita para a paz. Esta arma, feita para a paz, acabou destruindo toda a vida no planeta. Algumas de suas obras sagradas referem-se a este planeta como – Maldek.

UMA ARMA FEITA PARA A PAZ! Alguns de vocês na Terra são as correntes de vida reencarnadas das pessoas que pereceram em Maldek. Alguns dos Escuros (de alma escura) entre vocês são aqueles que destruíram Maldek. Parece que nem mesmo o tempo ensinou tanto a eles.”

Como a Mãe Terra, Maldek era um ser vivo, não apenas um pedaço de rocha, mas uma inteligência cósmica avançada. Assim, além de destruir nossa própria civilização em Maldek, a raça humana assassinou uma entidade viva – o próprio planeta. O cinturão de asteroides agora é tudo o que resta de Maldek.

Este não foi o único exemplo disso em nossa história. Repetimos o erro de Maldek quando destruímos as antigas civilizações da Lemúria e Atlântida por meio da experimentação atômica, embora, felizmente, não tenhamos conseguido destruir um planeta inteiro nessas ocasiões.

A ameaça nuclear ainda é real hoje

Esta semana Semana passada, o The Guardian relatou um documento vazado que mostra que o governo do Reino Unido está encerrando 30 anos de desarmamento nuclear gradual. Mesmo no ano passado, eles ainda estavam adotando sua política de reduzir gradualmente o número de armas que possuem. Mas o documento que vazou mostra que eles pretendem aumentar o limite de seu estoque de ogivas nucleares Trident em mais de 40%.

Este é um retrocesso e um movimento preocupante, mas, mesmo com esse aumento, o estoque do Reino Unido ainda é diminuído pelo vasto estoque de armas pertencentes aos EUA e à Rússia. Mesmo assim, cada uma das ogivas do Reino Unido ainda existentes é mais poderosa do que as bombas usadas em Hiroshima e Nagasaki juntas.

Um estranho apelo pela paz

Um dos temas principais das muitas mensagens dos seres cósmicos em contato com o Dr. King na década de 1950 foi a necessidade de cessarmos a experimentação atômica. Essas mensagens incluíam apelos específicos ao governo britânico para cessar os testes da bomba atômica na Ilha Christmas. Esses apelos foram impressos e enviados ao primeiro-ministro britânico e aos membros do parlamento da época, mas os testes continuaram.

Em 1956, o Mestre Aetherius, uma inteligência cósmica vivendo nos níveis mais elevados de vibração de Vênus, falou através da mediunidade iogue do Dr. George King e fez o seguinte apelo:

“Seus líderes militares nunca melhoraram o mundo; seus conquistadores ou ditadores nunca melhoraram o mundo. As únicas melhorias – se você pode chamá-las assim – que foram feitas na Terra [ou seja, planeta Terra], especialmente recentemente, tem sido feito pelo indivíduo que trabalha coletivamente para o bem de seu irmão. Todos os seus Mestres lhe disseram que é importante – é a coisa mais importante – amar o próximo como a si mesmo. Não é certo odiar a si mesmo; nem é certo odiar o seu próximo, pois virtualmente quando você odeia a si mesmo, você odeia o seu Criador, pois você é uma parte desse Criador, bem como uma parte de Sua Criação. E seu vizinho também.

Há muitas pessoas na Terra – eu os ouvi – que dizem: ‘Eu odeio fulano de tal’ e ‘Eu odeio tal e tal coisa’. O que eles estão fazendo? Eles estão odiando a Deus.

Claro que eles estão. Nunca use essa palavra. É uma palavra suja e seu significado é sombrio, de fato.

Olhe para Hiroshima e Nagasaki e verá o que é o ódio. Terrível! Não deixe isso acontecer novamente, pois se isso acontecer, as linhas de falha existentes dentro da tela de sua frágil pequena Terra se abrirão e, de fato, uma grande calamidade se abaterá sobre vocês.

Não vale a pena trabalhar pela paz do mundo? Certamente vale a pena todos os seus esforços.

Descubra mais

A história completa de Maldek, Lemúria e Atlântida pode ser encontrada no livro do Dr. King, The Nine Liberties (As Nove Liberdades)

Leia um trecho adaptado da história (em inglês)…

Sobre o autor

O Rev. Julian Rosser é Ministro e membro da equipe em tempo integral da Sede Europeia da Sociedade Aetherius em Londres. Ele apresentou o podcast Mystic FM.

(Fonte)

Colaboração: Isabel Fernandes (aetherius.org)


Devo deixar claro que não sou afiliado à organização Aetherius, e este artigo é publicado aqui como parte da missão do OVNI Hoje. E embora essa missão pareça muito abrangente, como podemos encontrar a verdade sem termos acesso a todos os ângulos de informações? Só assim teremos subsídios para analisarmos e chegarmos às nossas próprias conclusões.

Quanto ao que é apresentado no artigo acima, pessoalmente acredito mesmo que o Cinturão de Asteroides é composto de fragmentos de uma planeta que exista anteriormente entre as órbitas de Marte e Júpiter. Sua localização é consistente com a região onde outro planeta deveria existir em nosso sistema solar.

Quanto a comunicação do Dr. George King com supostas inteligências extraterrestres, quem aqui pode provar categoricamente que não foram reais? Só porque dentro da “sua realidade” isto nunca ocorreu, não significa que não exista. Um artigo interessante intitulado “Dois fatores ligados à experiência de fenômenos sobrenaturais em todas as culturas e religiões” será publicado aqui no OVNI Hoje logo após a meia-noite de hoje, o qual mostra a visão científica sobre eventos similares.

E lembre-se, embora somente aquilo que está imediatamente à nossa frente pareça refletir tudo que é a realidade, há muito mais do que isto oculto de nossos olhos. Disso eu tenho certeza.

n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é produtos-OVNI-Hoje-1.jpg
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Loja-Nerd.jpg

Leitores OVNI Hoje ganham 10% de desconto em todos os produtos da Loja Nerd, inclusive nos produtos OVNI Hoje. (Use o cupom OVH10)


*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:



ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.

Plugin Kapsule Corp