No ar, na água, dividindo-se em dois – investigação científica do OVNI em Aguadilla

Compartilhe esta informação com a galáxia!
Tempo de leitura: 3 min.
No ar, na água, dividindo-se em dois - investigação científica do OVNI em Aguadilla
OVNI filmado em Aguadilla, Porto Rico. Fonte: vídeo militar.


Por George Knapp e Duncan Phenix

Que tipo de aeronave pode viajar, não apenas pela atmosfera, mas também pela água em altas velocidades? Cientistas que analisaram imagens térmicas de um objeto voador gravadas em Porto Rico estão tentando descobrir o que poderia ter feito isso.

Uma equipe de analistas trabalhando com a SCU, a Coalizão Científica para Estudos de UAPs/OVNIs, um grupo privado de cientistas, analistas militares e investigadores, produziu um relatório analisando o incidente.

Trata-se de uma revisão abrangente de dados térmicos, visuais e de sensores relacionados a uma série incomum de eventos dentro e ao redor do aeroporto de Aguadilla, Porto Rico, em abril de 2013.

Rich Hoffman, um dos cofundadores da SCU, analista de sistemas com 26 anos do Exército dos EUA, diz que as informações do caso e as imagens térmicas se originaram com um piloto que trabalha para o departamento de segurança interna.

Quando o Mystery Wire perguntou a Hoffman em uma entrevista recente sobre o vídeo, Hoffman disse:

“Eles tentaram passá-lo para a segurança interna, enquanto a Segurança Interna disse ‘bem, não investigamos essas coisas, você sabe, você passa adiante’. Eles também tentaram subir para a inteligência da Força Aérea e inteligência da Força Aérea.”

A pesquisa mostrou que foi dito aos pilotos que essas agências não fazem mais nada relacionado aos OVNIs.

Hoffman disse:

“Eles (os pilotos) queriam que (o vídeo) fosse cientificamente analisado, não relacionado a OVNIs, porque, novamente, o estigma que acompanha os OVNIs. Então juntamos a equipe. E nós apenas nos reunimos e dissemos, bem, nós vamos, você sabe, o que você quer que façamos? Assine um NDA (acordo de não divulgação). E sim, e a propósito, eles verificaram nossos antecedentes para ver se realmente poderíamos entrar e trabalhar nisso muito bem. E nós passamos nisso. E basicamente honramos o fato de que não vamos falar sobre o nome da testemunha. E não vamos dar isso, mas queríamos fazer isso cientificamente.”

A SCU passou dois anos analisando 7.027 quadros gravados no vídeo de três minutos e 54 segundos.

Desde que a SCU publicou seu relatório pela primeira vez em 2015, teorias alternativas foram propostas. Desmascaradores de OVNIs alegam que o objeto era uma lanterna chinesa enviada por um hotel próximo. Duas outras análises mais detalhadas, propõem que um balão de Mylar poderia explicar parte do que é visto nas imagens térmicas.

Hoffman e seus colegas publicaram respostas detalhadas aos críticos, argumentando que qualquer contra teoria deve explicar a sequência completa de eventos, não apenas pedaços e partes.

Enquanto conversava com Mystery Wire, Hoffman comparou o OVNI de Aguadilla ao famoso incidente do OVNI tic tac, um encontro de 2004 na costa do sul da Califórnia envolvendo o grupo de transportadores USS Nimitz.

O Mystery Wire pediu a Hoffman sua conclusão sobre sua pesquisa, à qual ele respondeu:

“Bem, o que voa assim, o que se divide em dois, que tem essa temperatura de cor ou essa faixa de temperatura da qual estamos falando? Obviamente, nós olhamos para isso e tem um pedaço no começo, parece uma flor caindo, mas você não sabe. E é assim que vemos na gama visual. E a faixa térmica pode ser completamente diferente. Pode ser a mudança de temperatura. Parecia que tinha algum tipo de indicação de um sistema de propulsão? Porque adivinhe, a velocidade do vento na altitude em que essa coisa estava em todos os lugares de 15 a 18 milhas por hora (24 a 28 km/h) vindo do norte, leste ao sudoeste. E este objeto estava se movendo contra o vento.

Ok, bem, procurando novamente por propulsão, não vi nenhum sistema de propulsão. E então dissemos, ‘poderia ser um balão?’ E como é esse balão na [visão] térmica? Na verdade, temos um amigo nosso, falamos com Dave Walsh, que era técnico de FLIR e tinha até a câmera Wescam. E ele saiu e literalmente tirou fotos de um balão, um tipo de balão de Mylar, e sua aparência em apenas quatro milhas por hora quando, e ele tinha uma amarração, e essa coisa estava indo como louca em todas as direções. E a leitura térmica não estava lá.

E por falar nisso, você já ouviu falar de um balão se partindo? Bem, você sabe, você sabe onde estou indo, certo? Então dissemos, bem, poderia ser um pássaro? Você sabe, bem, vamos ver. Temos fotos de pássaros na térmica também bem feitas, sabe. Então você continua indo para baixo na lista de todas as coisas que poderiam ser. E uma coisa é que, você sabe, quantas coisas se dividem em duas partes idênticas?”

Abaixo você verá a conclusão oficial escrita no relatório:

O Objeto testemunhado pelo CBP e a equipe da torre e registrado no sistema de imagem térmica da aeronave CBP DHC-8 é de origem desconhecida. Não há explicação para um objeto capaz de viajar sob a água a 90 milhas por hora (144 km/h) com impacto mínimo ao entrar na água, através do ar a 120 milhas por hora (190 km/h) em baixa altitude através de uma área residencial e sem luzes de navegação, e finalmente ser capaz de se dividir em dois objetos separados. Nenhum pássaro, nenhum balão, nenhuma aeronave e nenhum drone conhecido têm essa capacidade.

(Fonte)


O relatório completo (em inglês) sobre o OVNI de Aguadilla pode ser lido clicando aqui.

O vídeo deste evento pode ser assistido abaixo:

Um artigo completo descrevendo como o OVNI de Aguadilla se comportou pode ser lido abaixo:

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe esta informação com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site.

Clique aqui para apoiar através do site Apoia.se, ou use o botão abaixo:


*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:

(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.