web analytics
Tempo de leitura: 4 min.

A relação entre avistamentos de OVNIs e o catolicismo

Tempo de leitura: 4 min.
A relação entre avistamentos de OVNIs e o catolicismo

Em 16 de dezembro de 2017, relatórios foram divulgados pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos de um possível avistamento de OVNIs 13 anos antes. Em meados de novembro de 2004, dois pilotos de caça estadunidenses avistaram e filmaram um objeto voador não identificado ao largo da costa de San Diego.

O objeto que viram tinha cerca de 12 metros de comprimento e parecia um Tic-Tac gigante. De repente, ele apareceu a 80.000 pés, então desceu até o oceano e pairou a 20.000 pés, antes de sair do alcance do radar.

Não há explicação para o que esses dois pilotos de caça viram e filmaram. Mas a Igreja tem muito a dizer, teologicamente, sobre a possibilidade de viver no espaço.

O padre Terry Ehrman, vice-diretor do Centro de Teologia, Ciência e Desenvolvimento Humano da Universidade de Notre Dame, disse:

“Não há educação formal. Mas tem havido especulação dentro da Igreja desde a Idade Média. No século XV, as pessoas começaram a se perguntar se havia uma pluralidade de mundos.”

Desde 1582, o Vaticano possui – com certa continuidade – um observatório astronômico. Sobre o tema da vida extraterrestre, organizou conferências sobre o tema em 2009, 2011 e 2014.

O Papa Francisco disse durante uma missa matinal em maio de 2014:

“Se uma expedição de marcianos chegar e alguns deles vierem até nós e um deles disser: ‘Eu quero ser batizado.!’ O que aconteceria? “

Embora esses hipotéticos seres fossem “homens verdes, de narizes compridos e orelhas grandes, como desenham as crianças … quem somos nós para fechar as portas?

As questões teológicas que surgem sobre uma possível vida extraterrestre são numerosas: se há vida em outros planetas, é vida inteligente? Se os homens e mulheres foram criados à imagem e semelhança de Deus, o que é a imagem de Deus? A vida inteligente em outros planetas também é a imagem de Deus?

O Padre Ehrman disse:

“Mas a verdadeira questão é [sobre] a redenção: o que fazemos com o pecado? Os alienígenas pecarm? Ou eles ainda seriam bons? Não podemos presumir que, só porque pecamos, toda vida inteligente o faria. Os alienígenas caíram? O pecado é intrínseco à vida inteligente? O pecado original está reservado para os terrestres ou também para os extraterrestres?”

Finalmente, os teólogos questionam se a encarnação de Jesus foi feita para os humanos ou para a vida em todo o universo – incluindo os alienígenas. Haveria várias encarnações?

O Padre Ehrman observou:

“As escrituras foram escritas como se fôssemos a única espécie. São perguntas para as quais não temos respostas. Mas é bom pensar: Qual é a minha relação com Deus? O que isso tem a ver comigo?”

Fatos científicos

A questão da vida em outros planetas levanta fatos científicos sólidos: a chance de vida em outro planeta é extremamente baixa.

Segundo Angelo Stagnaro, jornalista católico formado em antropologia biológica, a existência de vida em outro planeta é praticamente impossível.

“Agora não me entenda mal. A Igreja ficaria feliz em ter uma vida extraterrestre. E nunca podemos limitar o poder de Deus. Eu seria o primeiro impulsionador da vida extraterrestre. Eu amo Star Trek, mas quando você examina os números, não consegue.”

Os cientistas sabem que para a vida aparecer na Terra, muitas condições tiveram que existir em uma ordem precisa e muito cronometrada. Se algum desses fatores não tivesse acontecido, a vida não poderia ter acontecido.

O padre Robert Spitzer, um jesuíta que foi reitor da Universidade Gonzaga e fundou o Magis Center, disse:

“Para que a vida aconteça, um planeta deve estar na chamada ‘zona cachinhos de ouro’. Não pode estar muito perto do Sol ou vai queimar, ou muito longe porque vai estar muito frio. Deve ser um planeta rochoso, não um planeta gasoso. Deve ter um núcleo magnético, como a Terra, para criar uma magnetosfera que protege o planeta dos raios ultravioleta do Sol.”

Stagnaro escreveu sobre o que ele chama de “Equação Shem”, a respeito de 76 fatores que devem ocorrer para que a vida ocorra em um planeta. As chances de esses eventos acontecerem são, de acordo com Stagnaro, “astronomicamente impossíveis e intelectualmente insustentáveis”.

A descoberta de milhares de exoplanetas nos últimos dois anos, é claro, reavivou a questão da vida no espaço.

O Padre Spitzer disse:

“Alguns dizem que pode haver 1 trilhão de exoplanetas. Eu prefiro o número menor de 100 bilhões de exoplanetas. Cada um desses planetas pode ter uma vida bacteriana. Mas ainda não podemos explicar como a transição é feita da não-vida para a vida em qualquer planeta, dos aminoácidos para a vida celular.”

A Terra se formou há cerca de 4,5 bilhões de anos, com a vida bacteriana surgindo de 3,8 a 3,9 bilhões de anos atrás.

O Padre Spitzer disse:

“Mas ninguém sabe como a vida começou na Terra.”

Alienígenas com almas

Teólogos católicos não estão apenas interessados ​​na questão da vida inteligente surgindo em outros planetas, mas se esses seres inteligentes têm alma. Alguns, como o padre Spitzer, argumentam que a inteligência superior é, na verdade, um sinal de uma alma.

Ele disse:

“Se há outra vida inteligente no universo que pode fazer as coisas que fazemos, eles deveriam ter uma alma transfísica.”

O padre Spitzer afirma que, cerca de 70.000 anos atrás, os seres humanos de repente deram grandes avanços na civilização: eles começaram a enterrar seus mortos, fazendo matemática e pintando em cavernas:

“Antes disso, 300.000 a 75.000 anos atrás, nossos ancestrais comiam principalmente bananas e quebravam pedras. Mas de repente eles se tornaram civilizados. Meu pensamento é o seguinte: 70.000 anos atrás, nossos ancestrais tinham almas…”

Ele explica que pensadores renomados como o cientista vencedor do Prêmio Nobel, Sir John Eccles, o estudioso de Rhodes e cientista cognitivo, David Chalmers, e o lógico Kurt Godel acreditavam que as ideias conceituais que os seres humanos têm não podem ser explicadas apenas por processos físicos e que a consciência não pode ser reduzida para somente o cérebro.

O Padre Spitzer disse:

“Temos uma alma transfísica. Isso nos permite fazer matemática sem algoritmos. Temos intuições matemáticas sem regras. Temos ideias conceituais que não são experimentadas no mundo exterior.”

Se os alienígenas existissem e pudessem vir aqui, de acordo com o Padre Spitzer, esse tipo de inteligência superior só poderia ocorrer porque esses alienígenas estavam enraizados.

Ele disse:

“Eles conhecem religião. Eles teriam uma sensação de infinito. Tínhamos que encontrá-los, catequizá-los, falar-lhes de Jesus e batizá-los.”

(Fonte)


Alguém que fala sobre a existência ou não de vida extraterrestre, mas está comprometido por dogmas, não pode ser uma fonte confiável para opinar a respeito do que estaria acontecendo lá fora no Universo.

Respeito muito a crença de cada um, mas se você perguntar a autoridades de diferentes religiões, todos eles terão “absoluta certeza” de que aquilo que acreditam é que é a verdade. Então, em quem repousa a verdade se todos são tão convictos daquilo que acreditam?

Não opino nada quando se trata de dizer como é a vida extraterrestre, além de que PODE – repito PODE – ser tão diversificada quanto o número de estrelas no Universo. Mas a minha opinião, embora não passe disso, é tão boa quanto a dos maiores especialistas em cosmologia, porque, na verdade, ninguém realmente sabe nada – absolutamente NADA – do que pode existir lá fora.

Deixo aqui também mais algumas contestações: dizer que “quando você examina os números, não consegue” enxergar a possibilidade de vida extraterrestre é algo muito obtuso. Angelo Stagnaro deveria recomeçar com a contagem, mas desta vez com uma mente zerada, não tendenciosa.

Também, declarar que “tínhamos que… catequizá-los, etc.”, como Spizer declarou, é algo oriundo uma mentalidade extremamente arrogante e antropocentrista. Quem pode afirmar que aquilo que se prega em qualquer religião hoje neste planeta é aplicável a outros seres inteligentes lá fora? E vou mais além: será que não foram alguns desses seres – mesmo que possam ter sido enviados pelo Criador Supremo – que implantaram tais religiões aqui na Terra?

Alguém aqui pode, de forma incontestável, provar contra ou a favor do que escrevi acima, ou do que foi declarado no artigo?

Se você acha que pode, a área de comentários mais abaixo está disponível para sua educada opinião, seja ela qual for.

n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é produtos-OVNI-Hoje-1.jpg
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Loja-Nerd.jpg

Leitores OVNI Hoje ganham 10% de desconto em todos os produtos da Loja Nerd, inclusive nos produtos OVNI Hoje. (Use o cupom OVH10)


*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:



ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.

Plugin Kapsule Corp