web analytics

Há muitos mistérios no deserto do Saara, mas expedições arqueológicas são proibidas

Tempo de leitura: 2 min.
“Olho do Saara”. Crédito: Internet

Ao longo da história deste deserto africano, dezenas de milhares de pessoas desapareceram nas suas proximidades, e isto apenas de acordo com dados oficiais. A areia é muito mais destrutiva do que o malfadado Triângulo das Bermudas. Isso é compreensível, cinco mil quilômetros de areia.

Os cientistas sabem com certeza que há milhões de anos havia rios, lagos, jardins floridos e, muito provavelmente, até um oceano no deserto, uma vez que numerosos fósseis de baleias foram encontrados nas areias.

Ruínas de cidades, canais subterrâneos, pelos quais a água antes corria, foram descobertos. Em uma das cavernas do Saara, desenhos e hieróglifos antigos foram encontrados, retratando criaturas humanoides, ao redor das quais havia vegetação e água. Existem muitas montanhas no deserto, onde as pessoas nunca estiveram.

Talvez o lugar mais misterioso do Saara seja um terreno rochoso com terra derretida e vestígios de radiação. Neste lugar, de acordo com os cientistas, uma explosão de poder incrível trovejou. Existe uma teoria de que tudo isso se deve à queda de um meteorito.

Isso é confirmado pelos elementos químicos que os cientistas encontram no vidro e no ferro. Esses elementos são de origem sobrenatural e, muito provavelmente, vieram até nós com um meteoro. Além disso, a própria cratera está escondida em algum lugar sob a areia e ainda não foi encontrada.

Se você olhar para o deserto do espaço, então a primeira coisa que pode ser vista são os anéis, chamados olhos do Saara, com um diâmetro de mais de cinquenta quilômetros. Existem rochas perto dos anéis que não são encontradas em nenhum outro lugar da Terra. As próprias pedras são provavelmente lava solidificada.

Mas todos esses segredos e enigmas não são estudados em detalhes, já que expedições arqueológicas e científicas são oficialmente proibidas no território do Saara, por questões de segurança. No território do deserto ocorrem conflitos armados constantemente, o que representa um grande risco para os cientistas. Isso é o que dizem as fontes oficiais.

O deserto pode ser facilmente estudado do espaço, por analogia com, por exemplo, Marte, onde na faixa do infravermelho, com a ajuda de satélites e telescópios em órbita, é possível reconhecer artefatos, bem como fazer novas descobertas. Infelizmente, isso não acontece.

O deserto do Saara, junto com os oceanos da Terra, continua sendo o menos estudado.

(Fonte)


Já imaginou ser possível que a chave da origem humana possa estar enterrada sob a areia do deserto do Saara?

Há um Livro que todos conhecem, o qual relata que “depois de expulsar o homem, ‘Ele’ colocou a leste do jardim do Éden querubins e uma espada flamejante que se movi­a, guar­dando o caminho para a árvore da vida”.

E se esses querubins que guardam tal caminho forem “grãos areia”? Bem, este é somente um devaneio de minha parte, sem qualquer comprovação e nem sequer pesquisa. Mas uma coisa é certa: embaixo das areias do Saara há muitas coisas que surpreenderão a humanidade se um dia forem descobertas.

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:



ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.
EnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol