web analytics

Ex-diretor da CIA diz que devemos ter a mente aberta sobre os OVNIs

Tempo de leitura: 3 min.
Ex-diretor da CIA diz que devemos ter a mente aberta sobre os OVNIs
John Owen Brennan foi diretor da CIA de 2013 a 2017. (Foto: Carolyn Kaster / AP)

John Brennan, o ex-diretor da Agência Central de Inteligência (CIA), apareceu no podcast de Tyler Cowen na quarta-feira (16) para discutir, em parte, sua visão pessoal sobre fenômeno OVNI e o que ele acredita que esses objetos anômalos possam ser.

Embora não tenha fornecido uma resposta definitiva, ele deixou em aberto a possibilidade de que esses objetos aéreos não sejam deste planeta.

Brennan foi Diretor da CIA entre março de 2013 e janeiro de 2017. Ele passou o início de sua carreira dentro da CIA envolvido na Diretoria de Inteligência (DI) – o braço analítico da agência – antes de executar análises de terrorismo no Centro de Contraterrorismo do Diretor da Ingeligência Central no início dos anos 90. Ele continuou subindo na hierarquia da agência, liderando o esforço que acabou levando à formação do Centro Nacional de Contraterrorismo e acabou se tornando o diretor interino antes de se aposentar da agência em 2005.

O ex-presidente Barack Obama abordou Brennan em 2008 sobre a possibilidade de se tornar o diretor da CIA. Em vez disso, Brennan ajudou Obama nos esforços de segurança interna e contraterrorismo pelos próximos quatro anos. Em 2013, Obama nomearia Brennan para suceder David Petraeus no cargo de diretor.

Análise

Quando questionado sobre como ele abordaria decifrar a causa e o significado por trás de alguns vídeos de OVNIs recentemente capturados por pilotos da Marinha, Brennan afirmou que esses vídeos eram realmente “de levantar as sobrancelhas” e que a melhor maneira de navegar nessas águas incertas seria “garantir que você tem o máximo de dados possível em termos de recursos visuais e também diferentes tipos de coleção talvez técnica de sensores que você tem no momento.”

Brennan disse que é fundamental investigar se várias condições meteorológicas podem causar esses fenômenos ou se qualquer outro fenômeno terrestre pode ajudar a explicar o que está sendo visto nos céus.

Os vídeos referenciados agora são conhecidos como “FLIR1“, “Gimbal” e “GoFast“, que foram liberados para o The New York Times e a To the Stars Academy of Arts & Sciences (TTSA) de Tom DeLonge em 2017.

Um dos principais participantes do lançamento dos vídeos foi do ex-diretor da Equipe de Gerenciamento de Projetos Especiais do Subsecretário de Defesa para Inteligência, Luis Elizondo. Antes de demitir-se do Pentágono em 2017, Elizondo silenciosamente dirigiu um programa de investigação de avistamentos de OVNIs por membros das Forças Armadas dos EUA, denominado Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais ou AATIP. Desde sua renúncia, Elizondo tem sido um dos principais defensores de mais investigações sobre os OVNIs, dizendo que há “evidências muito convincentes de que podemos não estar sozinhos”.

Em agosto, o Departamento de Defesa anunciou formalmente que uma força-tarefa dirigida pelo Escritório de Inteligência Naval estava investigando os eventos UAP (OVNIs).

Cowen acompanhou os comentários de Brennan sobre os vídeos dos pilotos da Marinha, perguntando diretamente:

“Qual você acha que é a hipótese mais provável [para explicar os avistamentos de OVNIs]?”

Brennan respondeu que não sabia, acrescentando:

“Acho que é um pouco presunçoso e arrogante acreditar que não existe outra forma de vida em qualquer lugar do universo. O que pode ser está sujeito a muitas visões diferentes.”

Brennan continuou:

“Mas acho que alguns dos fenômenos que veremos continuam sem explicação e podem, na verdade, ser algum tipo de fenômeno que é o resultado de algo que ainda não entendemos e que pode envolver algum tipo de atividade que alguns podem dizer que constitui uma forma diferente de vida.”

O apelo de Brennan ao seu autodescrito agnosticismo o impede de ser capaz de dizer, definitivamente, que esses avistamentos anômalos são de outro mundo ou não. Ele observou que é importante continuar “descontando certos tipos de possibilidades” em um esforço para identificar e autenticar esses avistamentos aéreos.

Perspectiva

A abordagem de mente aberta de Brennan coincide com as informações relatadas recentemente pelo The Debrief. A Força Tarefa que estuda os OVNIs (de sigla em inglês, UAPTF) emitiu uma série de avaliações de inteligência, e líderes militares e políticos de alto escalão foram informados sobre os OVNIs. De acordo com fontes, a distribuição de relatórios de inteligência sobre OVNIs foi generalizada em toda a Comunidade de Inteligência, incluindo a agência anteriormente chefiada por Brennan, a CIA.

Os dados sugerem que muitos outros dentro da Comunidade de Inteligência (IC) se sentem da mesma forma. A evidência de tal interesse por OVNIs nos escalões superiores do governo é definida pela existência de projetos históricos desenvolvidos para rastrear esses avistamentos estranhos, como o Projeto Blue Book, AATIP e agora a UAPTF.

Embora haja evidências de vídeo substanciais e testemunhos de pilotos para sugerir que os objetos atravessando os céus ainda não foram explicados, Brennan parece sugerir que mais dados e corroboração são essenciais para resolver o mistério de quase 70 anos dos OVNIs.

(Fonte)

Colaboração: Marcelino


Cortesia do canal João Marcelo, aqui está o trecho legendado em português da entrevista de John O. Brennan, onde ele fala sobre os OVNIs:

– n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.


Meus sinceros agradecimentos aos que doaram ao OH neste mês de maio:

  • Boris G. K.
  • Ricardo C. A.
  • Eduardo S. S.
  • Egidia L.
  • Joaquim F. P. C.
  • Helio S Jr.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

*Agora você também pode apoiar o OVNI Hoje através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:



ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.
EnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol