Relatos totalmente bizarros de programas híbridos alienígenas secretos

Tempo de leitura: 4 min.
Relatos totalmente bizarros de programas híbridos alienígenas secretos

No mundo dos alienígenas e OVNIs, tem havido algumas ideias e teorias muito bizarras e às vezes completamente malucas. Muitas dessas coisas desafiam os limites do que sabemos e de fato estendem a credibilidade ao máximo, e alguns desses cantos do campo são muito mais estranhos do que outros.

Uma ideia que é falada nas periferias é a de híbridos alienígenas, ou basicamente extraterrestres que misturam seu próprio DNA com o de humanos por uma infinidade de razões propostas que vão muito além dos limites do escopo deste artigo. O principal é que há uma crença mantida por um bom número de pessoas de que supostos alienígenas estão fazendo isso, e para muitos, mesmo dentro do campo da ovnilogia, tudo pode soar como sendo um absurdo.

No entanto, tem havido numerosos relatos de tais coisas acontecendo nas sombras, e talvez a mais selvagem delas sejam os relatos daqueles que afirmam ter estado realmente envolvidos em tais programas. Agarre-se a seus chapéus, porque estamos entrando no mundo estranho de pessoas que afirmam fazer parte de programas de híbridos alienígenas, ou mesmo dizem que eles próprios são híbridos.

Um dos casos mais estranhos relacionados a esses supostos programas híbridos alienígenas é a história contada por uma mulher de Apache Junction, Arizona (EUA), chamada Cynthia Crawford. Ela afirma que sempre houve algo diferente sobre ela desde o nascimento, nascida como uma irmã gêmea fraterna, mas estranhamente perdendo uma bolsa amniótica quando trazida ao mundo, algo que ela diz que os médicos não tinham registro de ter acontecido antes. Ela também tinha ossos invulgarmente porosos e, ao longo da vida, teve problemas de saúde frequentes que a irmã nunca teve. Ela também tinha vários supostos poderes psíquicos e, além disso, tinha muitos pesadelos frequentes de ser abduzida por alienígenas, que ela frequentemente suspeitava serem fragmentos de memórias reais que haviam sido suprimidas em sua mente e estavam borbulhando à superfície. Só quando estava na casa dos 30 anos ela disse que seu pai aparentemente revelaria a verdade sobre sua herança bizarra e a provável resposta por trás de seus problemas físicos e pesadelos.

Veja, de acordo com o que ela relatou, ela é o resultado de um experimento secreto e elaborado para misturar DNA humano e alienígena a fim de criar um híbrido. Na verdade, ela diz que tem dentro de si o DNA não de uma raça alienígena, mas de duas em sua composição genética. Seu pai teria dito a ela que ela havia sido criada em uma placa de Petri e colocada no útero de sua mãe, e foi por esse motivo que ela foi aparentemente abduzida durante sua infância para que estudassem seu progresso. Supostamente, ela também foi frequentemente levada pelo governo quando criança para uma instalação ultrassecreta, onde eles também faziam exames médicos e a cutucavam e examinavam.

Ela diz de tudo isso:

Eu vim de um experimento do governo. Meu pai me contou sobre isso. Ele havia operado com o governo da Coréia e feito experiências com dispositivos alienígenas encontrados em suas naves acidentadas. Minha mãe foi drogada como parte de um programa e engravidou de mim. Por esse motivo, meu DNA é apenas 34 por cento humano e tenho ossos muito porosos, que são típicos da minha família alienígena. Existem muitas raças – Zuma Zeta, Tall White Zeta e Blue Archturian. Eu amo todos eles. Eu canalizo suas energias em minhas esculturas.

De fato, Crawford se tornou conhecida por essas esculturas misteriosas, bem como por suas palestras em várias conferências de OVNIs sobre suas experiências.

De forma bastante trágica, Crawford faleceu em 2017 de um tumor no cérebro, então qualquer verdade que sua história possa sustentar foi levada para o túmulo com ela.

Falando em experimentos híbridos alienígenas secretos, outro caso semelhante que circulou foi o de Eddie Page, que nasceu como Tommy Coleman Jr. na Flórida. Ele foi adotado muito jovem e teve uma vida cheia de estranhezas. Tudo começou com inúmeros avistamentos de um OVNI em “forma de bumerangue” que ele teve na juventude, mas as coisas ficariam mais coloridas após se juntar aos fuzileiros navais dos EUA, sendo enviado para a Guerra do Vietnã em 1972 como parte do que ele chama de “grupo especial de elite de serviço secreto” em uma missão para assassinar um primeiro ministro do Vietnã.

De acordo com Page, algo deu terrivelmente errado e ele foi atacado pelo inimigo e desmaiou. Quando acordou, o que pensava ser alguns minutos depois, ele estava em um arrozal vestindo um uniforme verde novo e sem nenhuma de suas armas ou equipamentos. Enquanto ele ficava ali pensando no que tinha acontecido, ele disse que foi abordado por helicópteros militares, capturado e interrogado. Acontece que o campo de arroz estava a mais de 800 quilômetros de onde ele havia desmaiado e que 11 dias inteiros haviam se passado, tempo do qual ele não se lembrava. Os militares também o informaram que ele tinha órgãos incomuns e um tipo de sangue anômalo, e Page afirma que eles carimbaram seus registros médicos com “não de origem humana”.

Ele acabaria sendo libertado e teria permissão para voltar à vida civil normal, sem nunca saber porque acabou naquele arrozal ou o que aconteceu durante os 11 dias que faltaram.

Coisas muito estranhas, mas o caso fica ainda mais estranho.

Anos mais tarde, depois de ser constantemente assombrado por este passado, Page faria uma regressão hipnótica para tentar recuperar o que havia acontecido durante os 11 dias perdidos e descobriria que sua missão havia falhado, toda a sua unidade havia sido morta e ele havia sido abduzido por alienígenas do sistema estelar Pleiadiano, que se precipitaram para salvá-lo da morte certa.

Por que eles fizeram isso, você pergunta? Oras, porque ele fazia parte do programa híbrido, que estava sendo realizado com a cooperação do governo dos EUA. De acordo com Page, ele soube que era um dos 32 clones que fizeram parte do experimento, composto por 21 mulheres e 11 homens, dos quais apenas 8 sobreviveram até a idade adulta, sendo ele um dos últimos. Ele diz que seria constantemente assediado por agentes não identificados a partir de então e que tem a documentação médica para comprovar sua história.

Estaria ele falando a sério? Quem sabe?

Em 2016, também temos a história de um grupo de mulheres que afirmam ser mães de híbridos alienígenas gerados por meio desses programas. Bridget Nielson e Aluna Verse afirmam que foram abduzidas por alienígenas em várias ocasiões e forçadas a conceber bebês híbridos como parte de um programa ultrassecreto, com Brigette sozinha afirmando ter tido 10 filhos. As mulheres disseram que essas crianças vivem com seus pais alienígenas a bordo de enormes naves-mãe no espaço e que mantêm contato regular com eles. Elas também afirmam que existem muitas outras mulheres por aí que tiveram esses filhos e nem mesmo sabem disso, pois tudo aconteceu em uma espécie de estado de sonho.

Essas duas mulheres alegaram que os pais são da variedade reptiliana de alienígenas, e que seus filhos exibem feições reptilianas e grandes olhos negros.

Tudo bem, então. Curiosamente, tais casos bizarros foram escritos pela escritora Jujuolui Kuita, que também escreveu o livro “We Are Among You Already” (“Já Estamos Entre Vocês”), e por acaso é uma híbrida alienígena autoproclamada. A história de Kuita talvez seja ainda mais original do que a de Crawford, e ela disse a um repórter em uma conferência de OVNIs:

Meu planeta é Faqui na galáxia de Andrômeda. Desde que nasci, eu sabia que era de outro lugar. Eu me sentia isolada e diferente, que esta não era minha casa. Eu sou meio reptiliana e posso mudar de forma para outra espécie chamada Fajan. É assustador quando acontece em público. Embora outras pessoas não percebam necessariamente, porque isso acontece com uma frequência maior do que elas podem ver.

Pode ser fácil para as pessoas rirem e zombarem de tais relatos, fácil julgá-los como os contos que encontramos nos tabloides, para serem ridicularizados e evitados, e na verdade talvez eles não sejam nada mais que o produto de mentes perturbadas e a imaginação. Ainda assim, tais relatos escapam da periferia do campo dos OVNIs e têm atraído cada vez mais um número considerável de pessoas que nutrem tais pensamentos.

Será que tudo pode ser ridicularizado e deixado de lado ou há algo que possamos aprender com esses relatos, alguma luz que possa ser lançada sobre os cantos do fenômeno alienígena como um todo? Seriam eles apenas contos fantásticos e material para o ridículo ou eles contêm algo para aprendermos ou ponderarmos?

É difícil dizer, mas não importa o que alguém possa pensar pessoalmente, casos como esses surgem de vez em quando e são uma olhada no lado mais estranhos das supostas interações alienígenas com humanos, sejam reais ou imaginários.

(Fonte)


Tão difícil quanto provar que estes casos de híbridos alienígenas/humanos sejam verdadeiros é também provar que não sejam. Ficam assim registrados como sendo da área mais estranha da ovnilogia.

E você o que acha?

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site.

Clique aqui para apoiar através do site Apoia.se, ou use o botão abaixo:


*Agora você também pode doar através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:

(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.