NASA descobriu uma nova maneira de pousar com segurança na Lua e em Marte

Tempo de leitura: 2 min.
NASA descobriu uma nova maneira de pousar com segurança na Lua e em Marte
Crédito: NASA


A NASA construiu um sistema totalmente novo que pode tornar o pouso na Lua e em Marte muito menos arriscado – e já tem planos de testá-lo em uma missão futura.

O projeto Safe and Precise Landing Integrated Capabilities Evolution (SPLICE – Evolução de Capacidades Integradas de Pouso Seguro e Preciso) da agência visa melhorar a segurança de pouso combinando um conjunto de sensores a laser, uma câmera, um computador de alta velocidade e alguns algoritmos sofisticados – todos os quais seriam capazes de dispensar a necessidade de um piloto humano.

O gerente do projeto Ron Sostaric disse em um comunicado da NASA:

O que estamos construindo é um sistema completo de descida e pouso que funcionará em futuras missões Artemis à Lua e pode ser adaptado para Marte. Nosso trabalho é colocar os componentes individuais juntos e garantir que haja como um sistema funcional.

O sistema pode permitir que as sondas pousem em uma variedade muito maior de locais, inclusiver pedregulhos ou crateras próximas. Ele também pode identificar áreas-alvo seguras que têm apenas metade do tamanho de um campo de futebol.

Para colocar isso em perspectiva, a área de pouso da Apollo 11 em 1968 era de cerca de 17 por 5 quilômetros.

O SPLICE funciona primeiro comparando varreduras da superfície abaixo com um banco de dados de pontos de referência conhecidos, para descobrir onde ele está. De 5 a 6 mil metros acima da superfície, um laser de três feixes tenta identificar o local de pouso mais seguro.

A NASA espera que o sistema permita que a primeira mulher aterrisse na Lua já em 2024 como parte de seu programa Artemis.

A agência planeja primeiro testar o sistema durante um voo em um foguete Blue Origin New Shepard durante uma próxima missão. Quando essa missão está ocorrendo, ainda não está claro.

Em vez de procurar um lugar seguro para pousar na Lua durante esses testes, o SPLICE irá procurar um terreno adequado para pousar o foguete New Shepard na Terra.

A NASA ainda tem muito trabalho a fazer para concretizar seu sistema.

John Carson, gerente de integração técnica para pouso de precisão, informou:

O pouso com segurança e precisão em outro mundo ainda tem muitos desafios.

Ainda não há tecnologia comercial que você possa sair e comprar para isso. Cada missão de superfície futura poderia usar essa capacidade de pouso de precisão, então a NASA está atendendo a essa necessidade agora.

(Fonte)


Porém, a tecnologia usada para propulsão, e obviamente para pousar, ainda envolve um verdadeiro “super rojão” amarrado “no traseiro” da nave. Talvez isto já poderia ter mudado se fôssemos mais abertos à investigação com rigor científico do fenômeno OVNI.

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.