Vênus é um “planeta russo”, diz Chefe da Agência Espacial da Rússia

Tempo de leitura: 2 min.
Vênus é um "planeta russo", diz Chefe da Agência Espacial da Rússia
NASA/Victor Tangermann

O chefe da agência espacial da Rússia (Roscosmos), Dmitry Rogozin, chamou Vênus de “planeta russo” na terça-feira (15) em uma exposição da indústria que ocorre em Moscou.

O comentário incomum ocorreu após a recente descoberta de alto nível de fontes significativas de gás fosfina na atmosfera do planeta, um possível sinal de vida.

Rogozin, citado pelo The Moscow Times, referindo-se às explorações bem-sucedidas de Vênus por aquele país nos anos 60, 70 e 80, declarou:

Nosso país foi o primeiro e único a pousar com sucesso em Vênus.

A Roscosmos continuou, escrevendo em um comunicado citado pela Euronews:

A enorme lacuna entre a União Soviética e seus concorrentes na investigação de Vênus contribuiu para o fato dos Estados Unidos chamarem Vênus de planeta soviético.

O crédito da Rússia

A União Soviética lançou uma série de espaçonaves Venera para o planeta hostil, que completou uma série de estreias, incluindo a primeira órbita e pouso forçado. O Venera 7 acabou se tornando o primeiro módulo de pouso a fazer um pouso bem-sucedido em Vênus, em 1970, enviando dados de volta à Terra por 23 minutos antes de sucumbir às condições infernais do planeta.

A NASA, em contraste, nunca se concentrou na exploração de Vênus – embora tenha enviado um orbitador e uma sonda ao planeta em 1978.

Planeta Rússia

Roscosmos anunciou planos para lançar uma expedição independente a Vênus. Tal missão seguiria uma missão de colaboração já planejada com os EUA chamada Venera-D.

Mas Rogozin resistiu às recentes descobertas que sugerem que a vida possa existir na atmosfera do planeta, dizendo:

A espaçonave [russa] coletou informações sobre o planeta – é um inferno lá.

(Fonte)


Certamente, naquela época a Rússia não fez os mesmos experimentos e testes que seriam possíveis hoje, assim a resistência de Rogozin à possibilidade de vida em Vênus, mesmo sendo na alta atmosfera, não passa de um reflexo de seu orgulho ferido.

Mas embora Rogozin, como todo chefe de agência espacial “que se preze”, resiste à essa ideia, alguns cientistas russos acham que até mesmo na superfície de Vênus há vida, como pode ser visto no artigo abaixo:

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.