Fatos sobre o semideus sumério Gilgamesh

Tempo de leitura: 2 min.
Fatos sobre o semideus sumério Gilgamesh
Enkidu luta com Gilgamesh.

Gilgamesh é geralmente considerado um personagem lendário da mitologia suméria, embora muitos autores e estudiosos argumentem que ele pode, de fato, ter vivido há milhares de anos.

Ele é referido como o primeiro herói da Terra e é uma figura central na Epopéia de Gilgamesh.

Como um personagem importante que é, neste artigo exploramos alguns dos fatos mais interessantes sobre Gilgamesh, que ajudam a entender quem foi esse antigo herói e que legado ele deixou para trás.

Os fatos

De acordo com a Lista de Reis Sumérios, Gilgamesh, filho da deusa Ninsun e do Rei-Sacerdote Lugalbanda, foi rei do distrito de Kulab e quinto rei da cidade de Uruk (Erech nos textos bíblicos, atual Warqa, no Iraque) em torno do ano 2750 a.C.

Ele provavelmente governou entre 2.800 e 2.500 a.C. e foi deificado postumamente.

Gilgamesh sucedeu ao rei Lugalbanda. Ele reinou por 126 anos e deixou o trono para seu filho Ur-Nungal, que governou por 30 anos.

A Lista do Rei Sumério se estende por mais de 241.000 anos antes de uma grande inundação

Gilgamesh, que era rei de Uruk, é geralmente referido como um ser humano, mas dizem que ele era dois terços deus e um terço humano.

Acredita-se que Gilgamesh foi abençoado pelos deuses com força, coragem e beleza, e é referido como o maior e mais forte rei que já existiu.

Os primeiros pesquisadores que estudaram a língua suméria leram seu nome, erroneamente, como Izdubar.

Ele é talvez mais conhecido como o protagonista do Poema de Gilgamesh, também conhecido como a Epopéia de Gilgamesh.

A Epopéia de Gilgamesh é considerada a maior obra literária mais antiga do mundo e está incluída entre as primeiras obras literárias conhecidas no mundo.

A obra se originou como uma série de lendas e poemas sumérios em escrita cuneiforme que datam do início do terceiro ou final do segundo milênio a.C.

Os historiadores concordam que a Epopéia de Gilgamesh exerceu influência substancial tanto na Ilíada quanto na Odisséia.

A Epopéia de Gilgamesh segue o filho da deusa Nnisun, que viajou com seu amigo Enkidu, enquanto eles iniciavam uma série de missões e aventuras perigosas.

Gilgamesh, que era um rei irresistível, dormiu com mulheres recém-casadas de Uruk. Isso deixou o povo infeliz.

Por sua vez, a deusa da criação, Aruru, cria um poderoso homem selvagem chamado Enkidu, um rival em força de Gilgamesh.

Gilgamesh e Enkidu lutam uma grande batalha, onde Gilgamesh sai como o vencedor. Gilgamesh poupa a vida de Enkidu e eles se tornam amigos.

Juntos, Gilgamesh e Enkidu partem para aventuras. Eles derrotam Humbaba (o nome semítico oriental para Huwawa) e o Touro do Céu.

Na Epopéia de Gilgamesh, Enkidu morre de uma doença enviada pelos Deuses como punição.

Isso deixa Gilgamesh com medo de sua morte. Ele decide visitar o sábio Utnapishtim, que era um sobrevivente do Grande Dilúvio. Gilgamesh busca a imortalidade.

Gilgamesh não consegue encontrar o segredo da imortalidade. Ele repetidamente falha nas provas que lhe são propostas e, finalmente, retorna para casa em Uruk e percebe que a imortalidade está além de seu alcance.

Apesar de haver evidências de sua existência em obras antigas da literatura, os estudiosos não encontraram nenhuma menção contemporânea a Gilgamesh em lugar nenhum.

Gilgamesh é referido como governante pelo rei Enmebaragesi de Kish, uma figura histórica conhecida que se acredita ter vivido perto ou durante a vida de Gilgamesh.

A Inscrição de Tummal, um texto historiográfico de 34 linhas composto durante o reinado de Ishbi-Erra, atribui a Gilgamesh a construção das paredes de Uruk:

Pela segunda vez, o Tummal caiu em ruínas, Gilgamesh construiu o Numunburra da Casa de Enlil. Ur-lugal, filho de Gilgamesh, tornou o Tummal preeminente, trouxe Ninlil ao Tummal.

Há fragmentos de um texto épico encontrados em Me-Turan (moderno Tell Haddad) que indicam que, no final de sua vida, Gilgamesh foi enterrado sob o leito do rio.

(Fonte)


Muitas das coisas que são relatadas em nossos livros de história como sendo lendas, podem muito bem terem sido reais. Seria a história de Gilgamesh também verdadeira?

E se você gosta da história antiga, principalmente relacionada aos sumérios, o artigo abaixo pode ser de seu interesse:

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.