Novo propulsor pode se aproximar da velocidade da luz, diz cientista financiado pela NASA

Tempo de leitura: 3 min.
Novo propulsor pode se aproximar da velocidade da luz diz cientista financiado pela NASA

Quão longe se pode chegar em 15 minutos viajando um pouco abaixo da velocidade da luz? Sem fazer nenhuma matemática complexa, é de conhecimento comum (pelo menos era até o desligamento do coronavírus e esquecemos tudo o que aprendemos na escola) que a luz do Sol leva um pouco mais de oito minutos para chegar à Terra (distância de uma unidade astronômica), então em 15 minutos você poderia chegar a Marte e voltar, ou meio caminho para Júpiter. Quinze minutos também é a quantidade de fama Jim Woodward, professor emérito de Física Cal Fullerton, está obtendo de um artigo da Wired sobre seu propulsor MEGA (Mach-Effect Gravitational Assist) que funciona com cristais piezoelétricos vibrando em uma corrente elétrica. Woodward afirma que finalmente deu certo e está pronto para mostrar ao mundo … se ele não viajar para Alpha Centauri. Elon Musk deveria estar preocupado?

Woodward percebeu que se Einstein estivesse certo e a inércia realmente fosse a gravidade disfarçada, deveria ser possível detectar essas mudanças breves na massa de um objeto conforme sua energia flutua. Se parte de um objeto acelerasse no exato momento em que se tornasse um pouco mais pesado, puxaria o resto do objeto junto com ele. Em outras palavras, criaria empuxo sem propulsor. Woodward chamou essas mudanças temporárias na massa de “efeitos Mach” e o motor que poderia usá-las de propulsor de efeito Mach. Ao combinar centenas ou milhares desses impulsos, eles poderiam produzir impulso suficiente para enviar uma nave espacial às estrelas em menos de uma vida humana.

Em uma entrevista ricamente detalhada, a Wired cobre a vida de Jim Woodward e como ele chegou ao propulsor MEGA.

Embora muitas vezes éle tenha sido criticado por suas teorias, esta chamou a atenção da NASA o suficiente para que ele e seu parceiro Hal Fearn, um físico da California State University, recebessem uma bolsa para construir um propulsor MEGA protótipo. Os “drives” seriam pilhas de cristais piezoelétricos que geram energia quando carregados eletricamente. A carga viria de uma fonte de energia nuclear. Woodward e Fearn haviam afirmado antes que haviam construído um propulsor MEGA, mas outros não puderam duplicá-lo – um fato que Woodward acabou determinando ter sido devido a um erro que Fearn cometeu nas medições. No entanto, eles permaneceram juntos e, em junho de 2020, fizeram uma pequena alteração no suporte do propulsor do protótipo, o que o fez ganhar vida e dar uma “guinada”. Essa guinada não foi na velocidade da luz ou perto dela, mas a teoria de Woodward é que ela vai acelerar ao longo do tempo para atingir essa velocidade.

Fiquei chocado com o enorme aumento na força medida.

Hal Fearn

Fearn está declarando vitória? Infelizmente, algo mais estava acontecendo em junho de 2020 – o desligamento pelo coronavírus. Woodward é um sobrevivente de câncer de pulmão em estágio IV que vive com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) e está sendo tratado para linfoma de Hodgkin recidivante. Em outras palavras, ele não pode viajar para demonstrar o protótipo. Além disso, a maioria dos laboratórios está em operação limitada. Assim que isso mudar, ele e Fearn enviarão o dispositivo para outros físicos a fim de que seja testado. Eles sabem que será recebido com ceticismo, e isso não será ajudado pelo fato de que a frequência de vibração necessária para carregar os cristais piezoelétricos e criar o impulso varia devido ao aumento de calor. Eles estão usando o tempo extra para trabalhar com um engenheiro na construção de um amplificador que manterá um impulso sustentado.

Será que vai dar certo? Isso ainda está para ser visto. Em caso afirmativo, quando uma nave será construída para usá-lo? Quem sabe? Duas coisas são certas – Woodward está satisfeito com sua vida inteira de trabalho em propulsão avançada e seus colegas o veem como o líder em campo. Greg Meholic, um engenheiro da Aerospace Corporation que trabalha com propulsão avançada, coloca isso da melhor forma:

Há um esforço mundial em olhar para os dispositivos de Jim, porque este é realmente o único jogo na cidade neste momento. É maravilhoso ter alguém como ele na comunidade que realmente está fazendo algo para promover essas coisas, porque isso é o que é realmente crítico.

Esperemos que Jim Woodward veja sua criação em operação.

(Fonte)


Será que estamos vivendo no advento da tecnologia que nos permitirá viajar na velocidade da luz ou próximos dela? Lembremos que mesmo assim não é suficiente para chegarmos até outras estrelas em tempo que seja prático. Talvez isso deverá ser aliado à viagem através de buracos de minhoca.

Quem viver, verá!

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.