Revelações de Bob Lazar poderiam ajudar a compreendermos a estranha relação entre OVNIs e tempestades

Tempo de leitura: 2 min.
Revelações de Bob Lazar poderiam ajudar a compreendermos a estranha relação entre OVNIs e tempestades
Bob Lazar

Por PREDADOR

Bob Lazar dispensa apresentações para quem transita pela ufologia. Mas as suas revelações ainda hoje suscitam debates acirrados, opondo céticos e defensores da visitação alienígena em nosso planeta.

Uma das muitas revelações interessantes feitas por Lazar é que as naves utilizam a antimatéria como fonte de energia, como constatou ao ser lotado num setor encarregado de estudar a parte inferior das naves que estariam no Setor S4 ou, como popularmente ficou conhecido, Hangar 51.

Essa afirmação de Lazar é interessante, pois podemos conectá-la a outro aspecto intrigante e incompreendido do comportamento dos OVNIS: em inúmeros casos ao redor do mundo, naves tem sido vistas sobrevoando locais de tempestades, especialmente onde ocorrem grandes descargas elétricas (raios). Em um caso, inclusive, um disco voador foi avistado sendo atingido por raios.

Em outros casos, é muito comum em todo o mundo naves serem avistadas sobre linhas de alta tensão, onde correntes elétricas de milhares de volts circulam.

Em vista disso, há quem diga que as naves utilizariam a eletricidade como fonte de energia. Todavia, uma descoberta feita há poucos anos sugere algo diferente, embora ligado à eletricidade: os raios têm uma energia tão poderosa, que são capazes de gerar antimatéria. Essa descoberta mudou totalmente o conceito então existente de que a antimatéria somente poderia ser produzida em laboratório, mais precisamente em aceleradores de partículas superpoderosos que geram milhões de elétron-volts.

Desde seu lançamento em 2008, o satélite Fermi, da Nasa (agência espacial americana), detectou 130 flashes de raios gama, rápidas explosões que ocorrem no interior das tempestades e estão associadas aos relâmpagos. A intensa atividade elétrica gera raios gama com energia da ordem de 511 mil elétrons-volt, um indício de que um elétron encontrou e anulou sua respectiva antipartícula, o pósitron.

“Esses sinais são a primeira evidência de que as tempestades produzem feixes de partículas de antimatéria”, diz Michael Briggs, da Universidade do Alabama em Huntsville, Estados Unidos, um dos autores do estudo sobre o assunto, publicado online na revista Geophysical Research Letters.

Fonte: https://revistapesquisa.fapesp.br/tempestade-de-antimat%C3%A9ria/

A descoberta que os raios de altíssima energia podem gerar antimatéria é uma base importante para analisar o fenômeno dos OVNIS de um novo ângulo. Porque se Lazar disse que as naves alienígenas (pelo menos a que ele estudou como parte de uma equipe de cientistas) no setor S4 utilizam antimatéria como fonte de energia, isso imediatamente nos leva a uma conclusão interessante: os OVNIS podem utilizar-se da antimatéria gerada pelos raios para abastecimento ou para outro propósito ligado a sua propulsão enquanto estão no nosso planeta? Isso explicaria o porquê de tantos relatos de OVNIS em tempestades violentas envolvendo raios. E isso leva a uma outra pergunta: a altíssima energia das linhas de alta tensão também pode ser usada para gerar antimatéria, uma vez captada pelas naves? Isso explicaria a razão pela qual naves frequentemente são vistas sobrevoando essas linhas de transmissão por todos os cantos do planeta.

Em sentido inverso, se a resposta é sim, isso também é mais uma forma de corroborar, de dar credibilidade aos relatos de Bob Lazar. Uma nova forma de analisar sua história com base na casuística ufológica e mostrar que mais uma vez ele está dizendo a verdade….

Se você teve alguma experiência ufológica ou conhece um caso envolvendo um amigo, familiar ou conhecido e não quiser falar abertamente aqui nos comentários do blog, escreva para o meu e-mail: guyana.luis@hotmail.com

– PREDADOR

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site.

Clique aqui para apoiar através do site Apoia.se, ou use o botão abaixo:


*Agora você também pode doar através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:

(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.