Tempestades apocalípticas devastam cidades no sul da Ásia

Tempestades apocalípticas devastam cidades no sul da Ásia
2020: inundações de monções sem precedentes no sul da Ásia. Foto via Twitter

Sabemos que é temporada de monções! Mas 2020 está sendo uma loucura, sem precedentes … apocalíptico!

Desde o início da monção, quase 17,5 milhões de pessoas foram afetadas, milhões de deslocados e mais de 630 mortos por grandes enchentes na Índia, Bangladesh e Nepal.

As inundações das monções estão roubando as casas e meios de subsistência de milhões de pessoas, com risco crescente de surtos de doenças mais mortais.

Metade dos distritos de Bangladesh estão submersos, deixando quase 1 milhão de famílias isoladas em suas aldeias.

Feroz Salah Uddin, Secretário-Geral da Red Crescent de Bangladesh disse:

Esta é uma das maiores enchentes de monção que enfrentamos em muitos anos e a pior ainda está por vir, pois enfrentamos riscos crescentes de malária, dengue, diarreia e também o agravamento da maldita pandemia.

Inundações e deslizamentos de terra no Nepal deixaram quase 200 mortos ou desaparecidos.

Na Índia, quase 12 milhões de pessoas foram afetadas pelas enchentes, principalmente nos estados de Assam e Bihar, no norte.

Bihar

Bihar continua a ser afetada por enchentes, já que o transbordamento do rio do Nepal inundou mais áreas.

De acordo com o relatório de situação publicado pela Divisão de Gestão de Desastres do Ministério de Assuntos Internos em 4 de agosto, mais de meio milhão de pessoas foram afetadas pelas enchentes e 19 pessoas morreram.

Mil cento e dezoito aldeias foram afetadas. Um total de 440.507 pessoas foram evacuadas e 38 centros de socorro foram abertos. Os campos de refugiados estão atualmente abrigando 28.664 pessoas.

Assam

Em Assam, quase 6 milhões de pessoas em 30 distritos foram afetadas pela enchente.

Cento e sete pessoas morreram em incidentes relacionados com enchentes, enquanto outras 26 foram mortas por deslizamentos de terra.

Mais de 5.000 aldeias foram afetadas no estado e 81.696 pessoas foram evacuadas. 626 campos de refugiados foram abertos e atualmente hospedam 156.874 pessoas.

Mais de 262723 hectares de área de cultivo foram afetados.

Uttar Pradesh

Uttar Pradesh também testemunhou fortes chuvas desde o início das monções.

Mais de 500.000 pessoas de 16 distritos e 960 aldeias foram afetadas. Seis pessoas morreram desde 1º de julho.

Quinhentos e cinquenta casas foram danificadas. Novecentos e cinquenta e seis campos de refugiados foram abertos e 4.340 pessoas se abrigaram nesses campos.

Quase 38.000 hectares de área de cultivo foram danificados.

Bengala Ocidental

Em Bengala Ocidental, 233 morreram durante a atual monção e 6 ainda estão desaparecidos. A maioria dessas vidas foi perdida quando o superciclone Amphan invadiu o sul de Bengala em maio de 2020.

Neste momento, mais de 218.000 pessoas em 23 distritos e 1.868 aldeias foram afetadas. Mais de mil casas foram totalmente danificadas e mais de 10.000 casas parcialmente danificadas. 138 centros de socorro foram abertos e atualmente abrigam 13.771 pessoas.

[Para informações de como ativar a legenda em português do(s) vídeo(s) abaixo, embora ela não seja precisa e possa não funcionar em dispositivos móveis, clique aqui.
(Macete: algumas legendas são melhores acompanhadas lendo-se somente a última linha)]

Restante da índia

Além desses quatro estados, o número de mortos em Kerala, Tamil Nadu e Madhya Pradesh é de 28, 18 e 68, respectivamente. Assistência está sendo fornecida em todo o país por 10 equipes da Força Nacional de Resposta a Desastres.

Emergência de inundação no sul da Ásia

De acordo com a Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho, mais de 17,5 milhões pessoas no sul da Ásia foram afetadas por enchentes e estão sendo ameaçadas por doenças.

As enchentes da estação das monções significam que uma alta proporção da população no Sul da Ásia se torna vulnerável a doenças como dengue, malária, leptospirose e cólera.

Em 2019, 136.000 pessoas na Índia foram infectadas com dengue e muitas foram hospitalizadas.

Mas este ano, as restrições do vírus Corona têm dificultado os esforços para destruir os criadouros de mosquitos e aumentar a conscientização das comunidades sobre como prevenir a propagação de doenças como dengue e malária, antes da temporada de monções.

Portanto, a situação certamente vai piorar com o aumento de doenças virais, uma fome mortal devido à perda de safra … Mas faz parte do plano … Você sabe?

(Fonte)


Abaixo, um vídeo sobre a cidade indiana de Mumbai, que foi afeta de forma devastadora:

Colaboração: Eduardo LBM

O ano de 2020 não se cansa. A humanidade como um todo está passando por uma grande provação.

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.