Jipe-sonda Perseverance da NASA para Marte recebe fonte de energia nuclear

Tempo de leitura: 3 min.
Jipe-sonda Perseverance da NASA para Marte recebe fonte de energia nuclear
Os engenheiros observam o primeiro teste de condução do veículo espacial Mars 2020 Perseverance da NASA em uma sala limpa no Laboratório de Propulsão a Jato da NASA em Pasadena, Califórnia, em 17 de dezembro de 2019. NASA / Cal Tech Como esta imagem

O gerador de energia nuclear para o jipe-sonda Perseverance da NASA foi instalado na espaçonave no topo de um foguete Atlas 5 em Cabo Canaveral, e os gerentes da missão deram uma luz verde na quarta-feira para continuarem os preparativos para o lançamento do jipe-sonda em 30 de julho.

Tory Bruno, chefe da United Launch Alliance, responsável pelo lançamento do Perseverance no próximo dia 30 de julho, anunciou no Twitter na quarta-feira:

O #MarsPerseverance MMRTG está instalado e está indo bem. Este buggy de duna do Planeta Vermelho está abastecido e pronto para ir!

A instalação da fonte de energia do veículo espacial é um passo vital para o sucesso da Missão Marte. O sistema de energia é chamado de Gerador Termoelétrico por Radioisótopos de Missões Múltiplas (de sigla em inglês, MMRTG) e manterá os instrumentos do jipe-sonda funcionando e permitirá que ele se aqueça durante as frias noites e invernos marcianos.

Ilustração do gerador termoelétrico de radioisótopos.
NASA / RPS


De acordo com a Space.com, o MMRTG foi projetado para alimentar o veículo espacial por até 14 anos, muito além da vida útil inicial das missões da espaçonave de US $ 2,7 bilhões, de quase dois anos terrestres ou um ano marciano. Ele se baseia principalmente no sistema que alimenta o jipe-sonda Curiosity da NASA, lançado em 2011 e que percorre o Planeta Vermelho desde agosto de 2012.

Os técnicos instalaram o MMRTG de 45 kg passando pela porta de acesso na cobertura de carga útil do foguete Atlas 5 na segunda-feira (20). O gerador de energia foi montado no Perseverance através de uma abertura na parte traseira da sonda.

Dave Gruel, gerente de montagem, operações de teste e lançamento, ou ATLO, para a missão Mars 2020, disse:

Neste ponto, a sonda foi ligada e permanecerá assim o tempo todo. A equipe de operações de lançamento continuará monitorando a saúde da espaçonave para garantir que ela seja lançada – nada glamouroso, mas uma parte importante do trabalho.

Como o MMRTG trabalha para produzir eletricidade

O MMRTG trabalha convertendo o calor do decaimento natural dos materiais radioisótopos em eletricidade. O MMRTG consiste em dois elementos principais: uma fonte de calor que contém o combustível radioisótopo (principalmente plutônio-238) e termopares de estado sólido que convertem a energia térmica em decomposição do plutônio em eletricidade.

Não se preocupe, no entanto. O plutônio-238 é um isótopo especial de plutônio, sem armas, e de acordo com a NASA e o DOE, não pode explodir. O gerador realmente possui cerca 4,8 kg de combustível de dióxido de plutônio.

Então, quanta eletricidade o MMRTG produzirá e por quanto tempo? O dispositivo produzirá cerca de 110 watts de energia no início da missão do Perseverance. E como o plutônio-238 decai lentamente, com base em sua vida útil final de cerca de 17 anos, ainda estará produzindo cerca de 72 watts de energia – muito além da vida do jipe-sonda.

Embora o Perseverance seja quase um clone do Curiosity da NASA, ele possui um conjunto atualizado de instrumentos científicos, incluindo câmeras aprimoradas e uma carga útil para demonstrar a produção de oxigênio a partir de dióxido de carbono na atmosfera marciana, uma capacidade essencial para futuras expedições humanas.

(Fonte)


Uma pena não terem colocado a bordo desta sonda um teste para detecção de vida microbiana atual, e não somente fósseis. Inacreditável, não é mesmo, pois já na década de 70 haviam enviado as sondas Viking até lá para detectarem vida e os testes, embora tenham dado positivo, foram “descartados” pela NASA como tendo resultados possivelmente errados. Mas depois disso nem pensaram em fazer um teste de confirmação embora enviaram muitas outras sondas para lá.

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.