Encontro perigoso com enorme esfera não identificada flutuando no ar

Tempo de leitura: 3 min.

“… Por muitos dias depois, a superfície da asa que havia entrado em contato com o estranho raio brilhou à noite como se continuasse me lembrando do fenômeno…”

– Tenente Coronel L. Vyatkin
Encontro perigoso com enorme esfera não identificada flutuando no ar

O piloto russo tenente-coronel Lev Vyatkin teve dois encontros com objetos desconhecidos. Ele serviu no aeroporto militar de Yalta, da unidade militar 49222, localizado na península da Crimeia, na Ucrânia, costa norte do Mar Negro.

Na época, ele era capitão e pilotava um caça MiG-19P.

Era 6h30 da manhã de 7 de agosto de 1967. O tempo estava claro e o Sol ainda não havia nascido. Vyatkin estava na cabine de seu jato, esperando na pista para decolar.

Ele estava conferindo os instrumentos de bordo quando ouviu um chiado incomum através dos fones de ouvido e quase simultaneamente o técnico Nicholay Emelianenko tocou seu ombro apontando em direção a algo …

A cerca de dois quilômetros do aeródromo, a uma altura de 300 metros, havia uma enorme bola flutuando no ar.

Eles estimaram o tamanho do objeto em aproximadamente 80 metros de diâmetro. Parecia que tinha um núcleo metálico azul-escuro por dentro e ao redor havia uma cobertura luminosa em forma de concha. O objeto estava flutuando “através do vento” ao longo do Monte Ai-Petri, a uma velocidade de cerca de 60 a 70 quilômetros por hora.

De repente, parou a uma distância de cerca de 2 quilômetros e a uma altitude de cerca de 300 metros. Era claramente visível no céu azul claro.

Era um objeto enorme e sólido, com uma longa cauda brilhante de ar atrás dele. Seu voo era silencioso.

Vyatkin entrou em contato com o controle de tráfego e também observou o objeto nas telas de radar. Ele até os aconselhou a deixar o prédio e ver o OVNI a olho nu. Havia oito testemunhas assistindo o OVNI.

Foi um caso único e pedi permissão para voar a fim de examinar o objeto e tirar algumas fotos… Após uma breve discussão, as autoridades me proibiram de partir… E então a “bola” desapareceu instantaneamente.

Vimos isso por exatamente doze minutos … Mais tarde, fui procurar um lugar acima do qual o OVNI estava flutuando … Talvez as árvores estariam queimadas, a grama?

– Tenente Coronel L. Vyatkin

Eles não encontraram nada…

Cinco dias depois, em 13 de agosto de 1967, por volta das 23h45, o tenente-coronel Vyatkin teve outro encontro aéreo com um objeto de origem desconhecida. Foi durante o voo de treinamento noturno.

As condições climáticas estavam muito boas; o céu estrelado, absolutamente claro, com constelações brilhantes era seu companheiro.

Encontro perigoso com enorme esfera não identificada flutuando no ar
Coronel Vyatkin próximo de sua aeronave,na qual ele encontrou um facho vertical de luz…

Por volta da meia-noite, ele levou seu avião a 1.500 metros e relatou sua nova posição ao comandante de voo Major Mussatov e seguiu para o sul, para o Mar Negro. De tempos em tempos, ele checava todos os instrumentos, mas tudo estava normal.

De repente, à sua frente – à esquerda e acima, ele viu um enorme objeto de forma oval, brilhando uma estranha luz leitosa de neon. Muito preocupado com a presença próxima de um objeto desconhecido, Vyatkin imediatamente entrou em contato com o controle de solo e perguntou: “quem está na área?”

A resposta do solo foi negativa, todos os aviões restantes já haviam pousado.

Evitando a convergência perigosa e ao mesmo tempo tentando não perder de vista o objeto estranho, Vyatkin mudou a trajetória do avião. Mantendo distância, o piloto tentou determinar em que direção o OVNI estava se movendo.

Encontro perigoso com enorme esfera não identificada flutuando no ar

Ao mesmo tempo, ele percebeu que as luzes do objeto foram diminuindo gradualmente. Vyatkin inclinou a máquina para a esquerda, rapidamente ajustou a velocidade e tentou evitar uma possível abordagem perigosa.

O OVNI surpreendeu-o novamente enviando um flash de luz muito brilhante e um raio branco leitoso e inclinado apareceu bem na frente do avião de Vyatkin. Estava no curso do avião de Vyatkin e se aproximava muito rápido. Para evitar colidir com o raio, ele imediatamente nivelou a máquina. Não ajudou; ele acertou o raio brilhante com a asa esquerda.

Segundos depois, o raio explodiu em milhões de pequenos pontos de luz, uma miríade de pequenos brilhos parecidos com os fogos de artifício.

O avião de Vyatkin tremeu fortemente e todos os instrumentos leram para fora da escala. Então, o raio e a luz sobre seu avião se foram e o OVNI desapareceu de vista.

Voando para o aeroporto, ele procurou por novas surpresas no céu, mas tudo estava calmo e silencioso ao seu redor. Ele voltou em segurança e nenhum dano ao avião foi encontrado.

Mais tarde, Nicholay Emelianenko, o técnico que acompanhou Vyatkin naquela noite, disse-lhe em segredo que, depois que a aeronave retornou ao hangar subterrâneo, “a superfície da asa, que havia entrado em contato com o raio estranho, brilhava à noite“.

Então, alguns especialistas da agência de segurança nacional, KGB, chegaram ao hangar, mediram algo, fizeram algumas tentativas de limpar a asa com querosene e coletaram amostras.

Vyatkin disse:

Eu acho que eles conhecem esse fenômeno … eles conhecem muito.

(Fonte)


Aparentemente, esferas no céu nem sempre são balões.

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site.

Clique aqui para apoiar através do site Apoia.se, ou use o botão abaixo:


*Agora você também pode doar através de uma transferência PIX, clicando aqui, ou utilizando o QR Code abaixo:

(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.