Alienígenas parecidos com polvos podem viver na Lua Europa de Júpiter

Tempo de leitura: 2 min.

A lua de Júpiter, Europa, é muito interessante para quem procura traços de vida extraterrestre. Os cientistas descobriram anteriormente que a água líquida está presente sob a superfície gelada daquela lua, mas o que mais poderia estar escondido sob o gelo espesso?

Alienígenas parecidos com polvos podem viver na Lua Europa de Júpiter

Vários especialistas espaciais estão convencidos de que a vida extraterrestre existe na Lua Europa de Júpiter e que essas formas de vida alienígenas são provavelmente indígenas. A importante cientista espacial britânica, a professora Monica Grady, diz que os mares gelados sob as camadas de gelo de Europa podem abrigar criaturas semelhantes a ‘polvos’.

Isso soa incrível? Ao procurarmos vida extraterrestre, devemos permanecer abertos a todas as possibilidades. Alguns pesquisadores sugeriram que extraterrestres podem se parecer com seres humanos e podemos compartilhar DNA semelhante, mas há outras possibilidades intrigantes que também devemos considerar. Alienígenas podem não se parecer com humanos.

Mas por que procurar alienígenas parecidos com polvos?

Vida extraterrestre na lua Europa de Júpiter

Sabemos que as profundas cavernas encontradas em Marte oferecem abrigo contra intensa radiação solar, além de potencialmente conter restos de gelo. Portanto, não é exagero supor que existam formas de vida subterrâneas no Planeta Vermelho.

Com um diâmetro equatorial de 3.100 quilômetros, a lua Europa tem cerca de 90% do tamanho da Lua da Terra, mas não deixe o tamanho pequeno desencorajá-lo a imaginar que poderia haver vida alienígena lá.

A professora Grady disse:

Quando se trata das perspectivas de vida além da Terra, é quase uma certeza absoluta que haja vida sob o gelo na Europa.

Em outros lugares, se houver vida em Marte, ela estará sob a superfície do planeta.

Lá você está protegido da radiação solar. E isso significa que existe a possibilidade do gelo permanecer nos poros das rochas, o que poderia atuar como fonte de água.

Se houver algo em Marte, é provável que seja muito pequeno – bactérias.

Mas acho que temos mais chances de ter formas de vida um pouco mais altas na lua Europa, talvez semelhantes à inteligência de um polvo.

Europa, uma das 79 luas conhecidas de Júpiter, está localizada a mais de 480 milhões de quilômetros da Terra. Coberta por uma camada de gelo de até 24 quilômetros de profundidade, o gelo de Europa atua como uma barreira protetora contra a radiação solar e o impacto de asteroides.

Enquanto isso, a perspectiva de fontes hidrotermais no fundo do oceano – assim como cloreto de sódio na água salgada da lua Europa – também aumenta as perspectivas de vida.

No filme de ficção científica Viagem à Lua de Júpiter (Europa Report), uma empresa de exploração espacial envia seis dos melhores astronautas de todo o mundo em uma missão privada para procurar e confirmar a vida na lua de Júpiter, Europa. A equipe pousa na lua, perfura o gelo e libera uma sonda no mar subjacente.

Escondida sob o gelo da lua Europa, nas águas frias, a equipe descobre uma criatura bizarra e parecida com uma lula.

Poderíamos ter um cenário semelhante na vida real? Nada é impossível.

(Fonte)


Os cientistas estão falando com tanta convicção sobre a existência de vida na lua Europa, que me faz pensar que já há, além das teorias, indicações concretas de tal vida.

Será mesmo?

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.