Espaçonave BepiColombo a caminho de Mercúrio captura imagens surpreendentes

Tempo de leitura: 2 min.

Em de 10 de abril, a espaçonave BepiColombo passou pela Terra a caminho do Sistema Solar interior – e no processo capturou algumas imagens bastante espetaculares do nosso planeta.

Espaçonave BepiColombo a caminho de Mercúrio captura imagens surpreendentes

A missão conjunta europeu-japonesa, que inclui dois orbitadores, está em uma missão de sete anos para entrar em órbita em torno de Mercúrio em dezembro de 2025, tendo sido lançada da Terra em outubro de 2018.

Para alcançar Mercúrio, a espaçonave deve perder energia enquanto vai em direção ao Sol para ser capturada pela gravidade daquele planeta. Para fazer isso, está usando rebocadores gravitacionais da Terra, Vênus e Mercúrio para diminuir sua velocidade.

Na sexta-feira, 10 de abril às 16h25 – UTC, a sonda completou o primeiro desses voos, a menos de 13.000 quilômetros de nosso planeta – com a maioria da equipe da missão assistindo em casa. Ao fazer isso, levou um tempo para testar seus vários instrumentos científicos e obter algumas imagens.

Essas imagens, a muitos milhares de quilômetros de distância, revelam algumas visões únicas de nosso planeta suspensas no espaço, à medida que a espaçonave se aproxima a mais de 100.000 quilômetros por hora. O sobrevoo fará com que a sonda perca cerca de 18.000 quilômetros por hora em velocidade.

Espaçonave BepiColombo a caminho de Mercúrio captura imagens surpreendentes
A sonda começou a capturar imagens muito antes do voo aéreo ESA / BepiColombo / MTM, CC BY-SA 3.0 IGO

Em uma coincidência interessante, a sonda voou diretamente sobre a cidade de Colombo, no Sri Lanka, com a qual compartilha seu nome, embora o nome da sonda realmente venha do matemático italiano Giuseppe (Bepi) Colombo.

A trajetória da BepiColombo agora mergulhará no Sistema Solar interno. Seu próximo sobrevoo será Vênus em 15 de outubro deste ano, seguido por outro sobrevoo de Vênus em agosto de 2021, seguido por seis sobrevoos Mercurio, antes de entrar em órbita.

Espera-se que a missão nos forneça uma visão totalmente nova de Mercúrio. Apenas duas naves espaciais já estiveram em Mercúrio antes – o Mariner 10 da NASA, que passou voando em 1974 e 1975, e a sonda MESSENGER da NASA, que orbitou o planeta de 2011 a 2015.

Espaçonave BepiColombo a caminho de Mercúrio captura imagens surpreendentes
A sonda voou a menos de 13.000 quilômetros da Terra. ESA / BepiColombo / MTM, CC BY-SA 3.0 IGO


Com seu conjunto de instrumentos, o Mercury Planetary Orbiter (ESA) da Agência Espacial Européia (MPO) e o Mercury Magnetospheric Orbiter (Mio) da Agência Espacial Japonesa estudarão Mercúrio a partir de órbitas polares, permitindo que eles vejam o planeta inteiro girar sob eles.

Além de mapear e estudar a superfície e o interior do planeta, as duas espaçonaves também estarão procurando sinais intrigantes de gelo d’água nas crateras sombreadas nos pólos do planeta – com algumas evidências de que Mercúrio poderia até mesmo ter sido habitável.

Por enquanto, no entanto, a BepiColombo se despediu da Terra pela última vez. Agora está em um mergulho ousado em direção ao Sol, em uma jornada que acabará por vê-la orbitar o planeta mais interno do nosso Sistema Solar.

Até lá, teremos que nos contentar com suas impressionantes imagens da terceira rocha a partir do Sol.

(Fonte)


Ora vejam: A Terra não é plana mesmo!!! 😁

n3m3

P.S.: Por que o OVNI Hoje publicou este artigo? Clique aqui para saber.

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Compartilhe este artigo com a galáxia!



PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


O OVNI Hoje TAMBÉM ESTÁ NAS REDES SOCIAIS:

O OVNI Hoje precisa de sua ajuda. Você pode ajudar na manutenção do site. Clique aqui para informações de como fazê-lo, ou use o botão abaixo:


(Obs.: Se preferir utilizar depósito bancário, favor enviar e-mail para n3m3@ovnihoje.com para obter as informações. Obrigado.)



ÁREA DE COMENTÁRIOS:

AVISO: Fique alerta quanto as regras da área de comentários clicando aqui.